Bizz: revista volta às bancas depois de ausência de cinco anos

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ricardo Seelig
Enviar correções  |  Ver Acessos

publicidade

A revista Bizz, considerada por muitos até hoje a publicação de música mais importante que o Brasil já teve, está de volta às bancas depois de uma ausência de cinco anos.

Bandas Iniciantes: 11 cagadas que vocês NAO podem cometerHeavy Metal: os vinte melhores álbuns da década de 80

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal


Independente do estilo musical preferido de cada leitor do Whiplash, esta é uma notícia que deve ser comemorada, e atesta a crescente maturidade que o mercado musical brasileiro vem adquirindo ano após ano.

Surgida em meados dos anos oitenta, a Bizz teve papel fundamental no cenário, revelando bandas e levando a milhares de leitores em todos os cantos do país matérias antológicas sobre os maiores nomes do rock daqui e lá de fora, além de apresentar centenas de novas bandas para seus famintos leitores.

Este retorno começou a tomar forma com o especial "A História do Rock Brasileiro", publicado em quatro volumes, ao qual se seguiram diversas outras reportagens especiais (como "As 100 Melhores Capas" e a excelente "A História do Rock", publicada em quatro volumes e tendo a sua partida cronológica no ano de 1936). Estes especiais mostraram para a Editora Abril que havia um grande público que estava órfão de uma publicação sobre música e comportamento. Apesar do excelente trabalho feito pela revista Roadie Crew (que eu considero, com grande folga, a melhor publicação de música pesada do Brasil e uma das melhores do mundo) e outras, o fã de rock, pop e música em geral não tinha uma revista específica, e este papel, até segunda ordem, deve ser da Bizz.

Eu cresci lendo a Bizz, a Metal, a Somtrês e outras revistas da época, e a minha formação, o meu conhecimento sobre música, passou por horas e horas de páginas e mais páginas destas revistas.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

A primeira edição (193, seguindo a ordem cronológica), com os Stones na capa, mantém a característica jornalística da publicação, com textos completos e agradáveis, ainda que, em alguns momentos, excessivamente pretenciosos e com o desejo de mostrar que a redação está "antenada" com as últimas novidades da cena mundial. Isto se verifica facilmente através de duas resenhas: a de "4", novo álbum dos Los Hermanos, e a de "Octavarium", do Dream Theater.

A crítica ao novo álbum da banda carioca endeusa e coloca o grupo vários degraus acima de todas as outras bandas do Brasil. Independentemente da qualidade ou não do álbum (não ouvi e provavelmente não vou ouvir, porque não é o tipo de som que me agrada), verifica-se no texto o desejo de detectar tendências e solidificar a sua posição de referência no mercado, tentando agregar valor à publicação através de um nome que é referenciado e adorado pelos "ditadores-do-bom-gosto" encontrados aos montes por este país (aí incluídos nomes como Caetano Veloso, Maria Rita e todos os outros ditos "mudernos"). Desnecessário, muito desnecessário ...

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Já o texto sobre o novo álbum do Dream Theater mostra desconhecimento sobre a carreira da banda americana, se prendendo aos clichês que se julgam adequados aos grupos de rock progressivo dos anos setenta, como Yes, King Crimson e companhia. O álbum é reduzido a uma tentativa do grupo de Mike Portnoy em tentar fazer música mais acessível, afirmação esta que cai por terra com apenas uma audição mais atenta às músicas. E aqui eu quero fazer um elogio público à postura adotada pela Roadie Crew, que delega a tarefa de analisar os trabalhos de cada grupo a redatores que conhecem e acompanham a carreira das bandas, o que gera críticas muito mais fundamentadas na realidade de cada grupo (infelizmente esta postura da Bizz se verifica também na crítica ao DVD "Family Jewels", do AC/DC).

Mas, apesar desta crítica, o resultado final é compensador. Qualquer iniciativa, seja ela um simples blog ou um programa de TV, tendo a música como assunto principal, é digna de aplausos. A minha opinião é de que ouvir, ler, assistir, discutir música é sempre muito bom. Não importa se você prefere este ou aquele estilo, o rock é maior que todos.

A paixão dos brasileiros pelo heavy metal, e pelo rock, é pura, única e contagiante. É ela que faz os maiores nomes do mundo realizarem shows antológicos em nosso país. É ela que faz uma cena inteira sobreviver firme e forte, mesmo sem o apoio da grande mídia (aliás, ela é tão forte que fez surgir os seus próprios veículos de mídia, que não ficam nada a dever às principais publicações internacionais do estilo). É essa paixão que faz pessoas como eu e todos que escrevem aqui para o Whiplash (e certamente todos que se empenharam para trazer a Bizz de volta e que, de alguma forma ou de outra, colaboram para o desenvolvimento da cena musical brasileira) compartilharem o fascínio e amor pela música com milhares de pessoas que pensam como a gente.


Rock Faz Bem

Rock Faz Bem

Rock Faz Bem: Qual será a mais bela canção de todos os tempos?Rock Faz Bem
Qual será a mais bela canção de todos os tempos?

Cinco músicas: Para quem não gosta de metal entender um headbangerCinco músicas
Para quem não gosta de metal entender um headbanger

Existem canções que possuem braçosExistem canções que possuem braços

Rock'n'Roll will never dieRock'n'Roll will never die

Colecionadores: Não confie em ninguém com menos de 500 discosColecionadores
Não confie em ninguém com menos de 500 discos

Bandas Gaúchas: Acústico com ilustres desconhecidas no resto do BrasilBandas Gaúchas
Acústico com ilustres desconhecidas no resto do Brasil

Nós, os fãs: Fanatismo e loucura são essenciais na cultura popNós, os fãs
Fanatismo e loucura são essenciais na cultura pop

Angra e Sepultura: Qual o futuro das duas maiores bandas de Metal do Brasil?Angra e Sepultura
Qual o futuro das duas maiores bandas de Metal do Brasil?

Radicalismo: quem disse que gosto não se discute?Radicalismo
Quem disse que gosto não se discute?

Todas as matérias sobre "Rock Faz Bem"




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção OpiniõesTodas as matérias sobre "Rock Faz Bem"


Bandas Iniciantes: 11 cagadas que vocês NAO podem cometerBandas Iniciantes
11 cagadas que vocês NAO podem cometer

Heavy Metal: os vinte melhores álbuns da década de 80Heavy Metal
Os vinte melhores álbuns da década de 80


Sobre Ricardo Seelig

Ricardo Seelig é editor da Collectors Room - www.collectorsroom.com.br - e colabora com o Whiplash.Net desde 2004.

Mais matérias de Ricardo Seelig no Whiplash.Net.

Goo336x280 GooAdapHor Goo336x280 Cli336x280