On The Road: "Jeff Beck é Jeff Beck"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Cláudio Vigo
Enviar correções  |  Ver Acessos

Dizem que atrás de todo arco íris tem um pote de ouro e dizem também que tem sempre um dia na sua vida que é o dia. Nem estava pensando nisso quando com grande ansiedade saí do excelente show de Allen Toussaint no NEW ORLEANS JAZZ & HERITAGE FESTIVAL para o palco onde tocaria o inventor da guitarra elétrica: o monstro sagrado JEFF BECK.

Musical Box: Os 20 discos seminais do Hard RockPaixão nacional: o futebol e os roqueiros britânicos

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Já escrevi por aqui minha obsessão pelo homem, mas fazia exatos 11 anos da última vez que o tinha visto no palco, quando larguei meu filho de 15 dias de nascido e fui pro show no Rio. Minha mulher indignada me ridicularizou, mas eu disse o pleonasmo como se fosse uma oração beata: "Tenho que ir - Jeff Beck é Jeff Beck". Isso virou uma piada familiar que é usada até hoje contra mim.

Caminhando para lá pude perceber que estava no contra fluxo, pois a multidão ululante e ignara caminhava solene para o set do PEARL JAM. Eu uniformizado com minha camiseta de excursão de 75 customizada ia abrindo caminho desta vez com minha mulher ao lado pra ver a fera de perto. Tinha uma boa multidão lá e quando entrei na área reservada fui abordado pelo guitarrista local Darren Murphy, que tinha conhecido num boteco da Bourbon Street choramingando e dizendo que este era o sonho de sua vida e que tinha assistido moleque um show dele com FLEETWOOD MAC em 77 em que, por problemas técnicos, ele havia abandonado o palco depois de quatro músicas: "comecei a tocar guitarra depois disso" gemeu o bom guitarrista (mais um, pensei comigo).

A platéia estava um capitulo a parte; texanos de chapelão e charuto, peruas, uns rastafaris e uma senhora de vestido florido e chapelão que perguntava se alguém tinha "some marijuana". Meu companheiro de viagem (no sentido amplo), o oráculo de Campo Largo - Ruy Dikran soltou um "barbaridade" característico e vaticinou: "Hoje vais ser a day in our lifes". Os roadies espalhavam flores no palco quando sobre grande estrondo adentrou a lenda acompanhado de Jason Rabello (teclados), Ronda Smith (baixo) e Narada Michael Walden (bateria) com uma matadora versão de "Stratus". O mestre está bastante envelhecido, muito magro com uma tintura de cabelo próxima do acaju nervoso e uma ropicha que deve ter saído do guarda roupa do Serguei. Vários braceletes e um anelão completavam o visu.

Ruy (bela camiseta!), Vigo e Zema
Ruy (bela camiseta!), Vigo e Zema

O domínio que o homem tem do instrumento é total e ele sabe disso. Cem por cento do que sai daquela fender Branca é pensado e processado aproveitando o máximo das possibilidades e efeitos. O troço acaba ficando de uma simplicidade total. Cada música traz uma usina de idéias e detalhes impressionantes. O uso da alavanca, microfonia e volume é perfeito. As idéias são muito ricas e vão se sucedendo em avalanche. Meu velho amigo e tecladista Zemalord estava extático e perplexo e Ruy Dikran clamava aos céus algum outro vaticínio entre as densas nuvens.

"People get ready" apareceu numa versão impressionante, "A day in the life" sucedeu assim como uma surpreendente "I Wanna take you higher" do seminal Sly Stone. Ronda Smith é uma coisa muito séria no baixo e estava arrasadora. Narada Michael Walden manteve o altíssimo nível habitual. A cada momento a coisa ia ficando mais absurda e quando a versão de "Over the Rainbow" apareceu se ouviam gritos, sussurros e pranto convulso geral.

