Matérias Mais Lidas

imagemVangelis, compositor de cinema e lenda do prog rock grego, morre aos 79 anos

imagemComo Max Cavalera aprendeu inglês tendo abandonado a escola aos 12 anos de idade

imagemKiko Loureiro explica por que acha uma merda seu solo de guitarra em "Rebirth"

imagemAdrian Smith e a volta ao Maiden: "queriam o Bruce e já tinham dois guitarristas"

imagemJames LaBrie fala sobre a possibilidade de trabalhar novamente com Mike Portnoy

imagemJonathan Davis, do Korn, explica qual seu problema com o Cristianismo

imagemQuando Angus Young, do AC/DC, detonou o Led Zeppelin e os Rolling Stones

imagemLes Claypool, do Primus, explica por que não se tornou baixista do Metallica

imagemPhil Campbell conta como era fácil "comprar" Lemmy pra fazer qualquer coisa

imagemDez músicas muito legais do Iron Maiden que não são cantadas por Bruce Dickinson

imagemO segredo da longevidade do baixista do Guns N' Roses tem inspiração nos Stones

imagemMetallica divulga vídeo oficial de "Sad But True" ao vivo em Curitiba

imagemQuando Pete Townshend faltou a um show do The Who pra ir assistir o Pink Floyd

imagemVocalista do Gwar diz que integrantes do Maiden são "um bando de velhas britânicas"

imagemOzzy achou que integrantes do Metallica estavam tirando uma com sua cara durante turnê


PRB

Renan Roveran: os álbuns que marcaram o frontman do Warshipper

Por Emanuel Seagal
Em 18/12/20

Renan Roveran (ex-BYWAR), vocalista e guitarrista do WARSHIPPER, banda de death metal que lançou seu terceiro álbum, "Barren...", em agosto pela Heavy Metal Rock, contou ao Whiplash.Net um pouco dos seus primeiros contatos com a música e os álbuns que marcaram sua vida, confira.

Foto: James Sutton @ www.unsplash.com
Foto: James Sutton @ www.unsplash.com

A minha história com a música e o Rock/Metal começou muito cedo. Meus pais se conheceram em um show da banda que meu pai tinha no início dos anos 80 chamada "Éter na Mente" (risos). Considerando isso, meu contato com vinil e K7 de bandas das décadas de 70 e 80 já rolavam desde berço, mas tudo começou em definitivo para mim ainda na infância, quando comecei a prestar mais a atenção em Black Sabbath, Pink Floyd e Led Zeppelin. Já na pré-adolescência eu comecei a buscar músicas mais pesadas e ampliar meu gosto musical. Foi quando também comecei a mexer na guitarra e violão do meu pai e desenvolver paixão pela composição. Já aos 14 anos estava procurando galera para montar banda e daí para frente o meio underground se tornou parte constante e presente na minha história de vida para sempre.

Black Sabbath - "Sabbath Bloody Sabbath"

Eu poderia colocar 10 discos do Black Sabbath de qualquer época e formação nesta lista e descreveria muito bem tudo o que a música representa para mim, mas decidi escolher apenas o meu favorito para dar espaço para o trabalho de outras bandas que também são importantes em minha história. O Sabbath Bloody Sabbath é o disco que mais ouvi na minha vida. Não passo uma semana inteira sem ouvi-lo, desde sempre. Gosto da pegada mais progressiva que ele tem, porém sem perder todo o peso e agressividade que o Sabbath sempre nos presenteou em suas músicas. A faixa "A National Acrobat" é a composição que mais gosto da banda.

Pink Floyd - "Animals"

Assim como ocorre com o Black Sabbath, é difícil para mim escolher apenas um disco do Pink Floyd. Escolho o Animals, pois considero o mais pesado da carreira do Floyd. Toda a densidade das composições aliadas às melodias soturnas fazem desse álbum uma das obras mais inspiradoras para mim. Gosto muito de todo o contexto lírico do álbum, que aliás sempre foi um dos pontos mais significativos do Floyd na era Waters. Toda a simbologia e inspiração na grande obra de George Orwell, a "Revolução dos Bichos", tornam este disco ainda mais fascinante.

