Ironbound: Dá para imaginar as rodas imensas nos shows

Resenha - Máquina da Morte / Unidos pelo Ódio - Ironbound

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Christiano K.O.D.A.
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Eita, molecada boa de Thrash Metal/Crossover! Vinda lá de Alagoinhas (Bahia), os caras tiveram a manha de lançar dois EPs em 2011. Mas vamos por partes, começando por “Máquina da Morte”, com a definição perfeita, feita pela própria banda: um resgate do “espírito oitentista, do qual fazem parte riffs e palhetadas abafadas, andamentos que se alternam entre velozes e cadenciados e, claro, enérgicos refrãos cantados em coro”.
5000 acessosMetallica: Jason explica o baixo apagado de And Justice For All5000 acessosLady Gaga: "o Iron Maiden mudou a minha vida!"

Sério, ouvindo esse som, dá para imaginar as rodas imensas nos shows. Parece que as canções foram criadas para isso! De fato, existem riffs legais, bumbos duplos e cantos muito bem encaixados (chequem a faixa-título, por exemplo) e solos criativos, tudo colaborando para essa boa surpresa chamada Ironbound.

A produção é boazinha (o vocal poderia ficar levemente mais baixo e as guitarras, mais altas), mas a qualidade das composições compensa isso.

O segundo EP – “Unidos pelo Ódio” - tem a mesma pegada e é mais bem produzido. Ainda não está maravilhoso, mas com certeza está muito longe de ser ruim. Além disso, o quinteto conseguiu imprimir maior profundidade às composições. Refrãos inteligentes e grudentos - “Pânico em Abu Ghraib” é um exemplo perfeito: “Será o valor do óleo o preço da vida? Alguém tem que pagar (coro)”. Aliás, essa música é uma obra prima – o trecho acústico acompanhado de uma flauta ficou espetacular!!!

De modo geral, as músicas não têm exageros, são de fácil digestão e bem divertidas. O que merece um cuidado maior é a citada produção, de repente com mais peso, e talvez um vocal mais agressivo. O cara canta bem, mas parece um lance punk, que destoa um pouco do Crossover/Thrash da banda. Talvez umas coisas mais berradas – quem sabe guturais - deixariam tudo tinindo.

Simplesmente a Ironbound tem tudo para ser um dos grandes representantes do Crossover brasileiro. Percebe-se que o grupo está caminhando muito bem rumo a esse objetivo. É arrumar os detalhes e aí, sim, ninguém segura esse pessoal. Ambos os EPs estão disponíveis para download no link abaixo.

Download (precisa se cadastrar): http://tramavirtual.uol.com.br/artistas/ironbound

Ironbound – Máquina da Morte / Unidos pelo Ódio
Independente – 2011 – Brasil
http://www.facebook.com/ironbound.alagoinhas
http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=114616962
http://www.orkut.com.br/Main#Profile?uid=9913945155773964188...

Tracklist – Máquina da Morte
1. Máquina da Morte
2. Reino do Terror
3. Mentiras da Corporação
4. Sangue em Nome da Supremacia

Tracklist – Unidos pelo Ódio
1. Unidos Pelo Ódio
2. Operação F.A.D.
3. Guerra Contra a Democracia
4. Pânico em Abu Ghraib

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Ironbound"

MetallicaMetallica
Jason explica o baixo apagado de And Justice For All

Lady GagaLady Gaga
"O Iron Maiden mudou a minha vida!"

Ozzy x SharonOzzy x Sharon
Conheça a mulher que supostamente causou a separação

5000 acessosBin Laden: possível sucessor era músico de Death Metal5000 acessosIntrigas: Bandas em família que terminaram mal5000 acessosVinil: quais são os dez discos mais valiosos do mundo?2962 acessosNa teoria: e se álbuns Black e Death virassem livros infantis?5000 acessosA Vida Pós-bilau: vocalista do Life of Agony abre o jogo4056 acessosTecnologia: quanto mais tempo durarão os downloads de música?

Sobre Christiano K.O.D.A.

Um cara diretamente ligado ao Som Extremo, fã de livros e filmes, formado em Imagem e Som, Publicidade e Propaganda e Jornalismo. Faz parte da banda de grindcore Prey of Chaos e tem um blog dedicado à música barulhenta. Enfim, alguém que faz da música sua vida.

Mais matérias de Christiano K.O.D.A. no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online