WHIPLASH.NET - Rock e Heavy MetalWHIPLASH.NET - Rock e Heavy Metal

FacebookTwitterGoogle+RSSYouTubeInstagramApp IOSApp Android
MenuBuscaReload

Aerosmith: curiosidades sobre a voz de Steven Tyler

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Danilo F. Nascimento, Fonte: WHDH e The Range Place, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

Steven Tyler, notável vocalista do grupo norte-americano Aerosmith, sempre é citado quando o assunto é longevidade vocal.

Nirvana: "Teoria é um desperdício de tempo", dizia KurtIron Maiden: Jimmy Page relembra Rock in Rio de 2001

Imagem

Vamos saber o porque?

Steven Tyler, possuí um timbre condizente com as características de um tenor, não é um cantor virtuoso, entretanto, é privilegiado por ter uma extensa gama vocal.

Tyler toca piano desde a infância, o que certamente colaborou para que tenha se tornado um vocalista tão competente, pois ao tocar um instrumento, o vocalista adquire maior noção de tons e notas, corroborando para que aprimorem o ouvido à ponto de conseguir cantar com competência.

Tyler nunca estudou técnica vocal, pelo menos, não até os anos 90, quando passou a estudar com o professor de técnica vocal norte-americano Ken Tamplin, notável vocalista da banda de hard rock dos anos 80, Shout.

Confira, Ken Tamplin em ação:

Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

Além de Steven Tyler, Ken têm como aluna, a grande cantora norte-americano de música Country, Carrie Underwood.

Confira Carrie Underwood cantando Paradise City do Guns N´ Roses:

Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

Bem, agora que sabemos que Tyler está nas mãos de um excelente profissional de técnica vocal, vamos entender porque Tyler precisou recorrer à um.

Em meados dos anos 90, a turnê do álbum "Get A Grip" tinha sido a mais desgastante da carreira de Tyler, pois os shows eram longos e as canções cada vez mais difíceis de serem executadas, em virtude disto, Tyler teve sérios problemas em suas cordas vocais, por tê-las forçado indevidamente em vários momentos de sua carreira, e também pelos constantes abusos de drogas e álcool.

Sob o mais absoluto sigilo, Tyler recorre ao voicelift, procedimento médico responsável por rejuvenescer as cordas vocais.

Em seguida, Tyler volta aos palcos, e o Aerosmith lança o disco "Nine Lives", onde é possível notar uma melhoria considerável na voz de Tyler, em relação aos shows ao vivo realizados entre 1994 e 1996. É, o procedimento foi um sucesso, e Tyler estava com cada vez mais controle sobre a sua voz, em parte graças a ele mesmo e ao procedimento médico, mas principalmente as aulas cada vez mais intensivas com Ken Tamplin.

Após a série de shows realizados em Las Vegas (2005), Tyler sofreu abruptamente com um tremendo susto. Teve de cancelar a turnê em Las Vegas, pois descobriu que havia rompido alguns vasos sanguíneos em suas cordas vocais, e o mesmo passou por uma cirurgia de emergência com o Dr.Zeitels.

"Você tem vasos anormais que estão predispostos a quebrar de novo. Se acontecer outra vez, teremos que operá-lo novamente. A cirurgia é muito eficáz, rápida e fácil, pois é feita a laser e não fere o tecido normal", disse Zeitels para Tyler na época.

Entre as estrelas já operadas por Zeitels, estão a cantora de musicais teatrais Julie Andrews, e a cantora de ópera Carol Vaness.

A Dr. Reena Gupta, outra especialista em procedimentos médicos nas cordas vocais, declarou que é um verdadeiro milagre que Tyler mantenha-se cantando do jeito que canta há tanto tempo.

Após cantar o hino nacional em uma partida nos Estados Unidos, Tyler foi muito criticado por sua voz. Mas a Dr. Reena foi taxativa: "Não entendo o motivo das críticas, Tyler cantou assim a sua vida inteira, e parece que ele têm um bom controle sobre a sua voz. Eu estranharia se ele tivesse cantado de forma limpa, sem a sua voz rouca característica. Se cantar assim é saudável para as cordas vocais a longo prazo ou não, bem, aí já é outra história", declarou a doutora.

Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

O fato é que Tyler realmente não teve uma de suas melhores performances neste dia, estava mais rouco do que o normal, mas ainda assim sua voz era reconhecível.

Também não podemos esquecer que a idade, bem como o consumo de entorpecentes, tendem a, naturalmente, contribuir para que a voz de uma pessoa mude, tanto a voz falada, quanto a voz cantada.

Tyler têm uma voz naturalmente rouca, ele não precisa exagerar na utilização do drive, por exemplo, pois a sua voz ao falar, é naturalmente rouca e esganiçada, basta vê-lo concedendo entrevistas. Diferentemente de Axl Rose, por exemplo, que só consegue o aspecto de voz rouca/rasgada/esganiçada, por meio de "doses cavalares" de drive.

A voz de Steven Tyler, não é a mesma de 20 ou 30 anos atrás, e nem deveria, pois diversos fatores, inclusive fisiológicos, contribuem para a mudança de voz. Mas mudança na voz, não é sinônimo de cantar mal, a voz pode mudar, mas se o vocalista tiver bom controle sob a sua voz e bom conhecimento, no que tange à técnicas vocais elementares, seguirá cantando bem até o fim de sua vida, de forma diferente de outrora, mas ainda assim cantando bem.

Em 2007, a voz de Steven Tyler foi analisada por especialistas, que analisaram suas cordas vocais e comprovaram que, realmente, Steven Tyler é um caso em particular, e não deverá parar de cantar tão cedo.

As análises foram feitas para o documentário "A Incrível Máquina Humana" do canal National Geographic Chanel.

Confira abaixo (O documentário é bem interessante, mas caso não queira vê-lo inteiro, a parte em que falam de Tyler, começa aos 13:11):

Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

Algumas curiosidades sobre alcances e registros vocais de Tyler:

Timbre: Tenor
Média de notas cantadas: E2-E6
Alcance total: D2-E6

Notas altas significativas:
E6 ("Crazy")

Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

D6 ("Another Last Goodbye", "Walk This Way" live at the ACM Awards 2011, "You Shook Me All Night Long" live at Rock 'n' Roll Hall of Fame 2003)

Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

B5 ("Two And A Half Men" appearance)

Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

B♭5 ("What It Takes" live Tokyo 2002)

Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

A5 ("Adam's Apple", "What It Takes" live Tokyo 2002, "Cryin'" live Chicago 1994, "Oh Yeah", "Reefer Headed Woman")

Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

G♯5 ("Dream On", "Janie's Got A Gun" live, "Monkey On My Back" live Camden 2002, "Back in the Saddle")

Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

G5 ("Train Kept A-Rollin'", "What It Takes" live, "Back In The Saddle" live Tokyo 2002, "Pink" live NJ 2002, "Nine Lives", "Draw the Line" live)

Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

F♯5 ("Amazing Grace" live)

Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

F5 ("Kings And Queens" live, "Shut Up and Dance", "Get a Grip", "Walk This Way" live, "Dude Looks Like A Lady" live Boston 1990)

Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

E5 ("Crazy", "I Love Trash", "The Other Side", "Get It Up", "Fly Away From Here", "Something's Gotta Give", "Full Circle", "Fall Together", "Monkey on My Back", "Lay It Down", "Taste of India", "Shut Up and Dance", "Joanie's Butterfly", "Love Me Two Times", "Kiss Your Past Good-Bye", "Walk This Way" live, "Misery" live)

Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

E♭5 ("Remember (Walking in the Sand)", "Angel", "Face", "Three Chord Country and American Rock & Roll ", "Get a Grip", "Hoodoo/Voodoo Medicine Man", "Amazing","Buried Alive", "Ain't That a Bitch", "Spider Man Theme")

Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

D5 ("I'm Down", "Don't Get Mad, Get Even", "Sedona Sunrise", "Roots... Rock... Reggae", "Oxygen", "Lizard Love", "13", "The Devil's Got a New Disguise", "Anybody Out There", "Another Last Goodbye", "Blind Man", "Santa Claus Is Coming to Town", "Baby, Please Don't Go", "Road Runner", "Fallen Angels", "Legendary Child", "Lay It Down", "Just Push Play", "Heart's Done Time", "Won't Let You Down", "Let the Music Do the Talking", "Bitch's Brew", "What It Takes", "Pink", "Livin' on the Edge", "Deuces Are Wild", "Sight for Sore Eyes", "Angel's Eye", "Critical Mass", "Line Up", "Falling in Love (Is Hard on the Knees)", "Crash", "Can't Stop Messin'", "Permanent Vacation", "The Hand That Feeds", "Walk on Water", "My Girl", "Jig Is Up", "Flesh", "I Don't Want to Miss a Thing", "I'm Down", "What Kind of Love Are You on", Gap commercial, Dodge commercial, "Toys in the Attic" live, "Love in an Elevator" live, "Amazing Grace" live, "Back in the Saddle" live, "Come Together" live, "Across the Universe" live, "Star Spangled Banner" live)

Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

C♯5 ("Last Child", "Outta Your Head", "Right Key, Wrong Key Hole", "The Grind", "Get the Lead Out", "Push Comes to Shove", "Shame on You", "Hollywood", "Buried Alive", "Movin' Out" live, "Immigrant Song" live, "Sweet Emotion" live)
https://www.youtube.com/watch?v=BrYmsD3Tqsk

C5 ("Dude Looks Like A Lady", "Luv Lies", "Nobody's Fault", "Janie's Got A Gun", "Walk This Way", "Walk on Water", "Feel the Pain", "Rockin' Pneumonia & the Boogie Woogie Flu", "Just Feel Better", "Samurai", "Gotta Love It", "Dime Store Lover", "St. John", "Cry Me a River", "Lay It Down", "Reefer Headed Woman", "Chiquita", "Get It Up", "Spaced", "Beyond Beautiful", "Nine Lives", "Darkness", "Woman of the World", "Girl Keeps Coming Apart", "Helter Skelter", "Downtown Charlie", "All Your Love", "She's on Fire", "Magic Touch", "Jailbait", "Lord of the Thighs", "Hole in My Soul", "Love in an Elevator", "Intro", "Home Tonight", "Big Ten Inch Record" "Jailbait", "Young Lust", "Kings and Queens", "Make It", "The Reason a Dog", "F.I.N.E.", "Toys in the Attic" live, "Major Barbara" live, "Dream On" live, "Star Spangled Banner" live)

Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

Notas baixas significativas:

D2 ("St. John", "I Love Trash")

Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

E2 ("Baby, Please Don't Go", "Flesh", "Hoodoo/Voodoo Medicine Man", "Walk on Water")

Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

F♯2 ("Don't Get Mad, Get Even", "Hoodoo/Voodoo Medicine Man")

Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

G2 ("Hangman Jury", "Girl Keeps Coming Apart", "Shut Up and Dance", "Permanent Vacation", "F.I.N.E.", "Falling in Love (Is Hard on the Knees)")

Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

A2 ("Walk on Water", "St. John", "Reefer Headed Woman", "Movin' Out" live)

Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

B♭2 ("Janie's Got a Gun". "Hole in My Soul")

Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

Há um tempo atrás, críticos especializados da revista britânica Classic Rock, elegeram as melhores performances vocais de Steven Tyler, em toda a história do Aerosmith. Veja se concorda como eles:

1. Amazing
2. Crazy
3. Dream On
4. Back in the Saddle
5. Janie's Got a Gun
6. What It Takes
7. Monkey on My Back
8. I Love Trash
9. Livin' on the Edge
10. Remember (Walking in the Sand)

Comente: Qual é na sua opinião a performance vocal mais impressionante de Steven Tyler?

Por que destacamos matérias antigas no Whiplash.Net?

Quer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Análise Vocal

Axl Rose: Afinal de contas, o que houve com sua voz?Freddie Mercury: Características vocais do cantorRonnie James Dio: Analisando a sua poderosa vozBruce Dickinson: curiosidades sobre a voz por trás do Iron MaidenDeep Purple: Análise técnica da voz de Ian GillanGuns N' Roses: Análise vocal de Axl RoseLed Zeppelin: Análise vocal de Robert PlantWhitesnake: Análise vocal de David CoverdaleJudas Priest: Análise vocal de Rob HalfordKiss: Análise vocal de Paul StanleyAlice In Chains: Análise vocal de Layne StaleyHelloween: Análise vocal de Michael KiskeGlenn Hughes: Análise vocal do cantorMetallica: Análise vocal de James HetfieldSkid Row: Análise vocal de Sebastian BachBlack Sabbath: Análise vocal de Ozzy OsbourneAC/DC: Análise vocal de Bon ScottDream Theater: Análise vocal de James LaBrieScorpions: Análise vocal de Klaus MeinePantera: Análise vocal de Phil AnselmoRush: Análise vocal de Geddy LeeMegadeth: Análise vocal de Dave MustaineBon Jovi: Análise vocal de Jon BongioviAngra: Análise vocal de Fabio LioneFaith No More: análise vocal de Mike PattonThe Cult: Análise vocal de Ian AstburyStone Temple Pilots e Velvet Revolver: Análise vocal de Scott WeilandVan Halen: Análise vocal de Sammy HagarAlter Bridge: Análise vocal de Myles KennedyTodas as matérias sobre "Análise Vocal"

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, nos links abaixo:

Post de 14 de abril de 2014
Post de 15 de abril de 2014
Post de 15 de abril de 2014
Post de 12 de maio de 2014
Post de 13 de outubro de 2015
Post de 24 de fevereiro de 2017

Todas as matérias da seção CuriosidadesTodas as matérias sobre "Análise Vocal"Todas as matérias sobre "Aerosmith"

Nirvana
"Teoria é um desperdício de tempo", dizia Kurt

Iron Maiden
Jimmy Page relembra Rock in Rio de 2001

Humor
Urros, raiva, dor, sangue! As regras do Death Metal!

Dream Theater: Jordan Rudess elege seus cinco álbuns preferidosAngela Gossow: Não existe deus! Simplesmente lide com isso!Rita Lee: Ela participou de suruba com o Yes e furtou a cobra de Alice CooperHeavy Metal: fãs sofrem de baixa autoestima, diz estudoOzzy Osbourne: No Rock In Rio, má impressão sobre o Brasil

Sobre Danilo F. Nascimento

Administrador por casualidade. Músico por instinto. Escritor por devaneio. Fascinado por música, literatura e cinema. Seu primeiro contato com o mundo do rock data de meados dos anos 90, uma época de transição entre o analógico e o digital, e, principalmente, uma época onde a MTV ainda era aprazível e relevante. Idolatra e cultua o legado instituído pela maior banda de todos os tempos, o Queen.

Mais matérias de Danilo F. Nascimento no Whiplash.Net.

Link que não funciona para email (ignore)

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em agosto: 1.237.477 visitantes, 2.825.604 visitas, 7.034.755 pageviews.

Usuários online