[an error occurred while processing this directive]

Matérias Mais Lidas


Summer Breeze 2024

Free Four: E o rock morreu? Claro que não!

Por André Floyd
Fonte: Página Free Four
Postado em 25 de setembro de 2014

Press-release - Clique para divulgar gratuitamente sua banda ou projeto.

Essa coisa de "rock morreu", "rock foi assassinado" já deu né.

Recentemente, o icônico baixista e vocalista do KISS, Gene Simmons, veio com essa.

Segundo Simmons e alguns vários outros colegas do show rock-business, a pirataria, indústria de downloads, streamings pagos e gratuitos acabaram cometendo o tal "homicídio".

Mas isso valeria para a música no geral, não somente para um estilo.

Ora, quando a água bate na bunda, a gente deve aprender a nadar.

Se a forma dos fãs e ouvintes consumir músicas mudou, que artistas e indústria fonográficas se adequem a ela. Não adianta reclamar: Youtube, Spotify, Rdio, Deezer, Netflix, Torrents, etc. vieram para ficar e se expandirão, deixando para os discos físicos, a opção de serem lançados e relançados em novas versões, DeLuxes, boxes e tudo mais para os tradicionalistas que gostam de pôr a mão na massa e colocar o disco pra tocar, ler seus encartes e inflar suas coleções.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - TAB 1

Por outro lado nunca se viu tantas turnês mundiais, englobando países dos cinco continentes, como de uns quinze anos para cá e a coisa só cresce. Novos países se tornaram cada vez mais novos mercados para shows pequenos, médios e até mesmo megashows. A América do Sul é hoje passagem obrigatória de toda gama artístico-musical. Quando que na década de 80 imaginaríamos shows de bandas de sucesso mundial se apresentando em países como Paraguai, Peru, Chile e Colômbia por exemplo. Se discos não vendem, shows vendem ingressos, publicidade e em muitos casos, vendem muito. Na verdade quem não ganham com turnês, obviamente são as gravadoras, ainda que de certa forma também possam lucrar através dos registros ao vivo que posteriormente saem em Blu-ray/DVD/CD. Que artistas e bandas façam mais e mais shows para fãs que ouvem seus ídolos nas novas vias de consumo musical... e a roda gira...

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - TAB 2

Pois é, hoje não dá mais para compor, gravar, lançar e sentar esperando a caixa registradora tilintar, tem que se apresentar pra ganhar.

Abordando um outro aspecto dessa questão, quero me referir ao comentário que Jack White, talentoso guitarrista, ex-White Stripes fez essa semana, dizendo que a geração da juventude sessentista teve mais sorte por ter por exemplo, Bob Dylan.

White para mim sintetizou assim a coisa toda, ou ao menos boa parte da questão, pontuando-a.

Quando o rock and roll explodiu na década de 50, trouxe na sua fisiologia a rebeldia inerente, o protesto em sí, a voz do jovem, antes recatado, depois abusado, como os movimentos da dança de Elvis Presley, que "chocou" muita gente, como o apresentador de auditório Ed Sullivan.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - TAB 3

A década de 60 trouxe com ela a revolução de comportamentos sociais políticos e o rock foi uma trilha sonora disso, influenciando e sendo influenciado pelos contextos, principalmente na costa oeste dos Estados Unidos e na Grã-Bretanha.

Porém tudo aquilo passou. Não dá para revivermos outra guerra do Vietnã (graças a Deus), nem nenhum outro contexto comportamental-sócio-histórico da época. Motivos para rebeldia não faltam hoje em dia, mas, o que legitima uma boa rebeldia é algo novo, e o nosso rock já é um senhor idoso, não adianta querer que ele soe revolucionário agora muito menos na "crista da onda", como segmentos musicais que vão surgindo (e muitos sumindo na sequência).

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - TAB 4

Alguns mega astros nos deixaram ainda jovens, outros envelheceram, e esses enriqueceram muito. Os filhos dos fãs daquela geração hoje tem na casa dos 40 anos (como eu), e praticamente nenhum de nós conserva o tal "romantismo" de achar que devemos ser muito doidos, andarmos obrigatoriamente de preto ou trajando camisas de bandas e pechinchar desde a entrada até bebidas dos bares do gênero.