No bis ele veio mostrar uma velha Les Paul onde tocou sobre base pré gravada de vozes e terminou em absoluto pandemônio visivelmente emocionado e feliz pois o enorme público estava em delírio absoluto. Narada Michael walden jogou as baquetas ali na primeira fila onde estávamos e o inacreditável aconteceu de novo. Marmanjos de todos os tamanhos pularam com desespero mas a dita cuja veio cair na mão de minha mulher que estava agora no chão pisoteada. Nem acreditei depois da palheta do Warren Haynes outra relíquia, a baqueta do grande Narada Michael Walden pra entregarmos pro nosso filho que ficou em casa. Ruy Dikran em êxtase extático tinha mirações e balbuciava algo sobre um pote de ouro over the rainbow e de como isso marcava nossas days in the life. Dizia isso com olhar de beato.

Fiquei preocupado e perguntei pra Paula se ela estava machucada, ela guardando a baqueta sorriu e me respondeu piscando: "Jeff Beck é Jeff Beck". Ganhei o dia, O dia na vida.


On The Road

On The Road: Jimmy Page, Led Zeppelin & The Black CrowesOn The Road
Jimmy Page, Led Zeppelin & The Black Crowes

On The Road: John Paul Jones, o menos amado, talvez o mais subestimadoOn The Road
John Paul Jones, o menos amado, talvez o mais subestimado

On The Road: Um dos livros mais comentados e menos lidos da históriaOn The Road
Um dos livros mais comentados e menos lidos da história

On The Road: O mundo girou ao redor de Andy Warhol por quase vinte anosOn The Road
O mundo girou ao redor de Andy Warhol por quase vinte anos

On The Road: Para Joe Jackson como seria o Céu e o Inferno?On The Road
Para Joe Jackson como seria o Céu e o Inferno?

On The Road: Jim Morrison, uma ode a L.A.On The Road
Jim Morrison, uma ode a L.A.

On The Road: Jerry Garcia - O Anti-Super-StarOn The Road
Jerry Garcia - O Anti-Super-Star

On The Road: The 70's - E um pouco sobre Gregg AllmanOn The Road
The 70's - E um pouco sobre Gregg Allman

On The Road: Allman Brothers Band - ainda The 70sOn The Road
Allman Brothers Band - ainda The 70s

On The Road: The 80's - e um pouco sobre Ian CurtisOn The Road
The 80's - e um pouco sobre Ian Curtis

On The Road: Jorge MautnerOn The Road
Jorge Mautner

On The Road: Tommy Bolin; sua morte prematura foi uma perda incalculávelOn The Road
Tommy Bolin; sua morte prematura foi uma perda incalculável

On The Road: Chuva de Guitarras; Total domínio do instrumento e um feeling absurdoOn The Road
Chuva de Guitarras; Total domínio do instrumento e um feeling absurdo

On The Road: John Mayall e o restaurante IndonésioOn The Road
John Mayall e o restaurante Indonésio

On The Road: Camel, uma noite das ArábiasOn The Road
Camel, uma noite das Arábias

On The Road: Glam Rock; A vanguarda era ditada com muito cílio postiço

On The Road: Papo LynyrdOn The Road
Papo Lynyrd

On The Road: Tunel do tempo; A criatividade não está restrita a uma época especificaOn The Road
Tunel do tempo; A criatividade não está restrita a uma época especifica

On The Road: Four de AsesOn The Road
Four de Ases

On The Road: Pancadão HendrixnianoOn The Road
Pancadão Hendrixniano

On The Road: Num muro dos anos 70On The Road
Num muro dos anos 70

On The Road: Steely Dan - Pop PerfeitoOn The Road
Steely Dan - Pop Perfeito

On The Road: Os quatro CDs do ApocalipseOn The Road
Os quatro CDs do Apocalipse

On The Road: Joni Mitchell e Charlie MingusOn The Road
Joni Mitchell e Charlie Mingus

On The Road: Gigantes do Soul JazzOn The Road
Gigantes do Soul Jazz

On The Road: Mais gigantes do Soul JazzOn The Road
Mais gigantes do Soul Jazz

On The Road: Quem lembra dos Supergrupos?On The Road
Quem lembra dos Supergrupos?

