RECEBA NOVIDADES ROCK E METAL DO WHIPLASH.NET NO WHATSAPP

Matérias Mais Lidas

imagemA atitude ousada da Legião Urbana ao peitar Globo e Faustão no meio de uma grande crise

imagemO Raul Seixas não era nada daquilo que ele falava, diz ex-parceiro musical

imagemA razão que levou Humberto Gessinger a decidir não usar mais nome "Engenheiros do Hawaii"

imagemPor que Gisele Bündchen e Ivete Sangalo deturparam "Imagine", segundo André Barcinski

imagemDiva Satânica explica qual foi a razão que a fez deixar a banda Nervosa

imagemO último show de Bon Scott com o AC/DC, três semanas antes de sua morte

imagemA hilária reação de Keith Richards ao encontrar músicos do Maneskin

imagemDavid Coverdale relembra parceria com Jimmy Page, e fala sobre relançamento

imagemAs duas razões que levaram RPM a passar por segunda separação em 2003

imagemEm entrevista, Tony Iommi contou como aprendeu a tocar guitarra

imagemAlém do Moonspell, São Paulo Metal Fest anuncia Beyond Creation em seu cast

imagemAngra parabeniza a aniversariante Sandy nas redes sociais

imagemJimmy Page sobre o "Presence": "Não se faz músicas como aquelas caindo de bêbado"

imagemGuitarrista do Offspring continuou em seu emprego normal mesmo depois da fama

imagemPrika explica por que nova vocalista da Nervosa não é brasileira e promete single em março


Stamp

Grave Digger: Liberdade musical e "Morte" no palco

Por Antonio Rodrigues Junior
Postado em 09 de junho de 2008

A banda, que está lançando o novo álbum de estúdio Liberty or Death, retorna ao País com uma nova formação e velhas tradições.

Muitas bandas de heavy metal adoram dizer que os fãs brasileiros são os melhores, porém poucas realmente tomam atitudes que comprovem essa opinião. Este não é o caso do Grave Digger, que já tem data marcada de uma nova turnê pelo País para agosto. O grupo alemão, que está lançando o novo álbum de estúdio "Liberty or Death", vem constantemente ao País para a realização de grandes turnês e até já gravou um disco e um DVD ao vivo por aqui.

A nova turnê brasileira – que até o fechamento desta edição tinha confirmada apenas uma data em São Paulo – servirá para a divulgação do novo trabalho "Liberty or Death" e o recente single "Yesterday" (música originalmente lançada em 85). No Brasil, o disco e o single foram lançados em conjunto como um CD duplo pela gravadora Hellion. Uma curiosidade do novo disco são as fotos nas quais o tecladista H. P. Katzenburg aparece sem a tradicional fantasia de "Morte", o que provavelmente não se repetirá.

Durante os novos shows, o público também poderá conhecer o novo guitarrista Thilo Hermann (ex-Running Wild), que fez a banda se tornar um sexteto. O conjunto ainda é completado pelo vocalista, líder e único integrante original Chris Boltendahl, o guitarrista Manni Schmidt, o baixista Jens Becker, o baterista Stefan Arnold e o já mencionado tecladista H. P. Katzenburg. Antes da entrada de Hermann, esta era a formação que mais perdurava à frente do Grave Digger, por volta de sete anos e ótimos lançamentos.

Em entrevista exclusiva a Comando Rock, o vocalista Chris Boltendahl falou sobre a composição e gravação do último disco "Liberty or Death", o lançamento do single "Yesterday", a gravação de um cover do Led Zeppelin, a entrada do novo guitarrista e a nova turnê no Brasil.

Comando Rock: A banda está lançando o novo disco de estúdio "Liberty or Death". Como foi o processo de composição e gravação?

Chris Boltendahl: Manni, Jens e eu fizemos as músicas e eu escrevi todas as letras. Desta vez trabalhamos no estúdio de uma forma diferente. Ao invés de gravarmos instrumento por instrumento, decidimos gravar tudo no primeiro take com todo mundo tocando junto, ao vivo no estúdio.

Quais são as principais diferenças entre "Liberty or Death" e seu antecessor "The Last Supper"?

Chris Boltendahl:"Liberty..." é um disco mais voltado às nossas raízes, mas com um som que tende para o moderno. Naturalmente, como comentei, a forma que registramos este álbum foi completamente diferente dos trabalhos anteriores, o que deu uma intensidade maior às novas canções.

O novo álbum já alcançou um das melhores marcas da banda em relação às paradas alemãs. Como vocês receberam esta notícia?

Chris Boltendahl:Isso mostra muito bem qual a importância que o heavy metal vem tendo ultimamente no mercado musical. O heavy metal deixou de ser um gênero de música feito para um pequeno grupo de pessoas "rejeitadas". Hoje, o número de pessoas que gostam desse tipo de música é enorme e elas estão em todos os lugares do mundo.

O grupo também está lançando o single de "Yesterday" – música gravada originalmente em 84 e que ganhou uma nova versão. Por quê?

Chris Boltendahl:Porque ela tem sido um grande sucesso em nossas apresentações nos últimos anos. A banda inteira ama esta canção, por isso decidimos regrava-la para um single especial e um DVD ao vivo.

Curiosamente esta não é uma das faixas presentes no novo álbum. Por que não lançaram um single de uma nova canção?

Chris Boltendahl:Originalmente este single deveria ter saído em um período em que a banda estivesse dando um tempo para que os fãs e a imprensa lembrassem que, mesmo de férias, ainda estávamos vivos.