Hoje Paul McCartney anda de limousine, James Hatfield veste Armani, Nick Mason coleciona Ferraris e Bruce Dickinson pilota jatos, logo, nós fãs também podemos requerer mais conforto sem a ideia que estamos "traindo o movimento". Não existe mais "movimento", existe um estilo musical maravilhoso que nos provém com novos materiais e shows para quem quiser degustá-los.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - TAB 5

Enfim, o rock não morreu, está aí bem vivo, mas mudou porque o tempo passou e os contextos mudaram, apenas isso. Então nos resta apreciar o que ele tem de melhor, do presente e do passado, seja qual for o formato, pois é um estilo musical que vai deixando um legado inesgotável à humanidade.

Para ser roqueiro há apenas uma condição: gostar de ouvir e/ou ver rock.

Falando nisso, aumentem o som:

http://open.spotify.com/user/12142308142/playlist/2DPoTlplj9Ylv6yNIa6k5B

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - TAB 6

A repercussão da afirmação de Gene Simmons de que o Rock morreu

Gene Simmons: O rock não morreu de velhice, foi assassinado

Twisted Sister: A resposta de Dee Snider à afirmação de Gene Simmons de que rock morreu

Slash: "A qualidade da música comercial está na sarjeta"

Slash: discordando de Gene Simmons e declarando que o rock está vivo

Joe Perry, do Aerosmith, diz que Simmons tem um pouco de razão sobre o Rock estar morto

Mötley Crüe: Nikki Sixx rebate os comentários de Gene Simmons sobre rock estar morto

Sebastian Bach: comentando polêmica do Rock estar morto

Exodus: Zetro concorda parcialmente com Simmons sobre morte do rock

Hellyeah: "Metal salvou minha vida inúmeras vezes", diz Chad Gray

Anthrax: "O rock passa muito bem e nunca morrerá", diz Scott

Anthrax: "O rock nunca morrerá!", diz Scott Ian

Steel Panther: falando sobre o comentário que o "rock está morto"

Anthrax: quem compra discos são garotas adolescentes e velhos

Faith No More: "Achei que o rock estivesse morto desde 1981"

Corey Taylor: o lance é conhecerem as músicas, não comprá-las

Disturbed: Rock está morto? "Não se eu puder evitar"

Red Hot Chili Peppers: Rock & Roll está morto, diz Flea

Kiss: Gene Simmons ainda acredita que o Rock está morto

Todas as matérias sobre "A repercussão da afirmação de Gene Simmons de que o Rock morreu"
Compartilhar no FacebookCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Twitter

Siga e receba novidades do Whiplash.Net:

Novidades por WhatsAppTelegramFacebookInstagramTwitterYouTubeGoogle NewsE-MailApps


Stamp

Twisted Sister: A resposta de Dee Snider à afirmação de Gene Simmons de que rock morreu

Anthrax: "O rock passa muito bem e nunca morrerá", diz Scott


publicidadeAdriano Lourenço Barbosa | Airton Lopes | Alexandre Faria Abelleira | Alexandre Sampaio | André Frederico | Ary César Coelho Luz Silva | Assuires Vieira da Silva Junior | Bergrock Ferreira | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Alexandre da Silva Neto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cláudia Falci | Danilo Melo | Dymm Productions and Management | Efrem Maranhao Filho | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Fabio Henrique Lopes Collet e Silva | Filipe Matzembacker | Flávio dos Santos Cardoso | Frederico Holanda | Gabriel Fenili | George Morcerf | Henrique Haag Ribacki | Jesse Alves da Silva | João Alexandre Dantas | João Orlando Arantes Santana | Jorge Alexandre Nogueira Santos | José Patrick de Souza | Juvenal G. Junior | Leonardo Felipe Amorim | Luan Lima | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Marcus Vieira | Maurício Gioachini | Mauricio Nuno Santos | Odair de Abreu Lima | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Ricardo Cunha | Richard Malheiros | Sergio Luis Anaga | Silvia Gomes de Lima | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Victor Adriel | Victor Jose Camara | Vinicius Valter de Lemos | Walter Armellei Junior | Williams Ricardo Almeida de Oliveira | Yria Freitas Tandel |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sobre André Floyd

Amante e ouvinte constante de música. Editor do blog Confraria Floydstock.
Mais matérias de André Floyd.

 
 
 
 

RECEBA NOVIDADES SOBRE
ROCK E HEAVY METAL
NO WHATSAPP
ANUNCIAR NESTE SITE COM
MAIS DE 4 MILHÕES DE
VIEWS POR MÊS