Ronnie James Dio: Analisando a sua poderosa voz

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Danilo F. Nascimento, Fonte: The Pure Rock Shop, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

Popularmente conhecido como "A Voz do Heavy Metal", Ronnie James Dio, foi, sem dúvida alguma, um dos melhores vocalistas da história do rock n' roll.

5000 acessosTarja: agredida sexualmente por fã durante show no México em 20005000 acessosBatismo: Os nomes verdadeiros dos artistas do Rock e Metal

O presente artigo, visa analisar a poderosa voz de Dio, bem como elencar os fatores que contribuíam para que sua voz fosse tão distinta.

Características vocais:
Timbre - Tenor
Média de notas cantadas - E♭2-B5
Alcance vocal total - D2-D6

Há controvérsias no que tange à classificação vocal do vocalista. Alguns professores o classificam como barítono, em contrapartida, a grande maioria dos professores que já avaliaram a voz de Dio, alegam que o mesmo é tenor, pois atinge notas que seriam muito difíceis para um barítono, sem o recurso do falsete. O enciclopédia online, Wikipédia, também o classifica como tenor.

Embora Dio, fosse considerado um grande vocalista, no que tange o domínio e compreensão dos mais variados tipos técnicas vocais, o mesmo declarou em diversas ocasiões que jamais fez aulas de canto.

O vocalista afirmava, categoricamente, que sua habilidade para cantar era uma consequência de sua respiração correta. Dio apresentava uma respiração diafragmática correta, pois aos 5 anos de idade, começou a tocar trompa, instrumento que exige domínio total de respiração diafragmática para a execução das notas e acordes de forma correta.

Trompa:
http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/6/63/French_ho...

A habilidade com a trompa, fez com que Dio se interessasse por outros instrumentos, como o trompete, e logo depois, por cantar. Outro fator que influenciou Dio a começar a cantar foi o fato de seu pai ter sido cantor, Dio afirmava que seu pai não era profissional, mas cantava em bares nos fins de semana, e o conhecimento que adquiria, sobre técnicas vocais, transmitia ao pequeno Ronnie.


Certa vez, Dio declarou (sobre cantar sem nunca ter tido aulas formais de canto): "É uma questão de saber como fazer, ter algum talento, ter alguma técnica e ter um cérebro para usar tudo isto juntos de forma inteligente, sem exageros. Estes são todos os meus métodos, e eu não sei se estão corretos. Para falar a verdade, acho que dei muita sorte, sou privilegiado, fui abençoado com uma boa voz em alguns aspectos, mas também, fui muito determinado para me aprimorar e reduzir minhas limitações. Então, (eu) nunca tive quaisquer aulas de técnica vocal, eu nunca senti que eu precisava, a voz é meu instrumento, e assim como eu dominava a trompa quando criança, aprendi a dominar o meu melhor instrumento, a minha voz. Além do mais, o que vale é a emoção, o que vale é a emoção transmitida através da voz, eu acredito nas coisas que eu canto, acredito em cada palavra, e por isso transbordo emoção para as pessoas que me ouvem, e isso é mais importante do que apenas ser um cantor virtuoso".

A primeira banda de Dio chamava-se "Ronnie James Dio And The Prophet", e tocava um rockabilly, influenciado, principalmente, por Buddy Holly. E foi a parir desta banda que Dio abandonou a trompa e o trompete, e passou a cantar.

Ronnie James Dio And The Prophet:

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

Após a dissolução da banda, Dio montou a banda ELF, e já notava-se uma grande evolução em sua voz.

ELF:

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

Dio seguiu aprimorando-se como vocalista, mesmo tendo optado por não ter aulas de canto formalmente com um professor. A prática contínua, aliada à um bom controle de respiração diafragmática, corroboraram para que ele se tornasse um grande cantor lírico (bel canto).

O vocalista descobriu os limites da própria voz, o que contribuiu para que obtivesse um bom domínio e controle sobre sua voz de cabeça e sua voz de peito, evitando que ele tivesse que usufruir de falsete para atingir notas mais altas.