On The Road: Mick Jagger, Graham Bond e Geração BenditaOn The Road
Mick Jagger, Graham Bond e Geração Bendita

On The Road: Colin Hodgkinson, biscoito fino no baixoOn The Road
Colin Hodgkinson, biscoito fino no baixo

On The Road: Alguns atalhos para muitas viagensOn The Road
Alguns atalhos para muitas viagens

On The Road: John Paul Jones - herói do OlimpoOn The Road
John Paul Jones - herói do Olimpo

On The Road: The Shadows, a sombra de Hank MarvinOn The Road
The Shadows, a sombra de Hank Marvin

On The Road: Coldplay e a franja do FernandoOn The Road
Coldplay e a franja do Fernando

On The Road: Funky FriendsOn The Road
Funky Friends

On The Road: Elogio do ÓcioOn The Road
Elogio do Ócio

On The Road: Confissões PaulistasOn The Road
Confissões Paulistas

On The Road: Velhas NovidadesOn The Road
Velhas Novidades

On The Road: Mahavishnu Orchestra e a YogaOn The Road
Mahavishnu Orchestra e a Yoga

Air - Moon SafariAir - Moon Safari

Colecionadores de discos e de calcinhasColecionadores de discos e de calcinhas

Hell's Angels, Punks, VerveHell's Angels, Punks, Verve

Robert Fripp: No brasil acompanhado das focas amestradasRobert Fripp
No brasil acompanhado das focas amestradas

On The Road: Rimbaud e MorrisonOn The Road
Rimbaud e Morrison

On The Road: Dr. John, melancolia e insensatez durante o Tim FestivalOn The Road
Dr. John, melancolia e insensatez durante o Tim Festival

On The Road: Mais do MesmoOn The Road
Mais do Mesmo

On The Road: Jorge Mautner e as Memórias do filho do KAOSOn The Road
Jorge Mautner e as Memórias do filho do KAOS

On The Road: Soulive, usina groove em forma de power trio de jazz funkyOn The Road
Soulive, usina groove em forma de power trio de jazz funky

On The Road: Exile..., obra prima feita de arestas, atos falhos e balbuciosOn The Road
Exile..., obra prima feita de arestas, atos falhos e balbucios

On The Road: Menos é MaisOn The Road
Menos é Mais

On The Road: Os 1001 discos para se ouvir antes de morrerOn The Road
Os 1001 discos para se ouvir antes de morrer

On The Road: Jeff Beck, economia e bom gosto, eis a conseqüênciaOn The Road
Jeff Beck, economia e bom gosto, eis a conseqüência

On The Road: O velho feiticeiro do piano e o Zappa do FunkOn The Road
O velho feiticeiro do piano e o Zappa do Funk

On The Road: Allman Brothers Band, um sonho de priscas erasOn The Road
Allman Brothers Band, um sonho de priscas eras

On The Road: "It's a long time gone, bicho!" - CSN no RJ

On The Road: Água Brava, Bacamarte e Celso Blues Boy

On The Road: biografia de Ron Wood é bem humorada e informativa

Todas as matérias sobre "On The Road"




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção MatériasTodas as matérias sobre "On The Road"Todas as matérias sobre "Jeff Beck"


Musical Box: Os 20 discos seminais do Hard RockMusical Box
Os 20 discos seminais do Hard Rock

Paixão nacional: o futebol e os roqueiros britânicosPaixão nacional
O futebol e os roqueiros britânicos


Sobre Cláudio Vigo

Da safra de 62 , Claudio Vigo ganha a vida com a poesia, o jazz e o rock n roll. Paga as contas como arquiteto.

Mais matérias de Cláudio Vigo no Whiplash.Net.

adGoo336