Led Zeppelin - "II"

Para fechar a "trinca" sobre a qual comentei no início! Mais uma vez falando do meu pai, o Led é sua banda favorita e cresci vendo-o tocar as músicas da banda e deste álbum. Uma curiosidade sobre esse Led II foi que ainda na pré-adolescência eu "roubei" o solo da música "Heartbreaker". Tínhamos que fazer um trabalho de escola do que era equivalente ao Ensino Fundamental na época, e o trabalho previa "criar" algo. Eu criei uma música, mas como ainda estava aprendendo a tocar e não sabia solar, eu fiz uma "gambiarra" gravando com o gravador de fita K7, onde eu interrompi a parte que tocava, coloquei o solo que tem somente guitarra da música do Led, depois voltei gravando a minha música tocando. Ficou uma "edição" tosca, mas bastante criativa. Isso já deixava claro que uma das principais referências na guitarra para mim sempre foi o mestre Jimmy Page.

Carcass - "Heartwork"

Este álbum é um divisor d´águas na história do metal extremo. Me recordo a primeira vez que vi os clipes de "Heartwork" e "No Love Lost" na MTV e fiquei completamente impressionado. Havia peso, agressividade, groove e melodia. Combinação perfeita! Na mesma semana corri atrás para comparar o LP. Até hoje soa completamente atual e moderno e é, sem dúvida, uma das principais inspirações para o WARSHIPPER.

Iron Maiden - "Piece of Mind"

Uma obra prima do Heavy Metal. Para mim alguns dos riffs e solos de guitarras mais impressionantes do Metal estão contidos neste "play". Sem contar as linhas de baixo poderosas de Harris, o vocal insuperável de Bruce, e o Nicko que já chegou "quebrando" tudo na banda. É muito complicado para mim escolher um álbum do Maiden no período compreendido entre 1980 e 1988, mas destaco o "Piece of Mind" por ser pesado, trabalhado e um dos que mais ouvi. Considero também músicas como "Where Eagles Dare", "Revelations" e "Flight of Icarus" uma das sequências mais matadoras de todos os discos já lançados na história.

Testament - "The Gathering"

Testament é a banda de Thrash Metal que mais gosto e ouço, mas acho impressionante como este álbum consegue ser tão único! Mesmo tendo outros álbuns que venero, o que o Testament fez com The Gathering para mim é incomparável. O time que gravou o álbum, a produção, as composições, o peso e originalidade deste álbum sempre me impressionaram, e ainda o faz. Para mim é impossível ouvir qualquer faixa deste álbum sem parar o que eu estiver fazendo para cantar e bater cabeça.

Nevermore - "Dreaming Neon Black"

Eu sou muito fã de Nevermore e sempre considerei Warrel Dane (R.I.P) um dos maiores letristas que o Metal já conheceu. Isso fica muito evidente em todo contexto lírico conceitual criado em D.N.B., que aliado às lindas composições instrumental tornam o álbum muito marcante para mim. Além do mais este álbum traz uma dupla de guitarristas fantástica entre Jeff Loomis e Tim Calvert (R.I.P) que, infelizmente, durou apenas o período deste disco.

Hypocrisy - "The Fourth Dimension"

Apesar de gostar muito de toda a carreira do Peter e do Hypocrisy, quando ouvi a primeira vez o álbum The Fourth Dimension (muitos anos atrás), eu não gostei. Eu cheguei a ter o álbum e me desfazer dele. Sinceramente não sei o que rolou, pois anos mais tarde quando o ouvi novamente e cheguei à conclusão de que era uma das obras mais impressionantes do Metal. Este álbum certamente inspirou muitos músicos de bandas de Metal Extremo e mudou a história da música, com toda sua atmosfera encantadoramente fria e pesada.