Dio possuía bom domínio, no que concerne a execução de voz mista, com sinergia nos músculos TA E CT, por meio de selamento glotico pleno, o que colaborava para que os seus agudos soassem encorpados.

Além de todos os fatores elencados acima, certa vez, Dio declarou: "Eu não cometo abusos físicos com a minha voz, e acho que isso certamente ajuda. Eu não fumo, não uso drogas e bebo apenas socialmente".

Certa vez, Ronnie James Dio, fora analisado por uma professora de canto lírico, que não gostava e nem conhecia nada a respeito de heavy metal. A cantora em questão era Claudia Friedlander.

A respeito de Dio, Claudia disse: "Não o conheço, mas ouvindo esta música (Falling Off the Edge of the World - Black Sabbath) chego a conclusão de que trata-se de um grande cantor. Sua voz é tão naturalmente ressonante – ele me lembra o Freedie Mercury em alguns momentos,e isso é um elogio, pois considero Freddie Mercury a maior voz do rock e uma das maiores da música em geral. Nesta canção (Falling Off the Edge of the World - Black Sabbath) este Dio está cantando com um “ligado” perfeito, dicção clara e vibração orgânica e consistente. Ele organiza seu espaço de ressonância para criar um leve rosnado, sem apresentar qualquer resistência à sua respiração. Você pode perceber o quão saudável é sua performance, através da forma em que ele entra e sai de breve momentos de harmonia com entonação impecável."

Claudia analisou a voz de Dio através desta canção:

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

Embora Ronnie James Dio tenha dedicado-se muito pouco ao estudo minuciosa de técnica vocal e todas as místicas que a cercam, o músico desenvolveu uma série de recursos imprescindíveis para desempenhar sua função de vocalista como notória regularidade.

Entre as técnicas e recursos desenvolvidos e aprimorados por Dio, podemos citar:

Mixed voice: Mixed voice - Dupla adução com sinergia de TA (Músculo Tireoaritenoídeo - músculo intrínseco da laringe) e CT (Músculo Cricotireóideo - músculo intrínseco da laringe), com selamento glótico pleno.

Drive de epiglote: Talvez o recurso mais marcante dentre todos os outros utilizados por Dio. Este drive era a sua marca registrada, o seu cartão de visita. O drive de epiglote é um drive de natureza estrutural que é produzido pelo abaixamento parcial da cartilagem epiglote em direção ao ádito da laringe, realizado pelo músculo ariepiglótico.

Conceitos e termos técnicos acima são de cortesia do treinador vocal Ariel Coelho:
http://www.arielcoelho.com.br/analises-vocais/

Confira abaixo algumas performances de Dio, com seus respectivos registros vocais.

Notas altas significativas:

D6 ("Metal Will Never Die")

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

B5 ("The Mob Rules" live in Vancouver 2007, "Wlid One" live in Aston Villa 1990)

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

B♭5 ("Die Young" live at Wacken 2009, "Wild One" live in San Diego 1990)

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

A5 ("Wild One" live in Dortmund, Toronto and London 1990, "Gypsy" live in London 2005 [Holy Diver live], "The Mob Rules" live Radio City Music Hall 2007)

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

G♯5 ("Lock Up The Wolves", "Wild One" live in New Haven 1990, "Gypsy" live in Kavarna 2006)

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

G5 ("Wild One", "Lock Up The Wolves")

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

F5 ("Firehead", "Neon Knights" live in America 1982 [Live Evil], "Stand Up And Shout")

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

E5 ("Gypsy", "Hide In the Rainbow", "Night Music", "Rainbow in the Dark", "Sensitive to Light", "Turn Up The Night", "What Cost War")

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

E♭5 ("Children of the Sea" live in America 1982 [Live Evil], "Evil Eyes" live in Holland 1983, "Holy Diver", "King of Rock and Roll", "L.A. Connection", "Man on the Silver Mountain" live in Japan 1985, "Neon Knights" live in America 1982 [Live Evil], "Slipping Away", "The Mob Rules" live in America 1982 [Live Evil])

