Angra: grupo foi prejudicado no Rock in Rio

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Marcos Bragatto, Fonte: Rock em Geral
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 27/09/11. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

Publicado originalmente no Rock em Geral.

1112 acessosAngra: em entrevista, banda fala sobre disco que sai em fevereiro5000 acessosLed Zeppelin: A controvérsia sobre as origens do nome da banda

Com grandes dificuldades técnicas, Angra faz o possível e participação de Tarja Turunen quase azeda no Rock In Rio.

De todos os que sofreram com a precariedade técnica (saiba mais aqui) do Palco Sunset, no Rock In Rio, o Angra talvez tenha sido o mais prejudicado. O grupo entrou no palco, no domingo (25/9), quando já existia uma grande multidão no entorno da área, que praticamente fechava a passagem do público de um lado a outro. Já na primeira música, “Angels Cry”, enquanto os músicos agitavam no palco, provavelmente porque o som de retorno devia estar funcionando, o público mal ouvia o que era tocado; do lado direito da platéia houve relatos que as caixas simplesmente não funcionavam. Sons estranhos também pareciam sair da bateria, cujo volume e equalização mudavam o tempo todo, como se alguém na mesa tentasse corrigir desesperadamente o problema.

Em “Nothing to Say” as coisas melhoraram, mas foi em “Lisbon” que um mar de mãos batendo palmas salientou a força e a quantidade de grandes sucessos que o Angra consolidou no heavy metal nacional. Só que a participação da convidada Tarja Turunen quase foi para o espaço. Na primeira música, “Spread Your Fire”, ela praticamente só cantou o refrão, mas em “Wuthering Heights”, de Kate Bush, gravada pelo Angra no álbum de estréia, uma falha no disparo de um teclado pré-gravado na mesa deixou a soprano sozinha no palco (o início era só com ela), em frente a uma platéia que logo iria hostilizá-la. “Ás vezes não é muito fácil”, disse Tarja, que por pouco não foi vaiada. Resolvido o problema, a versão foi executada com uma destreza ímpar, com Tarja cantando com grande carga dramática, duelando com um belo solo de Kiko Loureiro. Curioso ouvir o vocalista Edu Falaschi dizendo que não tocava essa música há 15 anos, sendo que a gravação é de Andre Matos.

O dueto Tarja/Edu funciona mesmo é em “Phantom of The Opera”, sucesso do Nightwish, também bastante comemorado pelo público. Edu lê as suas partes, o que não atrapalha em nada. É de novo o som, que apresenta altos e baixos na equalização, que quase coloca tudo a perder; por sorte não atingiu o microfone de Tarja, o que resultou num final exuberante. O Angra também teve com convidado o violinista Amom Lima em algumas músicas, com o show, que durou cerca de uma hora, sendo finalizado com a dobradinha “Carry On”/”Nova Era”. Foi tudo bem planejado, desde o repertório de hits até a escolha da música certa para a convidada. Só não contavam com a precariedade técnica do Palco Sunset. Uma pena.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

AngraAngra
Em entrevista, banda fala sobre disco que sai em fevereiro

160 acessosElvenking: trazendo material novo para shows no Brasil899 acessosRafael Bittencourt: "Eu nunca fui tão feliz", making of #23327 acessosRedeTV!: Sonoridades entrevista a banda Angra nesta quinta-feira544 acessosAngra Fest: Fabio Lione e Pompeu convidam fãs para o festival3838 acessosNando Moura: a trolagem do Megadeth e o Top 5 do Kiko Loureiro0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Angra"

Kiko LoureiroKiko Loureiro
Afastamento do Angra começou antes do Megadeth

AngraAngra
Para a alegria dos fãs, Rob Lundgren faz cover de "Carry On"

Dave MustaineDave Mustaine
Estou ficando melhor na guitarra graças a Kiko

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Rock In Rio"0 acessosTodas as matérias sobre "Angra"


Led ZeppelinLed Zeppelin
A controvérsia sobre as origens do nome da banda

Rolling StoneRolling Stone
As melhores faixas que fazem parte de álbuns ruins

Whiplash.NetWhiplash.Net
Como enviar conteúdo ou se tornar um colaborador do site?

5000 acessosPoeira: Rockstars e as bandas que eles sonhavam fazer parte5000 acessosMetallica: A reação de James a famosos usando camisetas da banda5000 acessosSeparados no nascimento: Phil Lynott e Tiririca5000 acessosNX Zero: "É bom para o rock estar longe da TV aberta"5000 acessosNirvana: Kurt Cobain e a visita a GG Allin na prisão5000 acessosKiss: Os conselhos de Gene Simmons para empresários e pais

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.


Sobre Marcos Bragatto

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em junho: 1.119.872 visitantes, 2.427.684 visitas, 5.635.845 pageviews.

Usuários online