Flagellant: Para fãs de Celtic Frost/Hellhammer

Resenha - Maledictum - Flagellant

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Vitor Franceschini
Enviar Correções  

publicidade

8


Um critério que uso quando vou resenhar (e não deve ser exclusividade minha) é procurar buscar as características próprias da banda, antes mesmo de perceber suas influências. Comparar uma banda com outra não é bom, mas quando existem semelhanças e influências em demasia, isso se torna inevitável.

Este é o caso destes suecos que lançaram seu segundo álbum, este "Maledictum". De cara, ao ouvir os vocais de E. (sim, eles usam apenas uma letra em seus nomes) logo nos vem à mente o Hellhammer/Celtic Frost, pois se assemelha muito aos vocais de Tom Warrior.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Porém, ao ouvir o trabalho com mais atenção, notamos um trabalho de guitarras que segue a linha atual do Immortal. Riffs apocalípticos e com uma boa pegada servem de base para uma cozinha ora cadenciada, ora mais agressiva. Ou seja, o Flagellant é uma ótima mescla de Celtic Frost com Immortal.

E como isso poderia ser ruim? De maneira alguma, o som consegue caminhar entre o ‘old school’ e o Black Metal contemporâneo, sem gerar atritos e agradando a todos. Ouça From the Abyss they Shine, Necromantic Revelations e Horned Shadows Rise e tire as próprias conclusões.

http://www.facebook.com/unfoldingvoid
http://flagellant.bandcamp.com/

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Discórdia: alguns dos maiores insultos entre artistasDiscórdia
Alguns dos maiores insultos entre artistas

Jared Leto: a reação ao se ver no papel do CoringaJared Leto
A reação ao se ver no papel do Coringa


Sobre Vitor Franceschini

Jornalista graduado tem como principal base escrever sobre Rock e Metal, sua grande paixão. Ex-editor do finado Goredeath Zine, atual comandante do blog Arte Metal, além de colaborador de diversos veículos do underground.

Mais matérias de Vitor Franceschini no Whiplash.Net.

GooInArt Goo336