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

D5 ("A Light in the Black", "Another Lie", "Born on the Sun", "Country Girl", "Don't Talk to Strangers", "Eat Your Heart Out", "Evil Eyes", "Evil on Queen Street", "Face in the Window", "Heaven and Hell" live in Holland 1983, "Invisible", "Kill The King", "King of Rock and Roll", "Lady Of The Lake", "Liberty Road", "Long Live Rock 'n' Roll", "Love Is All", "Man on the Silver Mountain", "My Eyes", "Rainbow in the Dark", "Sensitive to Light", "Shame on the Night", "Shoot Shoot", "Sixteenth Century Greensleeves", "Stand Up And Shout", "Still I'm Sad" live On Stage, "Straight Through the Heart", "Tarot Woman", "Why Are They Watching Me", "Wild One")

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

C♯5 ("Ain't It All Amusing", "Born on the Sun" live in Dortmund 1990, "Bring Down the Rain", "Caught In The Middle", "Computer God", "Don't Talk to Strangers" live in Holland 1983, "Eat Your Heart Out", "Evilution", "Give Her the Gun", "Heaven and Hell", "I Speed At Night", "L.A. 59", "Letters from Earth", "Mask of the Great Deceiver". "Mistreated" live in Munich 1977, "My Eyes", "Naked in the Rain", "Neon Knights", "Night Music", "One Foot in the Grave", "Rocking Chair Rock 'n' Roll Blues", "Shoot Shoot", "Sins of the Father", "Straight Through the Heart", "Strange Highways", "Sunset Superman", "Twisted", "The Mob Rules", "Too Late", "Turn Up The Night", "TV Crimes", "When a Woman Cries", "Wonderworld")

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

C5 ("Ain't It All Amusing", "A Light in the Black", "Black Swampy Water", "Blood From a Stone", "Born on the Sun", "Carolina County Ball", "Death by Love", "Do You Close Your Eyes", "Egypt (The Chains Are On)", "Evil on Queen Street", "Evilution", "Fallen Angels", "Firehead", "Gates Of Babylon", "Guilty", "Here's to You", "Hollywood Black", "Holy Diver", "Hoochie Koochie Lady", "I'm Coming Back For You", "Institutional Man", "I Spy", "L.A. 59", "Liberty Road", "Like the Beat of a Heart", "Losing My Insanity", "Love is All", "Love Me Like A Woman", "Master of the Moon", "Otherworld", "Overlove", "Pain", "Rainbow in the Dark", "Rocking Chair Rock 'n' Roll Blues", "Rock 'n' Roll Children", "Run with the Wolf", "Shame On the Night", "Shivers", "Shoot Shoot", "Stand Up And Shout", "Stargazer", "Stars", "Streetwalker", "The Chase", "The End of the World", "The Last in Line", "The Man Who Would Be King", "Time Machine", "We Rock", "When A Woman Cries", "Why Are They Watching Me", "Wild One", Vocal improvisation live in Osaka 1978)

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

B4 ("A Light in the Black", "All the Fools Sailed Away", "Bible Black", "Bring Down the Rain", "Carolina County Ball", "Catch the Rainbow" live in Osaka 1978, "Computer God", "Do You Close Your Eyes", "Faces in the Window", "Firehead", "Gambler, Gambler", "Give Her the Gun", "God Rest Ye Merry Gentleman", "Guilty", "Eat Your Heart Out", "Here's to You", "Hey Angel", "Hide In the Rainbow", "I", "I Could Have Been a Dreamer", "If You Don't Like Rock 'n' Roll", "In Dreams", "Institutional Man", "Kill the King", "King of Rock and Roll", "Liberty Road", "Living the Lie", "Lock Up the Wolves", "Lonely is the Word", "Lord of the Last Day", "Losing My Insanity", "Master of Insanity", "Never More", "Night Music", "Night People", "One More for the Road", "Prentice Wood", "Push", "Sins of the Father", "Sixteenth Century Greensleeves", "Stargazer", "Starstruck", "Still I'm Sad" live On Stage, "Streetwalker", "Sunset Superman", "The Chase" "The End of the World", "Turn To Stone", "When She Smiles")

