Hellcrawler: Veia rock junto com vocais guturais/gritados

Resenha - Wastelands - Hellcrawler

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Christiano K.O.D.A.
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Tá aí uma banda meio difícil de definir, e de origem um tanto incomum dentro do som extremo. Enfim, essa turminha da pesada faz um Death 'n' Roll/Crust, segundo eles mesmos. De fato, tem um pouco de tudo nessa salada.
5000 acessosCretin: transexual rompe barreiras no metal extremo5000 acessosBayley, Wilson e Cherone: grandes erros na história de grandes bandas

O mais interessante talvez seja que essa mistura soou agradável. Sim, a veia rock, junto com os vocais guturais/gritados, que por alguma razão me lembraram a Grave, além da guitarra pesada e ritmos que variam bastante, permitiu um resultado interessante nesse primeiro full-length da banda, surgida em 2010.

A gravação não está muito boa, com uma sujeira considerável, mas ainda assim, ficou legalzinha. A capa do trabalho também não diz muita coisa: apesar de detalhada, ficou bastante escura, uma pena, já que não se pode apreciar sua beleza de modo completo.

Mas voltando ao som dos eslovenos, além do rock (ouçam o solo de “Motoslüts From Hell”, mais rock ‘n’ roll, impossível), do death e do crust (esse em quantidades mínimas), o grupo se aventura também pelo hardcore e se dá bem. Foram ousados no estilo (ou nos estilos), já que misturas desse tipo ficam numa linha tênue entre o desastre e o bom trabalho.

Não esperem, portanto, algo ultra brutal, com vocais ininteligíveis e bateria a milhão. Não. Os caras aqui sabem dosar quantidades de maior e menor violência, mas curiosamente não se utilizam de riffs melódicos.

Os destaques ficam para a bela e curtíssima instrumental que leva o título do CD; “Post Apocalyptic Revolt” e suas mudanças de ritmo surpreendentes; “The Molten Faces Tribe”, disparada a melhor, com uma levada para destruir pescoço e uma profundidade incrível; e “Firefly Powerplant”, carregada de bons riffs.

Observei aqui: apesar da analogia bizarra, acho-a muito válida nesse caso. “Wastelands” é como um carro a álcool que demora para funcionar em uma manhã fria. Aos poucos ele vai esquentando e então, dispara nas pistas. É mais ou menos essa a sensação que o álbum passa. Ele vai ficando melhor ao longo de sua execução.

Bem, e a gravadora Hollow Earth Records fez o agradável favor de disponibilizar esse material para download. Baixem, ouçam e abram a mente para o som contagiante da Hellcrawler.

Download:
http://hellcrawler.bandcamp.com

Hellcrawler – Wastelands
Hollow Earth Records – 2011 - Eslovênia
http://www.hellcrawler.com
http://hellcrawler.bandcamp.com

1. Devastation 04:27
2. Rattlesnake Tavern 02:56
3. Motoslüts From Hell 02:55
4. Wastelands 01:13 instrumental
5. Post Apocalyptic Revolt 03:27
6. The Molten Faces Tribe 03:16
7. Firefly Powerplant 03:07
8. Yet Again The Greed Of Man 03:34
9. Towards The End 03:12
10. Demons Within 01:55 instrumental
TOTAL: 30:02

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Hellcrawler"

CretinCretin
Transexual rompe barreiras no metal extremo

VocalistasVocalistas
Três grandes erros na história de três grandes bandas

HistóricasHistóricas
Fotos de encontros inusitados entre rockstars

5000 acessosAs regras do Thrash Metal5000 acessosFotos de Infância: Arch Enemy5000 acessosVH1: 100 melhores músicas de hard rock de todos os tempos5000 acessosLinkin Park: "Perdemos fãs ao longo do caminho intencionalmente"2280 acessosCompact Disc: como e por qual motivo nasceu o revolucionário formato4173 acessosPower Ballads: as 10 maiores de todos os tempos

Sobre Christiano K.O.D.A.

Um cara diretamente ligado ao Som Extremo, fã de livros e filmes, formado em Imagem e Som, Publicidade e Propaganda e Jornalismo. Faz parte da banda de grindcore Prey of Chaos e tem um blog dedicado à música barulhenta. Enfim, alguém que faz da música sua vida.

Mais matérias de Christiano K.O.D.A. no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online