Ashes: Abusando da criatividade e das boas estruturas

Resenha - Zero - Ashes

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Christiano K.O.D.A.
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 9

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Grande surpresa causa essa banda, pela qualidade mostrada nas quatro músicas que compõem o material. A primeira coisa que se nota aqui é a boa gravação. Tudo lindo, audível, pesadão, enfim, um EP que já deixa boas impressões logo no início.
5000 acessosSeparados no nascimento: Phil Lynott e Tiririca5000 acessosSaúde: mais de 60% dos músicos sofrem de problemas mentais

A Ashes expele um deathcore muito bem acabado, abusando da criatividade e das boas estruturas musicais. Tem um pouco de tudo lá, dentro do som extremo, evidentemente: bons riffs, mesclando coisas mais potentes com melodias, solos inspirados e bateria com momentos mais brutais (blast beats não tãããão velozes assim) e outros mais cadenciados. Tudo completo.

Mas o destaque fica para o vocalista Mayer, bastante versátil, e que conseguiu abrir um leque poderoso no gogó: tem gutural, rasgado e até aquele “pig” vocal, que particularmente gosto demais. Só faltou algo com efeitos, típicos do goregrind, mas para o estilo do pessoal, não fez falta.

A faixa “After Death” é a que apresenta maior variação de sonoridades, inclusive com discretos teclados ao fundo em momentos de menos fúria, o que gerou uma atmosfera interessante na canção. Depois, “Evil is Back” surge rápida e violenta, mas priorizando o peso absurdo das guitarras. É aqui que entram os supracitados “pig” vocals. Outra boa composição da Ashes.

A terceira música é “Choices”, mais no clima do breakdown, por assim dizer, mas nem por isso deixa de ter qualidade. Apenas nessa, talvez tenha faltado um pouco mais de correria. Por fim, “I’ve Been Angry” fecha o material em grande estilo, calcada nos bons riffs e na levada empolgante. O solo também saiu caprichado.

Apesar da capa ser bastante simples, no geral, o material gráfico é bem feitinho também. Só faltou um capricho na hora de completar o encarte com as letras, que vieram digitadas em um bloco de notas no link para download que a banda disponibilizou. SIM, no final da resenha, você pode, e deve puxar esse ótimo EP.

Uma banda que merece destaque no Brasil. Agora, esse pessoal tem que batalhar na divulgação de “Zero” e ter seu merecido reconhecimento. Ashes: um deathcore bastante recomendado.

Download:
http://rapidshare.com/files/2681279682/Ashes_-_Zero__2011_.r...

Ashes – Zero
Independente – 2011 – Brasil
http://www.myspace.com/officialashes

1- After Death
2- Evil is Back
3- Choices
4- I’ve Been Angry

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Ashes"

Separados no nascimentoSeparados no nascimento
A bizarra semelhança de Phil Lynott e Tiririca

SaúdeSaúde
Mais de 60% dos músicos sofrem de problemas mentais

CensuraCensura
53 nomes que você não pode dizer em uma rádio

5000 acessosSlipknot: Ana Maria Braga surpreende em abertura do Mais Você5000 acessosManowar: você acha as fotos da década de 80 ridículas?5000 acessosVelocidade: Top 10 de músicas de Metal para ser multado5000 acessosIron Maiden: Bruce Dickinson cita Donald Trump durante show em New York4274 acessosSepultura: versão de "Johnny B. Goode" no Música Boa ao Vivo5000 acessosKorn: vocalista diz que Sepultura os copiou em Roots

Sobre Christiano K.O.D.A.

Um cara diretamente ligado ao Som Extremo, fã de livros e filmes, formado em Imagem e Som, Publicidade e Propaganda e Jornalismo. Faz parte da banda de grindcore Prey of Chaos e tem um blog dedicado à música barulhenta. Enfim, alguém que faz da música sua vida.

Mais matérias de Christiano K.O.D.A. no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online