Bathory - "Hammerheart"

Algo que acho fantástico na música e na arte é que, não é algo mais ou menos sofisticado que determina o quão genial uma criação pode se tornar, ou mesmo o tamanho do impacto que isso pode causar. Um grande exemplo disso é a importância que Thomas Börje Forsberg (Quorthon) teve e tem na história do Black Metal. Ele foi um dos pioneiros na criação de uma vertente fascinante e envolvente, tanto na sua musicalidade, quanto na composição de suas letras com todo o folclore nórdico que traz em Hammerheart e outros álbuns. Me interesso muito por mitologias, sendo a nórdica uma das que mais me fascinam, desde criança. Por isso desde muito novo eu gosto do trabalho do Bathory. Não somente pelos álbuns em que Quorthon apresenta este tipo de leitura, mas nos demais também.

Dead Can Dance - "Within the Realm of a Dying Sun"

Eu não poderia deixar de citar este trabalho que está presente em inúmeros momentos e trips na minha vida, desde quando o ouvi pela primeira vez. Considero este disco mais soturno que muito trabalho de bandas de Black Metal que conheço. Todo o clima em torno do álbum é confortável e envolventemente tenebroso, além de muito bem interpretados por Lisa e Brendan, o duo responsável por todas as obras de DCD. Passei por algumas experiências e sensações quase que "transcendentais" (risos) ouvindo, por exemplo, a faixa "Xavier". Fonte de inspiração para o Warshipper desde o início da banda, sem dúvida alguma.

Como é difícil montar uma lista com apenas 10 plays (risos). Chegamos ao fim da lista e não consegui falar de álbuns de bandas como Krisiun, Sepultura, AC/DC, Dissection, Enslaved, Grave Digger, dentre inúmeras outras que são tão importantes quanto as que citei. Ainda assim, busquei resumir minha influência e a importância de alguns dos trabalhos que mais me inspiraram em diferentes momentos da minha vida, e até hoje o fazem. Espero que vocês tenham gostado.


