Rock in Rio: Roberta Medina fala sobre o evento

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Marcos Cabral, Fonte: IG
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 24/08/11. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

Em entrevista a IG Roberta Medina Produtora do Rock in Rio fala sobre o festival, e sua visão pessoal sobre o evento.

5000 acessosRock In Rio: edição 2017 pode ser a última no Brasil, diz Medina5000 acessosUSA Today: as 20 maiores bandas de todos os tempos nos EUA

iG: Os roqueiros, especialmente os que foram naquele primeiro festival de 1985, costumam dizer que o festival tem muito pop, que mudou...

Roberta Medina: O rock não é a música, é o espírito construtivo, otimista, empreendedor. No primeiro já teve Elba Ramalho, James Taylor... Não mudou nada. Ivete Sangalo e Cláudia Leite saltaram um nível, deixaram de ser meramente axé e viraram artistas pop. E outra coisa, cara, não vamos colocar sertanejo não, mas olha o Brasil, é rock pop? É assim ó (Roberta fez sinal de pequeno com os dedos). Quando você vai para as redes sociais, os roqueiros são os únicos que ficam reclamando. Coloca um nome pop, desaba a pancadaria contra. Mas venderam 600 mil ingressos em quatro dias. É um evento de massa, não é um evento de nicho, um evento para o jovem, como foi no início. Fico brincando que vou colocar uma piscina de lama para ver se conseguem matar a saudade. Não é mais isso.

iG: O festival SWU em São Paulo você enxerga um pouco como esse evento de nicho que você citou? É o festival que está preenchendo essa brecha?

Roberta Medina: Se você olhar os festivais pelo mundo afora, muitos têm vários espaços. Mas a gente não fala só com o jovem, 75% do público do Rock in Rio está entre 15 e 50 anos. De 15 a 25, são 26%. E por quê? Porque está limpo, você pode andar tranquilo, levar seus filhos, ir em um banheiro legal, o ambiente é outro. É um parque temático da música. Claro que não negamos a origem, só estamos aqui em função dos 26 anos de história, e principalmente a primeira edição. Mas acho sim que o SWU está ocupando o espaço que ninguém ocupou. Portugal, que é muito menor, tem, sei lá, uns 20 festivais, e pelo menos cinco relevantes.

Leia a entrevista completa no link:

http://ultimosegundo.ig.com.br/rockinrio/roberta+medina+rock...

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Rock In RioRock In Rio
Edição 2017 pode ser a última no Brasil, diz Medina

518 acessosBob's no Rock in Rio: Supla em campanha e no canal de Felipe Neto392 acessosLoja de Discos do Cassio: Aerosmith no Rock in Rio0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Rock In Rio"

Rock in RioRock in Rio
Vocalista do The Who chamou Axl Rose de karaokê no AC/DC

Rock In Rio 2017Rock In Rio 2017
Ausência do "Dia do Metal" é compreensível

Axl RoseAxl Rose
O simpático convite para jantar no Rock In Rio II

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Rock In Rio"

USA TodayUSA Today
As 20 maiores de todos os tempos nos Estados Unidos

Heavy MetalHeavy Metal
Mapa revela os países com mais bandas do estilo

DécadasDécadas
Você percebe que ouve Heavy Metal há muito tempo...

5000 acessosPhil Anselmo: mandou um "White Power" mas nega ser racista5000 acessos20 Filmes Mais Punk: "Rock N Roll High School" em primeiro5000 acessosIron Maiden: as 20 melhores músicas da "Era de Ouro"5000 acessosOzzy Osbourne: fotos de situações curiosas do Principe das Trevas5000 acessosDuff McKagan: ensinando quem não pode beber a beber5000 acessosRolling Stone: artistas que tiveram problemas com a voz

Sobre Marcos Cabral

Marcos Cabral, mineiro, vinte e poucos anos, estudante de música, e como muitos por aí conheceu o universo do rock ainda jovem por meio de bandas como Iron Maiden, Metallica, Ramones, Clash entre outras. Fã dos artistas Johnny Cash e Joey Ramone. Acredita na teoria de que a música é o melhor meio de expressar e passar informações, por ser uma linguagem universal. contato: amcmetalica@hotmail.com .

Mais matérias de Marcos Cabral no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online