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

B♭4 ("After All (The Dead)", "As Long as It's Not About Love" live in New York 2000, "Blood From a Stone", "Born on the Sun", "Country Girl", "Die Young", "Dream On", "Evilution", "Egypt (The Chains Are On)", "Falling Off the Edge of the World", "Firehead", "Give Her the Gun", "God Rest Ye Merry Gentleman", "Good Time Music", "Hide In the Rainbow", "Hollywood Black", "I", "Jesus, Mary & The Holy Ghost", "Letters from Earth", "Lonely is the Word", "Master of Insanity", "Metal Will Never Die", "One Foot in the Grave", "One More for the Road", "Otherworld", "Over and Over", "Overlove", "Sign of the Southern Cross", "Sins of the Father", "Strange Highways", "Throw Away Children", "Time Machine", "Tonight", "Welcome To My Nightmare")

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

A4 ("All the Fools Sailed Away", "As Long as It's Not About Love", "Don't Talk to Strangers", "Do You Close Your Eyes", "Egypt (The Chains Are On)", "Follow the Tears", "Hey Angel", "Losing My Insanity", "My Eyes", "Never More", "Night People", "Otherworld", "The Chase", "The Code", "The Last in Line", "This Is Your Life", "Welcome To My Nightmare", "Wonderworld")

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

Notas baixas significativas:

D2 (Magica story)

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

E♭2 ("When A Woman Cries")

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

E2 ("Like the Beat of a Heart")

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

F2 ("Electra")

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

F♯2 ("Turn To Stone")

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

G2 ("Welcome To My Nightmare")

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

G♯2 ("Iron Man" live in Tokyo 1980)

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

A2 ("Shame On the Night")

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

B♭2 ("After All (The Dead)", "I Left My Heart In San Francisco", "Letters from Earth", "Mr. Misery")

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

B2 ("Children of the Sea", "Don't Take Your Love From Me", "Falling Off the Edge of the World" live at Wacken 2009, "Lord of the Last Day" live in New York 2002 [Evil or Divine], "The Rape Of Andrea Lucia", "Welcome To My Nightmare")

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

C3 ("Black Sabbath" live in America 1982 [Live Evil], "Like the Beat of a Heart", "The Code")

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

C♯3 ("Children of the Sea", "Lord of the Last Day" live in New York 2000, "Follow the Tears")

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

D3 ("Catch the Rainbow", "Evil on Queen Street", "Rainbow Eyes", "The Code")

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

E♭3 ("After All (The Dead)", "Children of the Sea", "I", "Letters from Earth", "Lord of the Last Day" live in Hollywood 2000, "Metal Will Never Die")

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

E3 ("Lord of the Last Day", "Stargazer", "Streetwalker", "When She Smiles")

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

Ronnie James Dio veio a falecer em 16 de maio de 2010, entretanto, permaneceu cantando divinamente bem até o fim de sua trajetória.

Sim, sua voz já não era a mesma, porque, fisiologicamente, a voz de uma pessoa, naturalmente, muda com o passar dos anos, tanto a voz falada, quanto a voz cantada.

É importante ressaltar que esta mudança na voz, que ocorre, naturalmente, com o passar dos anos, de forma alguma, significa cantar mal. A voz de uma pessoa muda, mas isto não é sinônimo de cantar mal. Se o cantor tiver conhecimento sobre sua tessitura e extensão vocal, bem como ser precavido e cuidar bem da voz, evitando bebidas, cigarros e abusos, continuará cantando bem, independentemente da idade.

Há inúmeros grandes vocalistas do passado que não cantam mais da forma que cantavam, e isso é natural, pois a voz do ser humano muda com o passar dos anos. Entretanto, a maioria desses vocalista andam cantando mal, e isso não têm absolutamente nada a ver com a idade, e sim com os abusos cometidos por esses vocalistas ao longo dos anos. Mesmo com a mudança natural na voz que a idade traz, o vocalista pode perfeitamente continuar cantando bem, de forma diferente, mas ainda assim cantando bem.

Vocalistas como Steven Tyler, Glenn Hughes e Bruce Dickinson, cantam de uma forma diferente do que cantavam no passado, mas ainda assim, o fazem com maestria, pois, independentemente da mudança fisiológica na voz ocasionada pela idade, os mesmos possuem bom controle sobre suas vozes, bem como, bom domínio de técnicas vocais elementares para um bom desempenho vocal.

Por que destacamos matérias antigas no Whiplash.Net?

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Análise Vocal

5000 acessosAxl Rose: Afinal de contas, o que houve com sua voz?5000 acessosFreddie Mercury: Características vocais do cantor5000 acessosAerosmith: curiosidades sobre a voz de Steven Tyler5000 acessosBruce Dickinson: curiosidades sobre a voz por trás do Iron Maiden5000 acessosDeep Purple: Análise técnica da voz de Ian Gillan5000 acessosGuns N' Roses: Análise vocal de Axl Rose5000 acessosLed Zeppelin: Análise vocal de Robert Plant5000 acessosWhitesnake: Análise vocal de David Coverdale5000 acessosJudas Priest: Análise vocal de Rob Halford5000 acessosKiss: Análise vocal de Paul Stanley5000 acessosAlice In Chains: Análise vocal de Layne Staley5000 acessosHelloween: Análise vocal de Michael Kiske5000 acessosGlenn Hughes: Análise vocal do cantor5000 acessosMetallica: Análise vocal de James Hetfield5000 acessosSkid Row: Análise vocal de Sebastian Bach5000 acessosBlack Sabbath: Análise vocal de Ozzy Osbourne5000 acessosAC/DC: Análise vocal de Bon Scott5000 acessosDream Theater: Análise vocal de James LaBrie5000 acessosScorpions: Análise vocal de Klaus Meine5000 acessosPantera: Análise vocal de Phil Anselmo5000 acessosRush: Análise vocal de Geddy Lee5000 acessosMegadeth: Análise vocal de Dave Mustaine5000 acessosBon Jovi: Análise vocal de Jon Bongiovi5000 acessosAngra: Análise vocal de Fabio Lione5000 acessosFaith No More: análise vocal de Mike Patton4353 acessosThe Cult: Análise vocal de Ian Astbury2765 acessosStone Temple Pilots e Velvet Revolver: Análise vocal de Scott Weiland2857 acessosVan Halen: Análise vocal de Sammy Hagar5000 acessosAlter Bridge: Análise vocal de Myles Kennedy0 acessosTodas as matérias sobre "Análise Vocal"

0 acessosTodas as matérias da seção Curiosidades0 acessosTodas as matérias sobre "Análise Vocal"0 acessosTodas as matérias sobre "Dio"0 acessosTodas as matérias sobre "Black Sabbath"0 acessosTodas as matérias sobre "Elf"0 acessosTodas as matérias sobre "Rainbow"

Tarja TurunenTarja Turunen
A agressão de um fã durante show no México em 2000

Nomes de BatismoNomes de Batismo
Os nomes verdadeiros dos artistas do Rock e Metal

Heaven & HellHeaven & Hell
Mistérios e autocensura na capa de álbum

5000 acessosStairway to Heaven: o maior hit do Led Zeppelin5000 acessosU2: as 10 melhores músicas de todos os tempos da banda5000 acessosRatos de Porão: O elogio de João Gordo aos garotos do Restart3582 acessosSystem Of a Down: "Chop Suey" na feira de talentos na escola5000 acessosHalloween: dez clássicos do Heavy Metal para curtir a data5000 acessosCorey Taylor: Ele gostaria de gravar dueto com Justin Bieber

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, nos links abaixo:

Post de 27 de abril de 2014
Post de 28 de abril de 2014
Post de 04 de maio de 2014

Sobre Danilo F. Nascimento

Administrador por casualidade. Músico por instinto. Escritor por devaneio. Fascinado por música, literatura e cinema. Seu primeiro contato com o mundo do rock data de meados dos anos 90, uma época de transição entre o analógico e o digital, e, principalmente, uma época onde a MTV ainda era aprazível e relevante. Idolatra e cultua o legado instituído pela maior banda de todos os tempos, o Queen.

Mais matérias de Danilo F. Nascimento no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online