Rock em Análise: alguns grandes covers e seus originais 1

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Fábio Cavalcanti, Fonte: Rock em Análise
Enviar Correções  

No mundo da música, covers podem ser encontrados em álbuns dos mais diversos artistas. Infelizmente, o ouvinte mais "leigo" pode cair facilmente na armadilha de apreciar a genialidade de determinada música sem perceber que a mesma se trata de... um cover!

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Citarei aqui alguns covers que chamaram atenção - tanto do público quanto da crítica - pela sua boa execução, criatividade ou refinamento em sua produção. O que está valendo aqui são aquelas versões que trouxeram algo de realmente "novo" e autoral, de modo que se torna difícil - ou impossível - considerar tais músicas como sendo exclusivas dos artistas originais.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Vamos lá!

Train Kept A-Rollin' (Aerosmith, 1974). Versão original: Tiny Bradshaw, 1951.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Essa música de Tiny Bradshaw foi "coverizada" por vários artistas, sendo que a versão do Yardbirds é a mais conhecida. Mas, a versão do Aerosmith se destaca ainda mais por trazer a essência de cada integrante em seus mínimos detalhes sonoros. Não é à toa que esta versão é tratada como um 'hit' do Aerosmith, e continua firme e forte nos shows da banda.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Hallelujah (Jeff Buckley, 1994). Versão original: Leonard Cohen, 1984.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Quem nunca escutou "Hallelujah", eternizada pelo falecido Jeff Buckley, em milhares de filmes e seriados ao longo dos últimos 18 anos? Este é um dos raros casos em que o cover "suga" a alma da composição de tal forma que consegue superar a versão original, em todos os sentidos! Ouça, compare com a versão original, e comprove!

Summertime Blues (Blue Cheer, 1968). Versão original: Eddie Cochran, 1958.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"Summertime Blues" já era um 'rockabilly' de sucesso em sua versão original, mas o Blue Cheer conseguiu transformar a canção em seu único grande 'hit', graças à sua incendiária versão, lançada no seu álbum de estréia "Vincebus Eruptum". Mais hard rock, impossível!

I Am The Walrus (Oasis, 1994). Versão original: The Beatles, 1967.

Lançando como um mero lado-b, o cover que o Oasis fez para "I Am The Walrus" tinha tudo para ser um verdadeiro fiasco. Porém, ao contrário do que se esperava, sua versão mais "pesada", crua e acelerada - e absurdamente direta - se transformou em um dos hinos de shows da banda.

Wicked Game (HIM, 1998). Versão original: Chris Isaak, 1989.

Sejamos sinceros: quantos roqueiros conseguem suportar o marasmo de "Wicked Game", grande sucesso pop do cantor Chris Isaak? Quase nenhum, eu diria. Mas, para o espanto de todos, a banda finlandesa HIM conseguiu transformar a enjoativa balada em questão em um arrepiante mix de hard rock e pós-grunge. Não poderia ser mais brilhante...

All Along the Watchtower (The Jimi Hendrix Experience, 1968). Versão original: Bob Dylan, 1967.

Nenhuma matéria sobre grandes covers poderia deixar de fora a criativa releitura que o próprio compositor fez questão de "pegar emprestada" pra tocar em seus shows, não é? Preciso dizer mais alguma coisa?

Agora, como diria o Guns N' Roses no encarte do seu álbum de covers "The Spaghetti Incident": faça um favor a você mesmo e procure as versões originais!


Grandes Covers e Seus Originais

Rock em Análise: alguns grandes covers e seus originais 2

Rock em Análise: alguns grandes covers e seus originais 3

Todas as matérias sobre "Grandes Covers e Seus Originais"




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Iron Maiden: pequena falha em outdoor na Russia em 2011Iron Maiden
"pequena falha" em outdoor na Russia em 2011

Metal Extremo: algumas bandas que você precisa ouvirMetal Extremo
Algumas bandas que você precisa ouvir


Sobre Fábio Cavalcanti

Baiano, sempre morou em Salvador. Trabalha na área de Informática e ¨brinca¨ na bateria em momentos vagos, sem maiores pretensões. Além disso, procura conhecer novas - e antigas - bandas dos mais variados subgêneros do rock. Por fim, luta para divulgar, sempre que possível, o pouco conhecido cenário rocker da tão sofrida ¨Terra do Axé¨.

Mais matérias de Fábio Cavalcanti no Whiplash.Net.

Goo336 Goo336 Cli336 Goo336 Goo336 Cli336 Goo336 Goo728