John Lennon: assassino diz que prefere continuar na prisão

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Samuel Coutinho, Fonte: Metal da Ilha
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 30/08/12. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?


5000 acessosMúsica Fácil: 3 músicas fáceis que você toca errado na guitarra5000 acessosMétodo científico: como escolher seu instrumento musical

Na semana passada, Mark David Chapman teve seu pedido de liberdade condicional negado pela sétima vez. Ele se encontra em prisão desde 1984, por atirar em John Lennon. Mas parece que é isso que ele deseja. O assassino condenado diz que: "Se me for concedido o direito de liberdade condicional, provavelmente ficarei onde eu estou".

Relatórios da ABC News diz que as transcrições do conselho de liberdade condicional revelam que Chapman se considera um homem plenamente institucionalizado. "Eu estou tão ligado aqui que eu posso garantir que, se for para eu ser libertado, provavelmente ficarei bem onde eu estou", diz ele. "Você sabe, quando você está em uma pedra por 20 anos e sente as ondas batendo em seu corpo você não vai querer ir a lugar nenhum, porque você já se acostumou, você não vai querer mudar".

Então, quando foi mencionado sobre sua possível liberdade novamente, se Chapman for solto ele disse que passaria a viver com um pastor em Nova York e começaria a fazer alguns trabalhos que este pastor lhe tinha oferecido por correspondência. Aos 57 anos de idade, ele diz ter encontrado Deus nos últimos anos desde o assassinato em 1980. Na verdade, ele afirma que Deus fez um milagre em sua vida poucos dias antes da entrevista realizada em 22 de agosto, mas ele não quis entrar em detalhes.

"O momento e a importância disso, foram tão grandes que eu chorei por meia hora".

Chapman revelou que ele atirou em Lennon simplesmente porque ele era o mais famoso dos seis ou sete alvos que ele tinha em mente. Johnny Carson e Elizabeth Taylor eram outros que ele considerava. Ele se encontrou com Lennon apenas algumas horas antes do assassinato, no dia 08 de dezembro, e diz que Lennon foi paciente com ele quando lhe deu um autógrafo. Depois disso, Chapman quase se arrependeu, mas decidiu ir em frente com seu plano.

"Se ele fosse menos famoso do que as outras três ou quatro pessoas da lista, ele não teria sido baleado".

5000 acessosQuer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Morte de John Lennon

574 acessosCampanha para manter Mark Chapman na prisão1932 acessosVigília no local da morte de John Lennon240 acessosAssassino de John Lennon tentará nova condicional1679 acessosDisco que Lennon autografou para assassino está à venda201 acessosJohn Lennon: Assassino do Beatle tem condicional negada578 acessosJohn Lennon: Chapman diz que queria fama do Beatle1121 acessosAmigo de Lennon critica sessão espírita3063 acessosVocalista do Oasis "vê" fantasma de John Lennon502 acessosEm 05/12/1980: Três dias antes de ser assassinado, John Lennon concede uma entrevista3539 acessosEm 16/02/1987: Assassino de John Lennon afirma que pretendia matar Paul McCartney5000 acessosEm 08/12/1980: John Lennon é assassinado570 acessosNegada liberdade condicional a assassino de John Lennon1838 acessosJohn Lennon: assassino se diz "envergonhado e arrependido"1917 acessosYoko Ono: "assassino de John Lennon está melhor na prisão"3103 acessosJohn Lennon: roupas ensanguentadas serão exibidas em NY1884 acessosJohn Lennon: Yoko quer impedir que assassino seja solto2408 acessosJohn Lennon: à venda autógrafo dado minutos antes da morte5000 acessosJohn Lennon: assassino comenta o que o motivou a matar1347 acessosJohn Lennon: assassino tem liberdade negada5000 acessosJohn Lennon: a versão de Marco Feliciano sobre a morte do Beatle5000 acessosJohn Lennon: Zé de Abreu manda vídeo de Feliciano para Yoko Ono5000 acessosBeatles: os últimos esforços pela vida de John Lennon5000 acessosParamore: fã brasileiro é comparado a assassino de John Lennon0 acessosTodas as matérias sobre "Morte de John Lennon"

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, nos links abaixo:

Post de 31 de agosto de 2012
Post de 03 de setembro de 2012

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Morte de John Lennon"0 acessosTodas as matérias sobre "Beatles"0 acessosTodas as matérias sobre "John Lennon"

Música FácilMúsica Fácil
3 músicas fáceis que você toca errado na guitarra

Método científicoMétodo científico
Como escolher seu instrumento musical

MotorheadMotorhead
Segundo Lemmy Kilmister, "Rap não é música"

5000 acessosHeavy Metal: os 10 álbuns mais importantes da história5000 acessosDream Theater: o habilidoso baixista caladão5000 acessosNirvana e Guns N' Roses: veja Kurt imitando "snake dance" de Axl5000 acessosBruce Dickinson: "Eu deveria ter nascido em 1898, e não 1958"5000 acessosEm 26/10/1981: Bruce Dickinson faz primeiro show com a banda Iron Maiden5000 acessosG4 Experience: veja Paul Gilbert detonando em baixo acústico

Sobre Samuel Coutinho

Nascido no interior de SP no dia 15/12/1986, em uma cidade chamada Ilha Solteira, Samuel Coutinho se entregou ao heavy metal logo na adolescência. Seu forte sempre foi o heavy metal melódico, variando desde o prog-metal até ao power-metal.

Mais matérias de Samuel Coutinho no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online