Neste single também foi incluída uma versão de "No Quarter", do Led Zeppelin. Por que escolheram este cover e qual a influência do Led Zeppelin para a banda?

Chris Boltendahl:Cresci ouvindo Led Zeppelin e esta canção já havia sido gravada por nós para o "Tribute to Led Zeppelin" há dez anos. Sempre achamos que esta versão cover de "No Quarter" que fizemos ficou muito, muito boa e mais fãs deveriam ter a oportunidade de ouvi-la e não deixa-la apenas as poucas pessoas que puderam comprar aquele disco.

[an error occurred while processing this directive]

O single ainda contém um DVD com uma apresentação completa. Como surgiu a idéia de incluir o vídeo?

Chris Boltendahl:Tínhamos esse material conosco já há algum tempo e vimos que seria uma boa idéia dar as pessoas este material cru e ao vivo. O público espanhol estava absolutamente louco! Você consegue sentir isso e toda a atmosfera do show vendo essa apresentação.

Nestes novos lançamentos, diferentemente do que vinha ocorrendo dos últimos registros, o tecladista H.P. Katzenburg está aparecendo sem a característica fantasia de "Morte". Por quê?

Chris Boltendahl:Achamos que era hora de mudar, mas voltamos atrás nessa decisão. Então as pessoas podem se preparar para vê-lo novamente vestido de "Morte".

[an error occurred while processing this directive]

Falando nos demais integrantes, a formação que gravou este disco é uma das que mais perdura à frente do Grave Digger. Apesar disso, o grupo anunciou recentemente a entrada de um segundo guitarrista: Thilo Hermann. Por quê?

Chris Boltendahl:Isso nos dá muito mais espaço para solos sem mudar o som característico da banda. Além disso, não contamos mais com teclados ao vivo durante os shows. Agora as pessoas podem esperar muito peso nos novos discos e turnês do Grave Digger. E já estamos em processo de composição de um novo material e deveremos fazer alguns shows exclusivos durante o verão que está para chegar.

[an error occurred while processing this directive]

O novo integrante, segundo o anúncio oficial, é um amigo de longa data. Por que optaram pela entrada dele?

Chris Boltendahl:Como você disse, ele é um amigo de muito tempo. Ele também tem família como todos nós e sabe exatamente como as coisas funcionam durante as turnês, o tempo em que passamos no estúdio e como é o mundo da música.

A banda já realizou algumas apresentações com a nova formação. Como tem sido a receptividade do público em relação ao novo integrante?

Chris Boltendahl:Thilo ama tocar ao vivo e é totalmente profissional quanto a isso. Os fãs aceitaram ele desde o primeiro momento...

[an error occurred while processing this directive]

Falando em shows, o último CD/DVD ao vivo do conjunto (intitulado "25 to Live", de 2005) foi gravado em São Paulo. A nova turnê já tem data para passar por aqui novamente, em agosto.

Chris Boltendahl:No Brasil estão os melhores e mais loucos fãs de metal do mundo inteiro. Esses lançamentos foram muito bem recebidos e temos muito orgulho desses trabalhos. Escolhemos São Paulo para ser o palco dessa festa de aniversário.

[an error occurred while processing this directive]


Comando Rock

Moonspell: O Rock Pesado da Terra de Cabral

Tihuana: a dedicação supera as dificuldades

Comando Rock: O Projeto Brazuca de Billy "Biohazard" Graziadei

Comando Rock: Pitty, a gata selvagem do rock nacional

Calibre 12: Punk, atitude e resistência

Los Toskos: a caminho do segundo CD

Comando Rock: Baixista do HammerFall a Serviço da Solidariedade

Drowned: estremecendo a cena metal mineira

Anthrax: novamente no Topo do Thrash Metal

Comando Rock: Demorou mais de 30 anos, mas as mutações voltaram

Andralls: Expandindo o trauma e quase sendo presos na Europa

Comando Rock: Torture Squad comenta 15 anos de estrada e novo álbum

After Forever: vivendo entre o Céu e o Inferno

Al Atkins: lidando com os demônios do passado

Maldita: buscando o paraíso perdido

Type O Negative: retorno recheado de problemas, drogas, prisões...

Hangar: condenado à complexidade do sucesso

Funeral For A Friend: desenterrando emoções

Whitesnake: o retorno da boa e malvada serpente

Ocultan: divisor de águas no Black Metal brasileiro

Matanza: mestres na arte do insulto, agora ao-vivo

O Rappa: de volta pela sétima vez

Lauren Harris: Filha De Peixe...

Scars on Broadway: sem cicatrizes ou traumas

Motorhead: uma ditadura Rock And Roll

Gloria: trabalho em que o peso vai de encontro à melodia

Kiko Loureiro: uma explosão sonora cheia de misturas

Todas as matérias sobre "Comando Rock"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Twitter

Siga e receba novidades do Whiplash.Net:
Novidades por WhatsAppTelegramFacebookInstagramTwitterYouTubeGoogle NewsE-MailApps


Summer Breeze

Anos 90: 10 shows pouco comentados

Kai Hansen: escolhendo as dez maiores bandas de metal da Alemanha

Capas: as 10 mais bonitas lançadas em 2014 eleitas por blog


publicidadeAdemir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | André Silva Eleutério | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Euber Fagherazzi | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Henrique Haag Ribacki | José Patrick de Souza | Julian H. D. Rodrigues | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Sergio Luis Anaga | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sobre Antonio Rodrigues Junior

Colaborador sem descrição cadastrada.
Mais matérias de Antonio Rodrigues Junior.