Matérias Mais Lidas

Angra: Não fosse pelo Rafael, Edu e Aquiles teriam sido demitido antesAngra: "Não fosse pelo Rafael, Edu e Aquiles teriam sido demitido antes"

Drogas: 4 músicos que não se lembram de terem feito alguns discosDrogas: 4 músicos que não se lembram de terem feito alguns discos

Rita Lee: Ela participou de suruba com o Yes e furtou a cobra de Alice CooperRita Lee: Ela participou de suruba com o Yes e furtou a cobra de Alice Cooper

Black Sabbath: como foi importante para a música o Ozzy ter saído da bandaBlack Sabbath: como foi importante para a música o Ozzy ter saído da banda

Metal Hammer: 10 bandas desconhecidas de thrash que merecem ser ouvidasMetal Hammer: 10 bandas desconhecidas de thrash que merecem ser ouvidas

Iron Maiden: foto de Paul Di'Anno em cadeira de rodas com perna inchada preocupa fãsIron Maiden: foto de Paul Di'Anno em cadeira de rodas com perna inchada preocupa fãs

Judas Priest: Rob Halford escreveu carta tocante e sincera pedindo para voltar à bandaJudas Priest: Rob Halford escreveu carta tocante e sincera pedindo para voltar à banda

Angra: A gente demorou pra tirar o Aquiles da banda, afirma Felipe AndreoliAngra: "A gente demorou pra tirar o Aquiles da banda", afirma Felipe Andreoli

Red Hot Chili Peppers: veja primeira foto oficial após volta de John FruscianteRed Hot Chili Peppers: veja primeira foto oficial após volta de John Frusciante

Propriedade privada: 5 bandas de hard rock e metal com um dono sóPropriedade privada: 5 bandas de hard rock e metal com "um dono só"

Rock in Rio 2022: quantos dias do festival serão dedicados ao rock, segundo jornalistaRock in Rio 2022: quantos dias do festival serão dedicados ao rock, segundo jornalista

Metallica: Lars Ulrich diz quem escolheria para substitui-lo na bandaMetallica: Lars Ulrich diz quem escolheria para substitui-lo na banda

Angra: a reação de Edu Falaschi ao saber que Marcelo Barbosa entraria para a bandaAngra: a reação de Edu Falaschi ao saber que Marcelo Barbosa entraria para a banda

Kiss: Gene Simmons vende mansão por valor impressionanteKiss: Gene Simmons vende mansão por valor impressionante

Paulo Baron: empresário fala sobre cobrar para bandas tocarem; palco custa dinheiroPaulo Baron: empresário fala sobre cobrar para bandas tocarem; "palco custa dinheiro"


Tunecore 2

Lobão: O Rock In Rio de 85 foi muito ruim para o rock brasileiro

Por Emanuel Seagal
Em 28/07/21

Lobão participou do podcast Inteligência Ltda, onde respondeu a seguinte pergunta de um fã: "Pode explicar por que você considera que o Rock In Rio de 85 foi o princípio do fim da criatividade do rock brasileiro dos anos 80?"

"A indústria brasileira cresceu, desde o boom do rock, mais de 80%, ficou uma indústria milionária. Só existiam os sertanejos, a MPB que era chiquérrima mas não vendia nada, tinha o Nelson Ned, o Nelson Gonçalves no final da carreira dele, a Maria Bethânia vendia bem, o Roberto Carlos, mas pra você ter uma ideia, quando fui trabalhar com a Marina, quando ainda era o esquema de MPB não existia show business, como nós entendemos. O show business, a indústria foi inventada nos anos 80 por causa do rock. Era o seguinte, até 85 os garotos tinham ídolos, pela primeira vez aconteceu isso no Brasil. O cara ouvia Legião Urbana, ele não queria ouvir Joy Division, ele não queria ouvir The Police, ele queria ver o Renato, ele queria ver a Legião Urbana, ou os Paralamas, ou os Titãs, Barão, etc, era o fã-clube daquela banda. Era uma cultura inédita no Brasil em que as bandas brasileiras tinham mais preferência que uma banda gringa. O garotão que consumia, queria ouvir aqueles caras, então se tivessem um festival eram aqueles caras que ele queria ver. Isso era 85, no auge, e foi aí que nasceu a (revista) Bizz, e foi justamente (onde que) começou a derrocada, pois começou a ter um culto de que o gringo era melhor.", explicou Lobão.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Lobão detalhou também as limitações que os artistas brasileiros sofriam no Rock In Rio: "Os brasileiros ficavam lá encolhidos no canto, houve uma senzalização, e aí o que acontecia, como foi a primeira exibição grande da música brasileira em contraproposta com a música gringa (...) tinha contrato que eu vi isso no Rock In Rio, o que eu levei as latas, tinha assim: você só pode (usar) 10% do palco, 10% da luz, 10% da potência do som, 10% da visibilidade na imprensa, tudo isso era monitorado e você só podia tocar... imagina você tocando as 5 da tarde, 4 da tarde, aí (vem a banda gringa), fecha, começa a vir escuridão, acende as luzes, o palco fica enorme. Até pouco tempo atrás teve o festival que tiraram a tomada do Roger (Ultraje a Rigor)..."

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Ultraje a Rigor: briga no palco marca apresentação no SWUUltraje a Rigor: briga no palco marca apresentação no SWU

"Eu não faço mais show internacional, porque aquilo é um matadouro, você vai lá, vai ser apenas uma radiografia de contraste horrorosa pro próximo show do gringo que vai massacrar você. [...] A partir de 1985, começou a ter uma imprensa que foi nascida, parida do Rock In Rio, a Bizz começou ali, uma imprensa que começava a ridicularizar as bandas brasileiras em detrimento de produtos internacionais, e isso foi crescendo. Eu me lembro que todo final do ano tinha uma enquete desses críticos musicais hypes, 'ai será que esse é o último verão do rock brasileiro?', ficavam agourando, e a produção, contrariando todas as expectativas, os discos iam cada vez ficando melhores. Até 1989 os discos de todos eram nitidamente de artistas que estavam ficando mais maduros, mais senhores das suas produções artísticas, e nós tínhamos todo um establishment jogando absolutamente contra, a instalação, vamos dizer assim, dessa cultura de rock no Brasil", concluiu.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

A entrevista na íntegra pode ser vista no player abaixo.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Lobão: O Rock In Rio de 85 foi muito ruim para o rock brasileiroLobão
O Rock In Rio de 85 foi muito ruim para o rock brasileiro

Bolsominions e Petralhas: Músicas para acabar com o churrasco de famíliaBolsominions e Petralhas
Músicas para acabar com o churrasco de família


Falou!: 5 músicos que já foram embora de seus shows"Falou!"
5 músicos que já foram embora de seus shows

Lobão: Titãs é uma bandinha chechelentaLobão
Titãs é uma "bandinha chechelenta"

Lobão: vocalista protesta em música contra o PTLobão
Vocalista protesta em música contra o PT


Black Sabbath: um Tony Iommi que você não conheciaBlack Sabbath
Um Tony Iommi que você não conhecia

The Voice Kids: garotinha canta Led Zeppelin e conquista todosThe Voice Kids
Garotinha canta Led Zeppelin e conquista todos


Sobre Emanuel Seagal

Descobriu o metal com Iron Maiden e Black Sabbath até chegar ao metal extremo e se apaixonar pelo doom metal. Considera Empyrium e X Japan as melhores bandas do mundo, Foi um dos coordenadores do finado SkyHell Webzine, escreveu para outros veículos no Brasil e exterior, e sempre esteve envolvido com metal, seja com eventos, bandas, gravadoras ou imprensa. Escreve para o Whiplash! desde 2005 mas ainda não entendeu a birra dos leitores com as notícias do Metallica. @emanuel_seagal no Instagram.

Mais informações sobre

Mais matérias de Emanuel Seagal.