RECEBA NOVIDADES ROCK E METAL DO WHIPLASH.NET NO WHATSAPP

Matérias Mais Lidas


Carol Morreu - Alguém me dê um celular, please?

Por Felipe Ricotta
Postado em 12 de dezembro de 2004

Kraftwerk. Rio. Tim Festival. Armazém 5.

"Não consigo falar com essa parada na boca."

Lá fora, o céu desabava raivoso em forma de água cinza enquanto que lá dentro, quatro caras com seus quatro computadores tinham todos em suas mãos. A frieza deles só facilitava as coisas, o clima entre as pessoas era ideal e... bem, eu também me deixei levar como todo mundo.

Quase o tempo todo.

"Pô, escreveram errado, aí. Não é Maschine, é Machine! Alemães idiotas."

Olha o cara, ele canta (fala?) como se estivesse contando um segredo pra alguém, com a mãozinha na boca. E olha aquele careca do canto direito, que cara mais apavorante!

Kraftwerk - Mais Novidades

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - TAB 1
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - TAB 1

Putz, eu tinha que entrar no camarim pra trocar uma idéia com eles!

(peraí, mas eu não sei falar alemão.)

Tanto faz, eles não devem ter camarim mesmo.

Saem do palco e devem ir direto pra NAVE.

"Protein? Vitamin? Se fosse o Arnaldo Antunes e sem telões, todo mundo ia achar um saco."

(...)

"Opa, peraí. Isso aí eu conheço!" - era "Trans Europe Express", cover do DJ Marlboro.

(...)

"Você curte o Kraftwerk?"

"Olha, vou te falar que eu não conhecia não."

"Podecrer...E o que você acha dessa galera nova que faz música eletrônica de qualidade hoje em dia no Brasil como o err...PR5 do Paulo Ricardo? - eu perco a linha, às vezes.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - TAB 2
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - TAB 2

"Sério que o Paulo Ricardo tá fazendo música eletrônica?"

Demorei um tempo, mas acabei me dando conta de que não era dia pra piadinhas infames.

(...)

Encontrei um deles na platéia ("ele era um deles, você não tá entendendo!") e ele assistia o show como deveria mandar o figurino.

Parado, estranho e careca.

Aliás, vale lembrar que todos os Carecas Cool Cariocas estavam presentes no show.

"O que o Kraftwerk significa pra você?"

"Um estilo de ser em harmonia com as máquinas." - ele era um deles, ele era um deles e eu tive certeza.

Saí de perto na hora.

(...)

"Fon Fon!"

Em Autobahn, lembrei dela que se incomodava com o vidro do carro que não era elétrico e putz...a modernidade é uma merda mesmo.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - TAB 3
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - TAB 3

No telão, rodovias e carros passando me deixaram feliz por não ter o menor tesão automobilístico. O carro facilita a vida sim, mas é apenas um meio de transporte, right?

Eu sou mesmo tão anormal assim?

(...)

Olhei pro lado e meu amigo chorava. Eu simplesmente travei, não conseguia me mover perdido dentro daquele telão. Não fazia o menor sentido dançar naquela hora e por que diabos estão todos dançando?

Finalmente, mesmo que por apenas alguns minutos, me emocionei com Radioactivity.

Renovação cerebral total e um aperto de leve na consciência pelo egoísmo e pela falta de atitude perante o mundo que eu vivo.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - TAB 4
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - TAB 4

(...)

"O Kraftwerk é responsável pelo não-vazio cultural. Na verdade, tudo acabou nos anos 90, cara. Entende?"

E foi doido, mas de uma certa forma, eu acho que entendi o que ele quis dizer. Só não me peça pra explicar, baby. Ia precisar de muitas linhas.

"É o Vácuo Cultural."

Certo?

(...)

Fim de show.

Musique Non Stop e os caras foram saindo um a um, até que só sobrou o líder.

Ele enfim quebrou o clima e falou com a galera.

"Good Night."

Ainda tava meio escuro quando as pessoas começaram a se afastar uma das outras e saiam da muvuca correndo desesperadas/necessitadas pros seus celulares (Neon Lights?).

Sei lá, viu? Aquilo fez todo o sentido pra mim na hora.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - TAB 5
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - TAB 5

A radiação é light, relaxa. Nada que necessite um Stop Radioactivity com palminhas hipócritas no ar e foi no mínimo assustador perceber a intensidade do poder da Tecnologia e a dependência forçada que ela gera em doses cavalares sobre nossos inconscientes. Admirável Mundo Novo? 2001, Uma Odisséia no Espaço? Não. Eu tentei deixar tudo isso de lado antes que fosse tarde demais, mas não teve jeito.

Naquele exato momento, eu não consegui deixar de sentir todo o peso do tempo, que antes me era imperceptível.

Eu vi a História agindo muito rápido sobre todos nós e me rebaixei como um inútil qualquer por concluir que não há nada que se possa fazer.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - TAB 6
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - TAB 6

We Are The Robots? Com certeza. Faz tempo já.

"Podecrer."

"E te digo mais, cara. Tão chato ficar falando sobre isso agora, não?"

(...)

E eu fico aqui parado com o meu cigarro apagado na boca olhando sozinho pras pessoas e isso no fundo, no fundo é o que mais me importa. Minha cabeça cheia de idéias sobre o Kraftwerk e eu fazendo de tudo para renegá-las. Só queria poder esvaziar a mente e me deixar levar pelo agora. Será que tem como?

"Ei, Britney? Você quer fazer parte da minha história?"

"Quero."

(pronto.)

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - WHIP
Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

Carol Morreu

Compartilhar no FacebookCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Twitter

Siga e receba novidades do Whiplash.Net:

Novidades por WhatsAppTelegramFacebookInstagramTwitterYouTubeGoogle NewsE-MailApps




publicidadeAdriano Lourenço Barbosa | Airton Lopes | Alexandre Faria Abelleira | Alexandre Sampaio | Alex Juarez Muller | André Frederico | Ary César Coelho Luz Silva | Assuires Vieira da Silva Junior | Bergrock Ferreira | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Alexandre da Silva Neto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cláudia Falci | Danilo Melo | Dymm Productions and Management | Efrem Maranhao Filho | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Fabio Henrique Lopes Collet e Silva | Filipe Matzembacker | Flávio dos Santos Cardoso | Frederico Holanda | Gabriel Fenili | George Morcerf | Geraldo Fonseca | Henrique Haag Ribacki | Jesse Alves da Silva | João Alexandre Dantas | João Orlando Arantes Santana | Jorge Alexandre Nogueira Santos | José Patrick de Souza | Juvenal G. Junior | Leonardo Felipe Amorim | Luan Lima | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Marcus Vieira | Maurício Gioachini | Mauricio Nuno Santos | Odair de Abreu Lima | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Ricardo Cunha | Richard Malheiros | Sergio Luis Anaga | Silvia Gomes de Lima | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Victor Adriel | Victor Jose Camara | Vinicius Valter de Lemos | Walter Armellei Junior | Williams Ricardo Almeida de Oliveira | Yria Freitas Tandel |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sobre Felipe Ricotta

Felipe Ricotta, 24, é vocal e guitarra do Carol Azevedo.
Mais matérias de Felipe Ricotta.

 
 
 
 

RECEBA NOVIDADES SOBRE
ROCK E HEAVY METAL
NO WHATSAPP
ANUNCIAR NESTE SITE COM
MAIS DE 4 MILHÕES DE
VIEWS POR MÊS