Novoselic: "Kurt nunca deveria ter se matado!"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Vitor Rangel, Fonte: Blabbermouth
Enviar correções  |  Comentários  | 

Na edição de 30 de setembro de 2006 do NME, foi publicada uma rara entrevista com o antigo baixista do NIRVANA, Krist Novoselic como parte da publicação inglesa do aniversário de 15 anos do álbum “Nevermind”. Alguns trechos da entrevista seguem abaixo:

5000 acessosBlend Guitar: os dez solos de guitarra mais fáceis da história5000 acessosDinheiro não é tudo mas ajuda: 5 Rock Stars que nasceram ricos

NME: Quais memórias aparecem imediatamente em sua mente quando você escuta a palavra “Nevermind”?

Krist: “Bem, fazer aquele álbum foi bastante agradável. Nós estávamos morando em Los Angeles, ao norte de Hollywood, num apartamento semi-mobiliado, e nos divertindo o máximo possível. Nós trabalhávamos até o meio-dia e íamos até Venice Beach ao anoitecer para ver o sol se pôr. Metade das músicas haviam sido compostas nos meses antes da gravação, e a outra metade, eram músicas que já tínhamos composto há algum tempo. Nós tínhamos o material e estávamos tocando shows ao vivo, e tocando bem.”

NME: Com que freqüência você escuta o “Nevermind” agora?

Krist: “Bem, eu assisti o clipe de ‘Heart-Shaped Box’ na noite passada. É uma viagem dura, cara. Isso está aberto a interpretações, o que é o máximo que eu irei falar, mas... Eu escutei o “Nevermind” não faz muito tempo, e ele é um álbum muito bom. Ele se desenvolve muito bem, possui bastante diversidade, tem um pouco de hard rock, música pop e possui grandes refrões. Eu tenho muito orgulho dele. Eu realmente tenho muito orgulho do modo como toquei baixo naquele álbum. Coisas que eu coloquei no álbum que eu sinto que acabou ajudando para construir a música.

NME: Quais são seus sentimentos em relação a Kurt Cobain após todo esse tempo?

Krist: “É de partir o coração. Ele nunca deveria ter feito aquilo. Você não pode culpar alguém por fazer aquilo, foi uma disfunção e foi muito ruim. Eu acho que ele deveria ter agüentado e as coisas teriam saído melhor para ele. Ele poderia ter feito qualquer coisa que ele quisesse fazer. Ele era um grande, grande pintor, ele era um escultor, ele era um compositor – ele era um verdadeiro artista. Foi realmente trágico.”

Por que destacamos matérias antigas no Whiplash.Net?

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, nos links abaixo:

Post de 11 de dezembro de 2012
Post de 12 de dezembro de 2012
Post de 23 de julho de 2014
Post de 03 de janeiro de 2017

Blend GuitarBlend Guitar
Os dez solos de guitarra mais fáceis da história

302 acessosMarcos de Ros: Dia do Rock é assim - Nirvana, Smells Like Shred!1525 acessosNirvana: entrevistas em vídeo no Brasil surgem completas430 acessosKurt Cobain: outros insights a partir de algumas de suas pinturas1688 acessosNirvana: vídeo raro de 1988, com Dale Crover na bateria, surge0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Nirvana"

NirvanaNirvana
O fax que o produtor do In Utero mandou para a banda

Pra ouvir e discutirPra ouvir e discutir
Os melhores discos lançados em 1991

NirvanaNirvana
Dave Grohl dormiu enquanto assistia documentário

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Nirvana"0 acessosTodas as matérias sobre "Morte de Kurt Cobain"

Dinheiro não é tudo mas ajudaDinheiro não é tudo mas ajuda
5 Rock Stars que nasceram ricos

Fotos de InfânciaFotos de Infância
Steven Tyler, do Aerosmith, muito antes da fama

SlayerSlayer
Tom Araya revela seus ídolos do baixo

5000 acessosSlash: A lição aprendida após espalhar que Paul Stanley era gay5000 acessosCorey Taylor: sonhando com sexo grupal com Lita Ford e Doro Pesch5000 acessosRoqueiros conservadores: a direita do rock na revista Veja5000 acessosMelissa Reese: sua função no Guns N' Roses e reações dos fãs a ela5000 acessosFortuna: quem são os músicos mais ricos do Reino Unido?4220 acessosSteve Harris: o Avenged Sevenfold é uma das poucas bandas relevantes atualmente

Sobre Vitor Rangel

Um carioca apaixonado pela boa música que no momento está cursando o 5º período de Publicidade na PUC-Rio. Teve seu primeiro contato com o rock ainda na infância, quando sua irmã colocava os discos de Iron Maiden e Pantera no toca-fitas de sua casa. Nos últimos anos, tem se dedicado inteiramente à música e à guitarra. Sua banda favorita é Metallica e também é fã incondicional de Zakk Wylde, Steve Vai e John Petrucci. Escuta de tudo um pouco, desde Madonna até Sepultura. Espera que um dia o Metallica ainda venha fazer um show no Brasil e não tem vergonha em dizer que chorou no show do Black Sabbath, em 2004, no Ozzfest.

Mais matérias de Vitor Rangel no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online