W. Axl Rose: o som de 25 mil dólares da BMW do vocalista

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Nacho Belgrande, Fonte: Playa Del Nacho
Enviar correções  |  Ver Acessos

Em Agosto de 1990, num raro lampejo de abnegação de sua bem-resguardada privacidade, W. AXL ROSE - então em meio às sessões que resultariam em 'Use Your Illusion' I & II - permitiu à revista estadunidense especializada em sistemas de som para carro CAR AUDIO que o entrevistasse e esmiuçasse toda a aparelhagem instalada em sua BMW 325i, e que custara módicos 25 mil dólares [quase 50 mil reais pelo câmbio de hoje].

Black Sabbath: Tony Iommi explica diferença entre Dio e OzzyGuitarristas: os maiores do Hard & Heavy segundo a revista Burnn

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Na entrevista, Axl afirmou sempre ter sido 'tarado por som de carros', e que quando comprou seu primeiro carro, aos 17 anos, já havia comprado os componentes pra ele antes: 'Todo mundo tinha rádios de 150 dólares, e eu fui lá e comprei um Jensen de 600 dólares de cara'.

O modelo 325i conversível datava de 1989 foi equipado pela empresa especializada Electronic Entertainment [considerada 'a loja de áudio para carros dos astros e estrelas' de Los Angeles], mas daquela vez, ele comprara o carro primeiro.

A instalação consistia de seis amplificadores, um CD Changer Sony CDXA100, um toca-fitas Sony 7400 para controlar o CD changer ['o toca-fitas é pra quando eu sair do estúdio e poder ouvir às mixagens', afirmou Axl] com circuitos para equalização paramétrica, roteamento de sinal, supressão de ruído, processamento do canal central, etc.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O engenheiro Len Horowitz foi o responsável pela concepção e design do projeto, um dos muitos que a Electronic Entertainment já criara para músicos profissionais com ouvidos exigentes - ele acabara de projetar o som do carro de HERBIE HANCOCK e a loja estava dando os retoques finais no Porsche 930 de MC HAMMER.

O sistema customizado ainda contava com um detector de radares, um moderníssimo telefone celular Alpine 9530 [com fio], e um frigobar.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Durante as sessões de fotos para a capa da revista, Rose disse que 'ouvia de tudo' no som do carro, de FRANK SINATRA a TODD RUNDGREN, até STEELY DAN ["Todo santo dia eu ouço a 'Decade' do Steely Dan, porque me faz trabalhar mais duro"].

E porque um astro do rock iria querer logo um BMW, veículo geralmente associado a pessoas mais conservadoras?

"Eu já dirigi muitos carros diferentes e já aluguei muitos carros diferentes, e nunca quis ter uma BMW por causa do estigma que ele carrega. Eu sou tratado de modo diferente nesse carro. As velinhas acenam e coisa do tipo. Não me enchem o saco nele".

Confira mais fotos abaixo:

Galeria completa de scans:
http://tinyurl.com/btf5fhj




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção CuriosidadesTodas as matérias sobre "Guns N' Roses"Todas as matérias sobre "Axl Rose"


Guns N' Roses: show no Troubadour marca definitivamente a era do rebootGuns N' Roses
Show no Troubadour marca definitivamente a "era do reboot"

Guns N' Roses: Por que Steven Adler não foi convidado para a reunião? (vídeo)Guns N' Roses
Por que Steven Adler não foi convidado para a reunião? (vídeo)


Black Sabbath: Tony Iommi explica diferença entre Dio e OzzyBlack Sabbath
Tony Iommi explica diferença entre Dio e Ozzy

Guitarristas: os maiores do Hard & Heavy segundo a revista BurnnGuitarristas
Os maiores do Hard & Heavy segundo a revista Burnn


Sobre Nacho Belgrande

Nacho Belgrande foi desde 2004 um dos colaboradores mais lidos do Whiplash.Net. Faleceu no dia 2 de novembro de 2016, vítima de um infarte fulminante. Era extremamente reservado e poucos o conheciam pessoalmente. Estes poucos invariavelmente comentam o quanto era uma pessoa encantadora, ao contrário da persona irascível que encarnou na Internet para irritar tantos mas divertir tantos mais. Por este motivo muitos nunca acreditarão em sua morte. Ele ficaria feliz em saber que até sua morte foi motivo de discórdia e teorias conspiratórias. Mandou bem até o final, Nacho! Valeu! :-)

Mais matérias de Nacho Belgrande no Whiplash.Net.

Goo336x280 GooAdapHor Goo336x280 Cli336x280