Rock in Rio: preso suspeito de intermediar ingressos

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Débora Reoly, Fonte: G1
Enviar Correções  

Este cambista se deu mal, tendo seus planos de casar serem adiados pela policia. O funcionário de um dos patrocinadores do ROCK IN RIO, e suspeito de estar vendendo ingressos superfaturados pela internet, os chamados "cambistas virtuais". Ele admitiu na delegacia que comprou 36 ingressos por R$ 142,00 mas os oferecia através da internet por R$ 450,00, o triplo do valor pago.

publicidade

"Ele admitiu que estava revendendo os ingressos pelo triplo do preço, no câmbio negro. Ele disse que viu na negociação a oportunidade de obter lucro fácil, rápido e alto para poder juntar dinheiro para se casar", contou o delegado.

Veja mais detalhes na matéria completa do G1:

http://g1.globo.com/rock-in-rio/2011/noticia/2011/05/preso-s...

publicidade




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Wonder Years: O soundtrack do grande sucesso de público e críticaWonder Years
O soundtrack do grande sucesso de público e crítica

Led Zeppelin: por que Robert Plant não gosta de cantar Stairway to Heaven?Led Zeppelin
Por que Robert Plant não gosta de cantar "Stairway to Heaven"?


Sobre Débora Reoly

Débora Reoly era gaúcha de Ijuí, formada em Pedagogia e Turismo e dona da agência de viagens Rocktour, especializada em excursões a shows na América do Sul. Seu lema era "A vida não é um show de Rock. São vários!". Débora morreu em 2017, de uma doença auto-imune. Facebook: www.facebook.com/debora.reoly.

Mais matérias de Débora Reoly no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin