Horns Up: O ódio ao Mainstream. Por que os fãs torcem o nariz?

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Guilherme Niehues, Fonte: Horns Up
Enviar Correções  

Talvez o maior sonho de uma banda é alcançar as primeiras posições na Billboard e, desfrutar de seu sucesso "Mainstream" como música, banda e o mais importante fazer parte de algo na história deste vasto cenário musical, seja do Metal, Rock ou até mesmo do Punk.

publicidade

Porém, com os números crescendo, a banda ganhando a corrida entre os melhores da Billboard e sendo escalonado para desbravar o globo com shows, os fãs mais saudosos demonstram uma certa resistência, aquela "básica torcida de nariz", e o leve pensamento de que houve o fracasso em atender os gostos dos fãs, durante a carreira do artista.

Na verdade, existem dois tipos de situações que precisam ser prezados, o primeiro deles é quando a própria banda alcança um nível de mainstream alto demais e o fã apenas se preza a cultuar o underground e background destes artistas, e existem aqueles que criticam as demais bandas por estarem em um nível indesejado e ofuscam os talentos de suas bandas preferidas.

publicidade

As minhas opiniões aqui descritas são baseadas no que eu acompanho no Facebook, Twitter e os comentários de sites especializados em música.

Portanto, podemos abrir dois campos de discussões, sendo o primeiro:

POR QUE OS FÃS REJEITAM OU SIMPLESMENTE PARAM DE OUVIR UMA BANDA QUE CHEGA AO MAINSTREAM?

Por exemplo, o Avenged Sevenfold que foi bastante aplaudido por apresentar uma evolução drástica desde o City of Evils (2005) até os dias atuais. Veja bem, a banda começou nos confins do chamado Metalcore/Hardcore e ao longo dos anos moldou seu som para uma outra direção. Todavia, muito se é criticado quando o assunto é o sucesso da banda.

publicidade

Apenas por citar o estilo Metalcore ou existir uma pegada mais leve para os ouvidos, muitos fãs torcem o nariz por achar que não é "Metal" o suficiente, e de que não deveriam ser relacionados ao termo. Contudo, muitas músicas agradam e possuem traços indiscutíveis de "heróis" de outras eras, baseados em suas influências sejam nas guitarras, bateria ou vocais.

publicidade

Outros pontos julgados pelos fãs ou não fãs hoje em dia, se refletem no visual da banda que utilizavam um estilo mais voltado ao "Emo", tendo unhas pintadas, franjas, olhos maquiados e por aí vai. Indiferente do motivo, é algo que representa muitas das críticas direcionadas a banda. Por esse visual, e existir uma parcela grande de "meninas, moças e mulheres" que curtem a banda, apenas por achar o vocalista bonito ou o guitarrista ser charmoso é outro ponto criticado.

publicidade

Porém, claro, a opinião é de cada um, e nunca haverá argumentos suficientes para realmente provar o porque a banda é boa, mediana ou ruim. Os saudosos podem cultuar uma primeira parte da carreira da banda e criticar o resto das obras por soar diferente, ou menos agradável, caso que ocorre muito com a banda Mayhem. Uma das lendas do Black Metal que se envolveu em escândalos no início dos anos 90 por queimar igrejas, e ter em seu currículo o assassinato e suicídio do guitarrista e vocalista, respectivamente, é tachado em duas fases distintas: "The True Mayhem" e apenas "Mayhem".

publicidade

publicidade

A transformação de bandas que eram consideradas cult ou true e que após alguns lançamentos exibiram um som mais mainstream, como no caso do Dimmu Borgir e Cradle of Filth, por exemplo, retratam ainda mais a índole do fã de cultuar uma cena mais underground, e passando a criticar muitas vezes e ignorar uma discografia parcial de artistas que costumavam cultuar.

O que em teoria e prática, chegar a beirar a hipocrisia, quando muitos renegam o fato de em algum momento ter sido fã da banda e hoje a odeia por apresentar uma proposta diferente do que os fãs gostariam ou que difere de seus ideais.

POR QUE OS FÃS CRITICAM BANDAS DOS QUAIS NÃO OUVEM?