Álbuns que Marcaram

Clóvis Eduardo: os álbuns que marcaram o redator do Whiplash.Net

Paulo Finatto Jr: os álbuns que marcaram o redator do Whiplash.Net

Ben Ami Scopinho: os álbuns que marcaram o redator do Whiplash.Net

Maurício Gomes Angelo: os álbuns que marcaram o redator do Whiplash.Net

Rafael Carnovale: os álbuns que marcaram o redator do Whiplash.Net

Bruno Sanchez: os álbuns que marcaram o redator do Whiplash.Net

Marcos A. M. Cruz: os álbuns que marcaram o redator do Whiplash.Net

Ricardo Seelig: os álbuns que marcaram o redator do Whiplash.Net

Eduardo Contro: os álbuns que marcaram o redator do Whiplash.Net

Rodrigo Werneck: os álbuns que marcaram o redator do Whiplash.Net

Rodrigo Simas: os álbuns que marcaram o redator do Whiplash.Net

Marcio Baraldi: os álbuns que marcaram o cartunista

Bruno Maia: os álbuns que marcaram o líder do Tuatha de Danann

Ummagumma: os álbuns que marcaram os redatores do site

Tato Deluca: os álbuns que marcaram o vocalista do Aclla

David DeFeis: os álbuns que marcaram o vocalista

Eric de Haas: os álbuns que marcaram o produtor

Haavard Holm: os álbuns que marcaram o lojista norueguês

Marcos De Ros: os álbuns que marcaram o guitarrista

imagemAquiles Priester: os álbuns que marcaram o baterista

Tommy Lindal: os álbuns que marcaram o guitarrista

Daniel Piquê: os álbuns que marcaram o músico

Tom Englund: os álbuns que marcaram o vocalista do Evergrey

Eddie Trunk: os álbuns que marcaram o apresentador

imagemAndreas Kisser: os álbuns que marcaram o guitarrista

Nando Mello: os álbuns que marcaram o baixista do Hangar

Jeff Scott Soto: os álbuns que marcaram o vocalista

Overkill: os discos que mudaram a vida de Bobby Blitz

Psychotic Eyes: 10 álbuns que marcaram Dimitri Brandi

Kappa Crucis: 10 álbuns que marcaram o batera Fábio Dória

Uganga: os álbuns que marcaram o vocalista Manu Joker

Slippery: os álbuns que marcaram o vocalista Fabiano Drudi

Thiago Bianchi: os álbuns que marcaram o vocalista

Imagery: Os 10 álbuns que marcaram Joceir Bertoni

Hellish War: os álbuns que marcaram o baixista JR

Rosa Tattooada: os álbuns que marcaram o líder do grupo

Amazon: 10 álbuns que marcaram Renato Angelo

Kappa Crucis: os 10 discos que marcaram Gerson Fischer

Hellish War: 10 álbuns que marcaram Daniel Job

imagemMalefactor: Os discos que marcaram Lord Vlad

Devachan: os 10 álbuns que marcaram Gabriel Dias

The Leprechaun: Os 10 álbuns que marcaram Fabiana Santos

Fire Shadow: os 10 álbuns que marcaram Francisco Kozel

Noturnall: Os 10 álbuns que marcaram Junior Carelli

Higher: Os 10 álbuns que marcaram Gustavo Scaranelo

The Leprechaun: os 10 álbuns preferidos do baixista Eric Fontes

Girlie Hell: Os 10 álbuns preferidos de Fernanda Simmonds

Seu Juvenal: 3 álbuns que mudaram vida do baixista Alexandre Tito

imagemRush: Os álbuns favoritos do baixista Geddy Lee

imagemKiko Loureiro: os cinco discos de rock que marcaram sua vida

Richie Kotzen: dez álbuns que mudaram sua vida

Zakk Wylde: os álbuns que marcaram a vida do músico

Limp Bizkit: os dez álbuns que marcaram Wes Borland

Motorhead: os álbuns que mudaram a vida de Phil Campbell

imagemDave Lombardo: dez álbuns que marcaram a vida do baterista

imagemMegadeth: dez álbuns que marcaram a vida de David Ellefson

imagemSlipknot: os dez álbuns que mudaram a vida de Corey Taylor

imagemDuff McKagan: dez álbuns que marcaram a vida do baixista

Jason Becker: os 10 discos que mudaram a vida dele

imagemDave Mustaine: os dez álbuns que mudaram a sua vida

imagemCorey Taylor: os 10 discos que mudaram a vida dele

Tarja Turunen: os discos que marcaram a vocalista

imagemEdu Falaschi: 10 discos que marcaram a vida do vocalista

imagemGuns N' Roses: os dez álbuns que mudaram a vida de Dizzy Reed

Alirio Netto: 10 discos que marcaram a vida do vocalista

Paolo Bruno: os álbuns que marcaram o criador do Thy Light

imagemIngridi Verardo: os álbuns que marcaram a vida da cantora

imagemRafael Augusto Lopes: os álbuns que marcaram o líder do Fanttasma

imagemIgnited: os álbuns que marcaram os músicos da banda

imagemTuatha de Danann: os álbuns que marcaram Bruno Maia

imagemPedro Anselmo: os álbuns que marcaram o guitarrista da Lasting Maze

imagemTadeu Bon Scott: os álbuns que marcaram o vocalista do Suck This Punch

imagemDewindson Wolfheart: os álbuns que marcaram o líder do Wolfheart And The Ravens

imagemSean Peck: os álbuns que marcaram o vocalista do Cage e The Three Tremors

Todas as matérias sobre "Álbuns que Marcaram"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

"Past Essentials", novo CD duplo do Warshipper, já disponível




Sobre Emanuel Seagal

Descobriu o metal com Iron Maiden e Black Sabbath até chegar ao metal extremo e se apaixonar pelo doom metal. Considera Empyrium e X Japan as melhores bandas do mundo, Foi um dos coordenadores do finado SkyHell Webzine, escreveu para outros veículos no Brasil e exterior, e sempre esteve envolvido com metal, seja com eventos, bandas, gravadoras ou imprensa. Escreve para o Whiplash! desde 2005 mas ainda não entendeu a birra dos leitores com as notícias do Metallica. @emanuel_seagal no Instagram.

Mais informações sobre

Mais matérias de Emanuel Seagal.