Carro Bomba: Heavy Metal com veia bluesy espessa e carnuda

Resenha - Carcaça - Carro Bomba

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Ben Ami Scopinho, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 9

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Imagem
Algo sempre gratificante é observarmos uma banda garantir o merecido espaço seguindo seu próprio instinto, sem ‘rabo preso’ com ninguém e passando à margem das sempre discutíveis tendências da cena musical. Em pouco menos de 10 anos, o Carro Bomba foi modelando sua proposta e se posicionando entre os melhores nomes quando o assunto é rock pesado cantado na língua portuguesa.
Megadeth: Nick Menza e Marty Friedman iam retornarDave Mustaine para James Hetfield: "Nós mudamos o mundo, irmão"

Se com “Nervoso” (08) ficou claro que a ideia era injetar uma distorção que afastasse o Carro Bomba da veia hard setentista dos discos anteriores, é com “Carcaça” que os paulistanos mostram não somente a estabilização desta proposta, mas também uma maior homogeneização de sua assinatura Heavy Metal com uma veia bluesy fortíssima, espessa e carnuda.

Assim, a maior referência em “Carcaça” é o Black Sabbath, em especial o da fase em que tinha como vocalista Ronnie Dio – atentem para as espetaculares “Combustível” e “Mondo Plastico”. O fato é que o repertório é irrepreensível, com arranjos muito bem trabalhados e uma genuína ‘crueza’ de emoção, com temas expostos de forma incisiva e desprovidos de grande refinamento poético, mas condizentes com a alma urbana que sempre vai almejar por dias melhores.

Novamente adotando o Mr. Som (SP) como estúdio, e agora sob a tutela da Laser Company Records, “Carcaça” é motivo de orgulho para qualquer um que compartilhe a paixão pelo rock pesado da velha escola e cantado na língua portuguesa. O Carro Bomba, ao lado do Motorocker e Baranga (um certo editor deve estar feliz! - Yeah, valeu Ben!!!), podem ser considerados como a tríade que representa o que há de mais significativo neste segmento! Se houvesse uma excursão itinerante pelo Brasil envolvendo essas feras...!

Contato:
http://www.carrobombaoficial.com.br
http://www.myspace.com/carrobomba

Formação:
Rogério Fernandes - voz
Marcello Schevano - guitarra
Fabrizio Micheloni - baixo
Heitor Shewchenko - bateria

Carro Bomba - Carcaça
(2011 / Laser Company Records – nacional)

01. Bala Perdida
02. Queimando a Largada
03. Carcaça
04. Combustível
05. O Medo Cala a Cidade
06. Mondo Plastico
07. Blueshit
08. Corpo Fechado
09. O Foda-se III
10. Tortura

Quer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Outras resenhas de Carcaça - Carro Bomba

Carro Bomba: Exemplos de como viver em Sampa é um infernoCarro Bomba: Com justiça, no topo do Heavy Metal brasileiro

Todas as matérias e notícias sobre "Carro Bomba"

Metal SP
Documentário sobre Heavy Metal em São Paulo

Regis Tadeu
Cinco bandas de metal nacional que nada devem aos "gringos"

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Carro Bomba"

Megadeth
Nick Menza e Marty Friedman iam remontar formação do "Rust In Peace"

Mustaine para Hetfield
"Nós mudamos o mundo, irmão"

Loudwire
As 10 melhores músicas do Slipknot segundo o site

Red Hot Chili Peppers: ouça baixo isolado de Flea em várias músicasIron Maiden: troca de gentilezas com Lady Gaga no twitterHeavy Metal: os dez melhores álbuns lançados em 1982Symphony X: Michael Romeo escolhe suas músicas preferidasKiko Loureiro: Afastamento do Angra começou antes do MegadethMotörhead: "existe alguém que pareça mais malvado?"

Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.

Link que não funciona para email (ignore)

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online