Quadra: a consolidação do novo Sepultura

Resenha - Quadra - Sepultura

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Jorge Felipe Coelho
Enviar correções  |  Ver Acessos

Melhor álbum em 20 anos, Sepultura mais sólido que nunca, um tapa na cara das viúvas Cavalera, etc. Tudo isso e mais um pouco tem sido falado após o Sepultura estremecer as estruturas do cenário musical com o lançamento de Quadra, décimo quinto álbum de estúdio da banda brasileira mais famosa no exterior.

Andreas Kisser: "Ver o Kiss ao vivo é a razão de eu estar aqui"Metallica: sobre o que fala "For Whom The Bell Tolls"

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

The Mediator Between Head and Hands Must Be the Heart e Machine Messiah, de 2013 e 2017 respectivamente, foram entendidos como álbuns de afirmação rumo a um novo caminho. Por isso, existe quem diga que o terreno de preparação para a chegada de Quadra já estava sendo meticulosamente pavimentado por Andreas Kisser há tempos. Ao observar atentamente o contexto do momento, é exatamente o que acredito.

Ambiciosamente planejado para ser grandioso, o novo álbum do Sepultura procurou consolidar definitivamente a banda em sua nova identidade sonora. Ao longo de pouco mais de 50 minutos, temos um Sepultura que utiliza grooves percussivos, passagens em arranjos de violão clássico, sinfonias e o cantor Derrick Green explorando seu vocal de forma mais melódica como nunca o fez antes. Mas calma, tudo isso a cabo de muitos riffs pesados, solos de guitarra espetaculares e o monstro Eloy Casagrande descendo o braço em seu kit percussivo para trazer várias soluções rítmicas.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Com a produção de Jens Bogren na Suécia, as 12 faixas foram divididas em quatro seções de 3 músicas. Ou seja, o álbum é conceitualmente dividido em quatro partes (como um LP em vinil duplo). Isolation abre a primeira parte, mais pesada, como a explosão de uma bomba. Um ótimo trash metal com toques progressivos que já havia sido mostrado ao vivo em 2019 no festival Rock in Rio. Capital Enslavement dá o tom do que será a segunda parte do álbum, com muito groove em uma parede sonora visceral. Destaque desse segundo quarto do disco, Raging Void tem um ritmo experimental e fecha a primeira metade do álbum. Contudo, o melhor ainda está por vir.

Dedilhados eruditos ao violão em Guardians of Earth abrem a terceira parte do álbum. Nesse ponto, as faixas começam a ganhar contornos sinfônicos com orquestrações e coros inseridos de maneira muito competente, servindo como aliados a embelezar o DNA pesado da banda. A parte final, e mais surpreendente, traz a belíssima e quase épica Agony of Defeat, onde Derrick canta de forma pausada e mais melódica. No encerramento, com a primorosa e sombria Fear; Pain; Chaos; Suffering, Emmily Barreto (da banda Far From Alaska) participa dando toque feminino aos vocais.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

A segurança do veterano Paulo Jr. no baixo, a técnica apuradíssima e ovacionada de Eloy Casagrande na bateria, a reinvenção de Derrick Green nos vocais e a liderança de Andreas Kisser nas guitarras mostraram as quatro faces do Sepultura: trash metal, groove metal percussivo, metal progressivo e metal sinfônico. Após a conturbada fase no início dos anos 2000, o Sepultura consolidou sua reinvenção de modo espetacular e voltou a atrair a atenção do mundo. Quadra é a maior prova disso.

Leia mais no Boletim do JF, disponível no link abaixo:
http://radiocatedraldorock.com/news-58-boletim-do-jf-03


Outras resenhas de Quadra - Sepultura

Sepultura: O asteroide que rompeu a estratosfera do caosSepultura
O asteroide que rompeu a estratosfera do caos

Sepultura: O gigante permanece se agigantandoSepultura
O gigante permanece se agigantando

Sepultura: Quadra é o melhor álbum da banda em mais de vinte anosSepultura
Quadra é o melhor álbum da banda em mais de vinte anos

Sepultura: a síntese perfeita entre o velho e o novoSepultura
A síntese perfeita entre o velho e o novo

Sepultura: Quadra é a afirmação finalSepultura
Quadra é a afirmação final

Sepultura: Mais sólido do que nunca em QuadraSepultura
Mais sólido do que nunca em Quadra

Sepultura: Novo álbum é mais um tapa nos fãsSepultura
Novo álbum é mais um tapa nos fãs




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Sepultura"


Andreas Kisser: Ver o Kiss ao vivo é a razão de eu estar aquiAndreas Kisser
"Ver o Kiss ao vivo é a razão de eu estar aqui"

Phil Anselmo e Max Cavalera: irmãos pra sempre!Phil Anselmo e Max Cavalera
Irmãos pra sempre!

Sepultura: turnê na América do Norte é adiada em decorrência do coronavírusSepultura
Turnê na América do Norte é adiada em decorrência do coronavírus

Sepultura: Paulo fala sobre passado e como tiveram que tocar mais após entrada do EloySepultura
Paulo fala sobre passado e como tiveram que "tocar mais" após entrada do Eloy

Sepultura: Análise completa do állbum Quadra (vídeo)

Sepultura: Derrick diz que é surpreendente EUA terem mais presos que qualquer outro paísSepultura
Derrick diz que é surpreendente EUA terem mais presos que qualquer outro país

Sepultura: veja Eloy Casagrande e a intrincada bateria de Raging VoidSepultura
Veja Eloy Casagrande e a intrincada bateria de "Raging Void"

Sepultura: Anunciado lançamento de versão deluxe de Beneath The RemainsSepultura
Anunciado lançamento de versão deluxe de Beneath The Remains

Regis Tadeu: Tom Gil do Sepultura no Por Dentro com Paulo BaronRegis Tadeu
Tom Gil do Sepultura no Por Dentro com Paulo Baron

Sepultura: Andreas Kisser diz que a química foi instantânea ao conhecer os CavaleraSepultura
Andreas Kisser diz que "a química foi instantânea" ao conhecer os Cavalera

Max Cavalera: triste ver uma banda tão importante virar uma merdaMax Cavalera
Triste ver uma banda tão importante virar uma merda

Andreas Kisser: não precisa escolher, você pode ouvir as 2 bandasAndreas Kisser
Não precisa escolher, você pode ouvir as 2 bandas


Metallica: sobre o que fala For Whom The Bell TollsMetallica
Sobre o que fala "For Whom The Bell Tolls"

Cradle Of Filth: Dani Filth explica seu conceito de religiãoCradle Of Filth
Dani Filth explica seu conceito de religião


Sobre Jorge Felipe Coelho

Quando criança, lia as letras dos encartes e ouvia discos de vinil na saleta de casa antes e depois de ir pra escola. Aos 9 anos de idade já tinha ido ao seu primeiro show guitarreiro. Hoje, administrador de formação, colaborou com a Rádio Cult FM, faz o Boletim do JF na Rádio Catedral do Rock e o Podcast Faixa a Faixa do Rock, continuando a ouvir, falar e escrever sobre a sua paixão: o rock n' roll.

Mais matérias de Jorge Felipe Coelho no Whiplash.Net.

Goo336x280 GooAdapHor Goo336x280 Cli336x280