Caso você entre em alguns sites que são altamente comentados como o Blabbermouth, Metalsucks e até mesmo o Whiplash.net, verá muitos comentários de pessoas que não gostam de uma deferida banda, mas se prezam a denegrir a imagem da mesma, sem qualquer embasamento ou fatos que possam ser levados em tom de argumento para uma discussão saudável.

Já li muitos "a banda é ruim, e pronto" ou então "banda ruim demais", mas talvez esta pessoa em especifico nunca chegou a ouvir o repertório da banda. E, confesso que coloquei isso à tona quando realizei um teste:

Um amigo dizia não gostar de Dark Tranquillity, e sempre a comentava como sendo chata, não criativa e ruim demais. Então, sem que o mesmo soubesse qual banda estava escutando, passei a ele os álbuns Projector de 1999 e algumas músicas que continham uma sonoridade um pouco diferente do tradicional Death Metal Melódico, e não deu em outra, o mesmo ovacionou o primeiro álbum logo nas primeiras audições. Talvez o mesmo não goste do estilo em si, mas em seus plays sempre existia Arch Enemy e algumas outras bandas de Death Metal Melódico. No final das contas, hoje ele passou a gostar e a aderir ao Dark Tranquillity em sua rotina.

Porém, muitas destas críticas absurdas e sem fundamentos, é que estas bandas que alcançaram o sucesso seja rápido demais ou ao longo da sua carreira, incomoda muita gente por desbancar seus artistas favoritas. Esse fator ocorre, especialmente na indução as grandes premiações do cenário musical mundial ou listas criadas por veículos especializados, por exemplo, os 20 melhores vocalistas trazem Bruce Dickinson (Iron Maiden) em primeira posição sendo que existem outros pesos pesados como Dio, Ozzy e Coverdale no embate. Esse tipo de lista é defendido a unhas e dentes pelo leitor.

Ou em uma votação da internet, por que Slipknot ganhou de Lamb of God ou até mesmo de Iron Maiden? Infelizmente, uma banda pode facilmente desbancar outra pelo seu sucesso Mainstream e fazer com que alguns fãs percam seus cabelos em frente aos seus computadores que resguardam aquela saudosa paixão pelo seu artista favorito. Apesar de a opinião ser algo único, nem sempre é retratado com coerência ou ética.

Nesse quesito, a banda Ghost mandou lembranças, uma das bandas mais odiadas de toda a história que cativou fãs e haters pelo mundo todo.

CONCLUSÃO:

A conclusão é bastante simples: existem fãs ou não fãs que expressam sua opinião, mas sempre deixam transparecer um comentário desnecessário e isso será a gasolina para aquele que defende a banda com unhas, dentes e uma granada na boca.

Ainda não chegamos em um nível extremo de violência ou depredação intelectual que possa deferir mortes e violência gratuita apenas porque um individuo não possui o mesmo interesse dos demais. Aliás, vocês precisam ver quando um grande festival é anunciado e no cast, existem bandas acima de lendas, por exemplo, Asking Alexandria acima de Carcass, Opeth e etc.

O QUE ISSO AGREGA NA CENA?

Absolutamente nada, tanto para as bandas citadas para os fãs. Talvez, o único ponto negativo é que dependendo da banda possa gerar um furor negativo, mas que não chegue a implicar em sérios danos na reputação da mesma. Quanto aos fãs? Bom, apenas algumas horas perdidas à fio para vestir a camisa da banda e defende-la como um nerd defende sua virgindade no nível 100.

E VOCÊ? O QUE ACHA DO AQUI EXPOSTO? VAMOS ABRIR UMA DISCUSSÃO!

Apenas uma reflexão esporádica aqui é descrita. E você acha o que do aqui exposto?

Realmente é verdade essa briga entre fãs e haters?

publicidade



Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Guns N' Roses: Algumas curiosidades sobre o vocalista Axl RoseGuns N' Roses
Algumas curiosidades sobre o vocalista Axl Rose

Slash: Comentários sobre Guns, pornstars e Michael JacksonSlash
Comentários sobre Guns, pornstars e Michael Jackson


Sobre Guilherme Niehues

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, enviando sua descrição e link de uma foto.

WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin