Gastão Moreira: A coleção do VJ, apresentador e jornalista musical

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Ricardo Seelig
Enviar correções  |  Comentários  | 

Gastão Moreira
Gastão Moreira
Aos 17 anos - Witchcraft
Aos 17 anos - Witchcraft
Kratera
Kratera

Esta matéria foi publicada muitos anos atrás, está datada, e a coleção mostrada hoje deve ser bem diferente. Mas a matéria continua sendo uma curiosa cobertura sobre uma invejável coleção, e por isso a destacamos.

Gastão Moreira é um dos maiores jornalistas musiciais brasileiros. Em quase vinte anos de carreira escreveu o seu nome com destaque em diversos programas que ampliaram a presença do rock na grande mídia brasileira. Seja à frente do Fúria Metal e do Gás Total na MTV, do Musikaos na Rede Cultura ou mais recentemente no Gasômetro na Rádio Atlântida FM, além de inúmeras outras iniciativas, Gastão ganhou o respeito e admiração de todos que curtem música de qualidade Brasil afora. Morando atualmente em Floripa, Gastão nos recebeu para uma conversa franca e honesta, onde apresentou a sua coleção, contou curiosidades sobre a sua carreira e falou bastante sobre o que mais gosta: música.

Fala Gastão!!! Eu me sinto muito feliz em estar batendo este papo com você, que sempre foi um dos meus ídolos no jornalismo musical. Pra começar, você lembra como foi o seu primeiro contato com a música, e, mais especificamente, com o rock?

Que eu me lembre foi com “Be Bop A Lula”. Depois lembro do solo de guitarra em “Don´t Stop” do Fleetwood Mac. Foi aí que eu saquei o que era uma guitarra.

Quando você percebeu que estava se tornando, muito além do que apenas um ouvinte de música, um colecionador?

Comecei como um colecionador de fitas cassete por não ter grana para comprar os discos, e a partir dos anos oitenta comecei a comprar uma boa quantidade de LPs.

Sacia a minha curiosidade: qual é o tamanho da sua coleção?

Tenho algo em torno de 11 mil títulos, mas o que importa mesmo para mim, mais do que a quantidade, é o conteúdo de cada um dos itens que possuo.

No meio de tudo isso, de quais grupos você possui mais material?

Em primeiro lugar Frank Zappa, de longe. Depois AC/DC, The Who, Neil Young e David Bowie.

Além dos itens de áudio, como CDs, vinis e DVDs, que outros itens fazem parte desta coleção?

Muitas almofadas e camisetas de rock (risos).

A música é uma experiência pessoal, e diferente, para cada um. Como foi a sua história, a sua trajetória, dentro do rock?

Eu comecei ouvindo Queen, Sweet e David Bowie. Logo depois fui para o Black Sabbath, Grand Funk e Free. No final dos anos setenta me interessei pelo punk e pelo metal. Hoje vou do jazz ao eletrônico sem turbulência.

Qual foi o primeiro álbum que você comprou, e porque?

Foi o “News Of The World” do Queen, por causa de “We Are The Champions” e “We Will Rock You”. O segundo foi o “Who´s Next” do Who.

Qual item você considera o mais raro da sua coleção?

O “Bon Scott Last Oui Oui”, pirata do último show do Bon com o AC/DC. Depois é o primeiro compacto do Brujeria e um compacto de “Paranoid” do Sabbath em vinil.

Qual foi o maior número de itens que você comprou de uma única vez?

Durante um Video Music Awards em Nova Iorque, em 1995, eu trouxe 250 CDs na mala (risos).

Como jornalista e apresentador você deve receber muito material promocional das gravadoras, com grupos que às vezes você curte e outras não. O que você faz com estes itens: guarda ou repassa adiante?

Cara, faz tempo que eu não recebo nada de gravadora. Pra falar a verdade, nem na MTV em recebia tanto material. Obviamente que rola uma filtragem, e o que não gosto repasso. Se for muito ruim vira descanso de copo (risos).

Quantos álbuns em média você compra por mês?

Compro mais do que o meu salário me permite (risos).

Qual item você tem mais ciúmes e não venderia de jeito nenhum?

Meu LP do “High Voltage” autografado pelo Angus Young.

Entre todos os itens da sua coleção, quais foram os que deram mais trabalho para conseguir?

Acho que foram os álbuns de uma banda espetacular chamada Sacred Miracle Cave. Fiquei anos atrás, e hoje tenho em CD e LP.

Que discos você procura há anos e ainda faltam na sua coleção?

Um deles é o “Time Fades Away” do Neil Young.

Você possui algum lugar específico para guardar a sua coleção, e alguma dica que queria passar para os nossos leitores?

Tenho estantes feitas sob medida. Uso um desumidificador porque moro ao lado da praia, além daqueles plastiquinhos pentelhos.

Eu queria que você fizesse um top#5 com os itens da sua coleção que você mais gosta.

1 – Box set da Motown
2 – Box set do Free
3 – Minha coleção do Roxy Music
4 – Todos os meus Black Sabbath em vinil
5 – O “Kiss Alive” autografado pelo Paul Stanley e pelo Gene Simmons

E os dez melhores álbuns de todos os tempos, quais são?

Ai Jesus, estes top 10 são variáveis, mas vamos lá (sem ordem de preferência):

The Who – Who´s Next
Grand Funk – We´re An American Band
J.J. Cale – Naturally
The Band – Music From The Big Pink
Betty Davis – Betty Davis
Funkadelic – Maggot Brain
Cheap Trick – Heaven Tonight
Lou Reed – Transformer
David Bowie – Hunky Dory
Jane´s Addiction – Nothing Is Shoking

E atualmente, que grupos novos você tem ouvido e recomenda aos nossos leitores?

Black Angels, Kasabian e Kaiser Chiefs, entre outra dezena de boas bandas.

Qual disco as pessoas ficariam surpresas em saber que você possui?

Deve ser o meu LP do Journey, o “Escape” (risos).

A Collector´s Room tem publicado diversas matérias apresentando coleções gigantescas e impressionantes. Qual a sua opinião a respeito destes fãs dedicados que possuem, na maioria das vezes, mais material do que os seus próprios ídolos?

São pessoas anormais como eu, que padeceriam sem música (risos).

Serviço de utilidade pública: que álbuns que você recomenda aos nossos leitores, dos anos sessenta até hoje?

60´s – “Revolver” dos Beatles
70´s – “Never Mind The Bollocks” dos Sex Pistols
80´s – “The Head On The Door” do The Cure
90´s – “Nevermind” do Nirvana
00´s – Prefiro esperar até 2009 (risos)

Falar de heavy metal durante os anos noventa e não mencionar o seu nome é impossível. Sendo à frente do extinto Fúria Metal ou na sua passagem pela MTV você teve um papel essencial na divulgação e popularização da música pesada no Brasil. Como você se sente em relação a isso?

Foram oito anos de MTV e mais quatro de Musikaos na TV Cultura. Fico feliz de ter (mau) influenciado musicalmente bastante gente (risos). Tinha e tenho consciência da responsabilidade de ter um veículo abrangente como o rádio e a TV. Ajudei várias bandas, mas elas fizeram por merecer. E o Fúria é lendário.

Com a sua saída da MTV, o espaço para o metal na TV foi praticamente extinto. Só recentemente, com programas como o Total Massacration da própria MTV e o Stay Heavy é que a música pesada voltou a marcar presença neste que é o principal veículo da mídia de massa. Como surgiu o Fúria, como era a sua produção, backstage e como ele funcionava?

O Fúria e o Lado B do Massari eram os únicos programas programados por VJs. Tive que lutar por este espaço desde o começo, quando o Fúria passava nas quintas às duas da manhã. Em oito anos de MTV fiz mais de mil e quinhentas entrevistas para o Fúria, de AC/DC pra baixo.

Você acompanha a programação da MTV atualmente?

Muito pouco. Não me identifico mais com a MTV.

Depois de uma passagem pela TV Cultura, onde você apresentou o ótimo Musikaos, agora você está na rede Atlântida, onde apresenta o programa Gasômetro. Como surgiram estes programas e como se deu esta transição para vocêm, que sempre fou um cara de TV, e agora comanda um dos melhores programas do rádio brasileiro?

Obrigado pelos elogios, eles são a minha munição para continuar na luta pela música sem prazo de validade. Todos estes programas surgiram das profundezas do meu cérebro (risos). No Gasômetro me dão total liberdade de programação e procuro passear por vários estilos. A partir de agosto o Gasômetro vai para o domingo, das 20 às 00:00, com quatro horas de duração.

Apesar de o seu nome ainda possuir uma ligação muito forte com o heavy metal, quem acompanha o Gasômetro saca de cara que o seu gosto musical é muito mais amplo. Aliás, fica evidente que você possui um prazer especial em descobrir bandas obscuras, que nunca ninguém ouviu falar. Como nasceu este seu lado “pesquisador”, e que dicas você daria para quem quiser encontrar material destes grupos mais obscuros?

Desde pequeno sempre fui curioso, perguntava tudo e consultava o dicionário. Hoje, com a internet, está muito mais fácil encontrar material destes grupos.

Embora o Gasômetro seja elogiado em todos os cantos como um dos melhores programas de rádio do Brasil, ele ainda é restrito à área de atuação da rádio Atlântida, que cobre apenas os estados do RS e SC. Você tem planos de levar o programa para todo o país?

Adoraria levar o Gasômetro para todo o Brasil e estamos estudando a possibilidade.

Gastão, você já está envolvido com música há um bom tempo. O que você acha que melhorou, e o que piorou, durante todos estes anos?

A importância das gravadoras diminuiu, e a internet proporciona várias opções de divulgação. A cena independente brasileira está mais profissional e organizada, festivais pipocam por todo o país.

E a sua banda, quais são os planos para 2006?

Tocar em todos estes festivais (risos). Minha banda é o Kratera, que tem o Galináceo, meu parceiro na apresentação do Gasômetro, na guitarra. Temos músicas no Trama Virtual e no My Space com a primeira vocalista.

Eu gostaria que você contasse pra gente quais foram os momentos mais legais e gratificantes de todos estes anos de dedicação à música.

Minha entrevista de quarenta e cinco minutos com o Angus Young. Figura simples e simpática, razão pela qual eu fui para o rock. Inesquecível!!!

Cara, antes de encerrar eu gostaria de dizer que curti muito este papo com você. Muito obrigado, e este espaço é seu.

Eu é que agradeço. Foram ótimas perguntas. Tudo de bom. Paz!!!

Por que destacamos matérias antigas no Whiplash.Net?

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Collectors Room

5000 acessosRafael Serrante: Ele invadiu o palco do Maiden no Rock In Rio5000 acessosRodrigo Simas: A coleção do webmaster da Dave Matthews Band5000 acessosFernando Souza Filho: O FSF, editor-chefe da Rock Brigade5000 acessosVanessa Frehley: amor sem limites ao Kiss5000 acessosReinaldo: um apaixonado pelos Scorpions5000 acessosAlexandre Vilella: Empresário fanático pelo Def Leppard5000 acessosRogério Mendonça: dono de uma invejável coleção do U25000 acessosAlmir Figueiredo: o brasileiro que arrematou os óculos de Ozzy5000 acessosNelson Dylara: A coleção de fotos, ingressos e autógrafos do paparazzi do rock5000 acessosVinícius Neves: O apresentador do Stay Heavy mostra sua coleção5000 acessosVitão Bonesso: A imensa coleção do apresentador do Backstage5000 acessosAirton Diniz: A coleção do editor chefe da Roadie Crew5000 acessosMad Dragzter: A coleção de CDs de thrash do guitarrista Tiago5000 acessosAquiles Priester: Posters, action figures e latinhas de coca-cola5000 acessosAlessandro Silveira: Colecionador de bootlegs do Dream Theater5000 acessosMarco Malagolli: Um dos maiores conhecedores da obra dos Beatles5000 acessosAndré Rodrigues Guedes: Coleção focada em Mercyful Fate e King Diamond5000 acessosEyes Of Shiva: A coleção de Metallica do baterista Ricardo Longhi5000 acessosJohnny Z: Uma invejável coleção de heavy metal5000 acessosBento Araújo: A coleção de classic rock do editor do Poeira Zine5000 acessosMarcelo Maiden: Uma impressionante coleção de ítens do Iron Maiden5000 acessosKid Vinil: "Uns 10 mil vinis e mais uns 10 mil CDs!"5000 acessosAntônio Carlos Monteiro: A coleção do "ACM" da Rock Brigade5000 acessosPerpetual Dreams: A coleção dos integrantes da banda catarinense5000 acessosMotley Crue: A impressionante coleção do paulista Flávio Colognesi5000 acessosMarcel Castro: De ingressos e tour-books a guitarras autografadas5000 acessosEliton Tomasi: A coleção do editor da RockHard/Valhalla5000 acessosBon Jovi: A coleção do paulista Flávio Celestino5000 acessosGota: A coleção do proprietário da Roots Records5000 acessosMarcelo Peixoto: A coleção do proprietário da Hot Music5000 acessosLuiz Calanca: A coleção do dono da Baratos Afins5000 acessosQueen: Uma das maiores coleções sobre a banda está no Brasil5000 acessosSaul Gumz: Coleção de Classic Rock no interior de Santa Catarina5000 acessosFelipe Fleury: Colecionador de ítens do Guns N' Roses5000 acessosDaniel Schierolli: Acervo dedicado à música pesada5000 acessosAdemir Vieira: Dono de uma admirável coleção do Stratovarius5000 acessosLincoln Braite: Colecionador paulistano fissurado por Kai Hansen5000 acessosLuciano Sorrentino: Colecionador de material do Kiss5000 acessosAlexandre Neves: O brasileiro com maior pontuação no eBay5000 acessosDaniel Skupien: Coleção dedicada ao Heavy Metal nacional5000 acessosStatik Majik: A coleção de vinis do baterista Luis Carlos5000 acessosMarcelo Bernardes: Paulista radicado em Santa Catarina, corintiano e colecionador5000 acessosSalvatore D'Angelo: De blues a death metal, e muitos bootlegs5000 acessosJulio Marcondes: Colecionador e apresentador do programa A História do Rock5000 acessosAndré Sikora: A coleção do presidente do fã clube do Nazareth no Brasil5000 acessosGeraldo Tavares: Fã inveterado e colecionador do Yes5000 acessosRoberto Sabbag: Colecionador do Slayer e Heavy Metal em geral5000 acessosArnaldo Jr: Colecionador de ítens relacionados ao Metallica5000 acessosMário Pacheco: Figura única, colecionador e contraculturalista5000 acessosSilmara Ferreira: Apaixonada por pop oitentista e colecionadora do Inxs5000 acessosGus Monsanto: A coleção do vocalista do Adagio5000 acessosMarco Loiacono: Talvez a maior coleção de Motorhead do Brasil5000 acessosMairon Machado: Aficionado por vinil e pelo rock clássico5000 acessosPaulo de Castro: Baixos, guitarras, calcinhas, e pinball do Kiss?5000 acessosRicardo Seelig: A coleção do criador da Collector's Room5000 acessosCollector's Room: a gigantesca coleção de Regis Tadeu1974 acessosCollector's Room: a linda coleção de Nino Lee Rocker0 acessosTodas as matérias sobre "Collectors Room"

0 acessosTodas as matérias da seção Matérias0 acessosTodas as matérias sobre "Collectors Room"

CuriosidadeCuriosidade
Artistas que odeiam suas próprias músicas

Iron MaidenIron Maiden
Rachel Sheherazade é uma grande fã da banda

HistóricasHistóricas
Fotos de encontros inusitados entre rockstars

5000 acessosMetallica: as extravagâncias da banda para tocar no Rock in Rio5000 acessosTreta: Zakk Wylde cuspiu cerveja em James Hetfield?5000 acessosGuitarra: os melhores solos da história segundo a Guitar World5000 acessosSlayer: Tom Araya está de saco cheio da rotina de gravar e sair em turnê5000 acessosStratovarius: A novela do Stratovarius escancarada por Timo Tolkki5000 acessosEric Clapton para B.B. King: "Obrigado, do fundo do meu coração"

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, nos links abaixo:

Post de 14 de maio de 2016
Post de 09 de janeiro de 2017

Sobre Ricardo Seelig

Ricardo Seelig é editor da Collectors Room - www.collectorsroom.com.br - e colabora com o Whiplash.Net desde 2004.

Mais matérias de Ricardo Seelig no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online