Angra: carta aberta de Edu Falaschi sobre a sua saída

  

Por Eduardo Macedo, Fonte: MS Metal Press, Press-Release
Enviar correções  |  Comentários:   | 

Edu Falaschi não é mais o vocalista da banda brasileira ANGRA. A confirmação da sua saída do grupo se deu na madrugada desta quinta-feira, dia 24 de maio de 2012, através de um pronunciamento oficial enviado para a sua assessoria de imprensa.

Segue abaixo a carta aberta do artista, com exclusividade para a mídia especializada brasileira:

“Caros amigos, fãs e parceiros,

Há alguns momentos na vida de um homem que é necessário tomar algumas decisões radicais para seguir em frente.

Vivo um momento muito feliz, onde hoje, aos 40 anos de idade, me sinto pleno e altamente satisfeito por ter conseguido realizar praticamente todos os meus sonhos pessoais e profissionais.

Tenho uma família linda, muitos amigos e fãs maravilhosos que me acompanham nesses mais de 20 anos de carreira, com mais de 15 álbuns gravados, diversas turnês mundiais e milhares de cópias vendidas no mundo todo.

Sou uma pessoa afortunada por ter conseguido chegar tão longe fazendo Heavy Metal no Brasil e desbravando o planeta fazendo a música que mais amo.

Venho pensando, já algum tempo, sobre os caminhos que devo seguir e finalmente cheguei a conclusão que é chegada a hora de tomar, o que talvez seja, a decisão mais difícil da minha vida.

É com um misto de alívio, paz e tristeza que venho declarar que a partir de hoje não sou mais a voz do ANGRA. Estou saindo da banda, já com muitas saudades de tudo o que construímos juntos, principalmente dos tempos alegres de ´Rebirth´ e ´Temple of Shadows´. Jamais esquecerei tudo o que vivemos, desde os bons até os maus momentos, afinal, sempre devemos ver o lado bom das coisas, sobretudo nas dificuldades.

Todos nós sabemos que nada é eterno e que as separações, uma hora ou outra, acontecem. Vivemos juntos por uma década, e isso é uma vida. Tivemos nosso momento, fizemos história, uma fase linda e inesquecível da qual serei eternamente grato por esses 10 anos de muitas vitórias e por todas as oportunidades que me foram dadas! Desejo-lhes sorte nos caminhos que decidirem trilhar.

Tenho e sempre terei muito orgulho da nossa história! Enfim, minha vida é a música e a música é meu alimento do espírito.

Tenho muitos planos e projetos para o futuro, e em breve todos saberão! Alguns deles já estão bem consolidados, crescendo a cada dia, fortes e gerando ótimos frutos que demandam e merecem a minha inteira dedicação. Sendo assim, precisarão da dedicação de outros envolvidos e, por razões óbvias de logística, ocorrerão algumas mudanças naturais nos meus trabalhos fora do ANGRA, como a saída do Felipe Andreoli do Almah, que se dedicará somente ao ANGRA e seus outros projetos.

Quanto ao Felipe, todos nós do Almah sentiremos muitas saudades e seremos eternamente gratos por sua essencial contribuição com nossa história, que continua firme e em frente.

Com essas grandes mudanças de ciclo e de renovação de energias, eu sigo para construir um futuro de paz e harmonia, com os meus ideais e minha carreira como cantor, compositor e produtor ao lado dos meus fãs e amigos.

Sempre primando pela amizade, humildade, união e igualdade!

Muito obrigado a todos!

Para um coração limpo nada é impossível!

Com carinho...”

Edu Falaschi

O vocalista Edu Falaschi, conhecido mundialmente pelo seu trabalho à frente das bandas ANGRA e Almah, começou sua carreira profissional no ano de 1990 com o nascimento do grupo Mitrium e a desenvolveu com o Symbols no decorrer de toda a década.

No mês de agosto do ano 2000, a banda ANGRA oficializou a entrada do artista e, com muito trabalho, em 2001, Edu Falaschi teve seu talento rapidamente reconhecido ao redor do mundo como cantor e compositor. Logo em seu primeiro álbum lançado com o ANGRA, intitulado “Rebirth”, ele recebeu seu 1º disco de ouro no Brasil, com menos de 40 dias de vendagem, fato inédito na carreira do grupo.

Com o lançamento de “Temple of Shadows” em setembro de 2004 no Japão e no Brasil, os mais importantes críticos japoneses deram as maiores notas e consideraram o álbum como o mais sofisticado da história da banda, sendo um divisor de águas, um marco na história do Heavy Metal, e declararam que nesse material se encontra a melhor performance da carreira do cantor.

“Temple Of Shadows” foi digno de mais de cinquenta prêmios ao redor do mundo, o mais significativo deles foi o prêmio concedido pela mais importante revista de Metal, a Burrn! do Japão, que elegeu Edu Falaschi como 2º melhor vocalista do mundo em 2005.

Desde o lançamento de “Temple Of Shadows”, Edu Falaschi realizou com o ANGRA mais de cento e cinquenta shows, passando pelas Américas do Sul, Central e do Norte, Europa, Ásia e Oceania. Foi uma longa turnê que consagrou o conjunto e, por sua vez, o vocalista nos principais mercados da música mundial.

Os membros remanescentes da banda ANGRA - Kiko Loureiro, Rafael Bittencourt, Felipe Andreoli e Ricardo Confessori -, se pronunciarão em breve sobre a saída de Edu Falaschi e sobre temas envolvendo as suas futuras atividades.

Para mais informações sobre as atividades da banda ANGRA e demais clientes da empresa, basta entrar em contato com a MS Metal Press através do e-mail contato@msmetalpress.com.

Por que destacamos matérias antigas no Whiplash.Net?

Quer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

  

Angra: a saída de Edu Falaschi

Almah: Felipe Andreoli comenta saída da bandaKiko Loureiro: comentando a saída de Edu no TwitterAngra: A saída de Edu e suas implicaçõesEdu Falaschi: "Muito triste sim! Mas não dava mais!"Angra: Bittencourt se pronuncia sobre saída de FalaschiAngra: Edu Falaschi diz que saiu por causa de sua vozAngra: remanescentes falam sobre a saída de Edu FalaschiEdu Falaschi: ''O Angra sempre foi a banda da minha vida''Todas as matérias sobre "Angra: a saída de Edu Falaschi"

Todas as matérias da seção Notícias

Todas as matérias sobre "Angra: a saída de Edu Falaschi"Todas as matérias sobre "Angra"Todas as matérias sobre "Edu Falaschi"

Rock In Rio
Relembre cinco momentos marcantes do evento

True Metal
Como ele deve agir na hora da foto

Vanusa e Black Sabbath
A notável coincidência nos riffs

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, nos links abaixo:

Sobre Eduardo Macedo

Teve a felicidade de descobrir o Metal com um álbum de um grupo nacional, Theatre Of Fate dos paulistanos do Viper. Atuante no cenário nacional, Eduardo Macedo administra a empresa de assessoria de imprensa MS Metal Press, juntamente com seu trabalho de redator para o site Portal Novo Metal e para a revista Lucifer Rising, esta última voltada ao que existe de melhor no Metal extremo mundial. Amante de todas as vertentes do Metal, Eduardo tem como foco o cenário brasileiro, onde já contribuiu como vocalista das bandas Tharsis e Veuliah, além de ser um colecionador incondicional de todo material lançado por bandas tupiniquins.

Mais matérias de Eduardo Macedo no Whiplash.Net.

Link que não funciona para email (ignore)

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em agosto: 1.237.477 visitantes, 2.825.604 visitas, 7.034.755 pageviews.