Matérias Mais Lidas

imagemA bizarra exigência de Ace Frehley para participar da última turnê do Kiss

imagemVital, o ex-Paralamas que virou nome de música e depois foi pro Heavy Metal

imagemEngenheiros do Hawaii e as tretas com Titãs, Lulu Santos, Lobão e outros

imagemRegis Tadeu explica porque Ximbinha é um dos melhores guitarristas do Brasil

imagemMax Cavalera revela como "selou a paz" com Tom Araya, vocalista do Slayer

imagem"Stranger Things" traz cena com "Master of Puppets", do Metallica

imagemO álbum do The Who que Roger Daltrey achou "uma m*rda completa

imagemLobão explica porquê todo sertanejo gostaria, no fundo, de ser roqueiro

imagemO grave problema do refrão de "Eagle Fly Free", segundo Fabio Lione

imagemEdu Falaschi descobriu que seu primo famoso tem mais seguidores que ele no Instagram

imagemAndreas Kisser conta quais os dez álbuns que mudaram a sua vida

imagemAlice Cooper diz que em sua equipe "todo mundo é tratado como a banda"

imagemPink Floyd: Gilmour nega alegação de Waters sobre "A Momentary Lapse of Reason"

imagemProdutor de "Temple of Shadows" conta problemas que teve com voz de Edu Falaschi

imagemGregório Duvivier: "Perto de Chico Buarque, Bob Dylan é uma espécie de Renato Russo!"


Airbourne 2022

1234... Cromatizando - Parte II

Por Theo Machado
Em 07/08/03

E aí galera! Tudo bem? Bom, não poderia deixar de agradecer aos inúmeros e-mails que tenho recebido de todo Brasil, manifestando opiniões positivas sobre a coluna! Espero continuar contribuindo para o crescimento musical de vocês!

Mas chega de papo! Vamos dar continuidade ao assunto da coluna passada o Cromatismo. Caso exista alguma dúvida quanto a formação da escala e a forma do shape (digitação), de uma olhada na coluna anterior (1234... Cromatizando).

Assim como já mencionado muitos guitarristas fazem uso do cromatismo, tanto usando a escala cromática por si só, como também inserindo notas que estão fora de um tom para criar tensões e climas diferentes.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

O primeiro exemplo é o riff de Erotomania - música instrumental da banda Dream Theater presente no álbum Awake de 1994.

O riff de John Petrucci além de conter mudanças de compasso tem um motivo cromático bem interessante! Este exemplo está usando a escala cromática de forma completa trocando apenas a ordem de algumas notas.

Exemplo 1:

e---------------------------------------------I
b---------------------------------------------I
g---------------------------------------------I
d---------------------------------------------I
a---------2-5-4-------------4-7-6-------------I
e-2-3-4-5-------3-0-4-5-6-7-------5-0-2-3-4-5-I

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

e-----------------------------I
b-----------------------------I
g-----------------------------I
d-----------------------------I
a-2-5-4-------------4-7-6-----I
e-------3-0-4-5-6-7-------5-0-I

O próximo exemplo fica por conta do mestre do experimentalismo guitarrístico, se é que podemos chamar assim, Steve Vai. Este trecho é retirado da introdução da música The Attitude Song do disco Flex-Able de 1984.

Vai utiliza as notas Lá, Láb/Sol#, Sol, cromatizando entre as notas Lá e Sol com a nota Sol# criando um riff animal com uma idéia simples. A dificuldade fica em 'swingar' a idéia e tocar os harmônicos artificiais denotados como (H. A.).

Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva

Exemplo 2:

b-----------------------------------------------I
g-----------------------------------------------I
d-----------------------------------------------I
a------------------H.A.-----------H.A.----------I
e-/-5-4-3-05-4-3--05-4-3-05-4-3--05-4-3-05-4-3--I

b-------------------------------I
g-------------------------------I
d-------------------------------I
a--H.A.-----------H.A.----------I
e-05-4-3-05-4-3--05-4-3-05-4-3--I segue

O cromatismo está presente em muitos outro exemplos musicais. Não são apenas os guitarristas de rock que são famosos por usar cromatismos em suas frases e composições. Sem procurar muito, encontramos cromatismos também na nossa música! Nossa música? Não sabe do que estou falando? Então você precisa se 'antenar' mais na nossa própria cultura! Estou falando do Choro, mais conhecido como chorinho, estilo musical brasileiro que consagrou autores como Pixinguinha, Ernesto Nazaré, Waldir Azevedo e inúmeros outros! Pepeu Gomes e Armandinho, super guitarristas brasileiros, ajudaram a difundir o choro entre os 'metaleiros', interpretando de uma forma no mínimo complicada composições como Brasileirinho, Tico- tico no fubá e outras. Como mencionei, a forma cromática é encontrada em muitos exemplos, e é da peça Brasileirinho de Waldir Azevedo que retiro nosso próximo exemplo.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Esse fragmento é a última frase da peça executada em semicolcheias, 4 notas por batida.

Exemplo 3:

e-------------------------------------------I
b-------------------------------------------I
g---------------5-6-6---6---6-7-8-9-9-8-9-8-I
d-7-7-6-7-6-7-9-------7---7-----------------I
a-------------------------------------------I
e-------------------------------------------I

e--------------------------9------------I
b-7-9-10-9-7---10-9-7---10---10---------I
g------------9--------9-----------------I
d---------------------------------2---2-I
a-------------------------------0---0---I
e---------------------------------------I

Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Este exemplo está na escala de Lá maior e utiliza o cromatismo para criar uma sonoridade única. Tente extrair as notas não pertencentes à escala e você perceberá a importância das notas que estão fora da tonalidade, representando o elemento cromático.

O próximo exemplo é extraído da peça Tico-tico no fubá. Essa também é a última frase da peça, da qual emprega novamente o elemento cromático, agora sobre a escala de Dó maior também em 4 notas por batida (semicolcheia). Vejamos o exemplo:

Exemplo 4:

e---------------------------------------------I
b---------------3-1---1-5-----5-8-7-6-5-------I
g-5-4-3-2-1-2-4-----4-------5-----------7-5-4-I
d-------------------------5-------------------I
a---------------------------------------------I
e---------------------------------------------I

Como consegui viver de Rock e Heavy Metal

e-------------I
b-------------I
g-------------I
d-7-5-3-------I
a-------7-5-3-I
e-------------I

Bom pessoal é isso! Espero ter criado uma pequena ampliação de seu universo musical com esses exemplos que utilizam cromatismo, principalmente os fragmentos retirados de peças da música brasileira, particularmente, o Choro. Escute e estude temas conhecidos de música brasileira, pois além de ser um excelente exercício técnico, faz com que você conheça mais da música feita aqui! Tenho certeza que tocando clássicos desse repertório você terá um grande diferencial na manga, e melhor ainda um diferencial made in Brasil!

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

Até a próxima coluna!

PS: os exemplos de todas as colunas estarão disponíveis em mp3 no meu site a partir do dia 21.07.03, se possível disponibilizarei os arquivos antes, mas esse é o prazo limite, ok!

Qualquer dúvida é só escrever!

Até a próxima coluna.


Guitar Shred

Warming Up

Estudo x Diversão

imagem1234... Cromatizando - Parte I

Pentatônicas com tapping

Lick Combo 3

Modos Gregos - Parte I

imagemModos Gregos - Parte II

Modos Gregos - Parte III

Shapes de aperjos

Improvisação sobre uma corda

imagemPalhetada sobre duas cordas

Saltos de Cordas (string skipping)

Estu/ticando

Todas as matérias sobre "Guitar Shred"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp


Instrumentos: algumas das guitarras mais doidas já feitas


Câncer na língua: entenda a doença de Bruce Dickinson


Sobre Theo Machado

Para saber mais sobre o autor visite o site www.theomachado.com.

Mais informações sobre

Mais matérias de Theo Machado.