Matérias Mais Lidas

imagemO que mais impede Kiko Loureiro de voltar ao Angra? (Não tem nada a ver com o Megadeth)

imagemBill Hudson diz que tatuagem pode ter sido entrave para entrar no Megadeth

imagemHumberto Gessinger faz símbolo do "L" do Lula com a mão em show e fãs vibram

imagemMarcos Mion conta história de encontro (e manjada) com Bon Jovi no banheiro

imagemEdgard Scandurra, do Ira!, explica atual sumiço do rock nas rádios brasileiras

imagemA curiosa opinião de Ozzy sobre cover do Metallica para "Sabbra Cadabra"

imagemBruce Dickinson diz o que o surpreendeu quando retornou ao Iron Maiden

imagemLuísa Sonza posta fotos com camiseta da banda de death metal Morbid Angel

imagemO erro geográfico na letra de "All Star", música que Nando Reis fez para Cássia Eller

imagemA curta e interessante lista de músicas do Iron Maiden escritas por Dave Murray

imagemTaylor Hawkins: Ele estava cansado e pronto pra abandonar o Foo Fighters

imagemAutor de "God Save The Queen", Johnny Rotten diz que sente orgulho da Rainha Elizabeth

imagemDavid Gilmour surpreende ao responder se o Pink Floyd pode voltar a fazer shows

imagemOzzy Osbourne revela o único integrante de sua banda que saiu "do jeito certo"

imagemBeatles: Paul McCartney conta a história por trás de "Ob-La-Di, Ob-La-Da"


Stamp

B 52: relembrando sucesso no Rock In Rio de 1985

Por Damaris Hoffman
Fonte: Top Link Music
Em 31/08/13

Press-release - Clique para divulgar gratuitamente sua banda ou projeto.

Nos anos oitenta, penteados imensos, figurinos de brechó e música dançante puseram na vanguarda do pop a banda americana B-52'S. Nome em homenagem a um enorme bombardeiro da Guerra Fria. A "New Wave" já não é tão nova, mas a banda continua se divertindo nos palcos e retorna ao Brasil em Outubro.

Se você frequentou festinhas da década de 1980, com certeza se lembra deles. Foram 16 anos sem gravar. No ano passado, os percussores do "New Wave", Fred Schneider, Cindy Wilson, Kate Pierson e Keith Strickland decidiram cair na estrada de novo. Com a irreverência de sempre...

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O nome da banda é uma gíria do sul dos Estados Unidos para os penteados bufantes, em forma de colmeia, que as vocalistas usavam no começo da carreira. "Sonhei com esse nome e acordei achando uma ótima ideia. Na época era moda usar abreviações em nomes de bandas", conta Keith.

Depois de 30 anos de carreira, os cabelos do B´52S mudaram, mas a vontade de se divertir no palco é a mesma. "As pessoas realmente se libertam quando vão aos nossos shows. Parece que ali finalmente eles têm uma chance de dançar mais livremente, sem vergonha", disse Kate.

As lembranças do Brasil são muitas. E boas. "Fomos para Salvador, foi lindo. Lembro dos prédios de cores diferentes. De repente, um banda de percussionistas apareceu tocando no meio da rua. E eu pensei: que lugar é esse? Incrível", relembra Keith.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

No Rock In Rio de 85, o B´52S tocou para a maior platéia da história do grupo. 200 mil pessoas. Foi depois dessa visita ao Brasil que eles beberam da fonte da Bossa Nova. Gravaram o single: "A garota de Ipanema Vai para a Groenlândia". "Quisemos levar a garota de Ipanema para um lugar totalmente diferente, para ela se conhecer melhor", brinca Cindy.

O B´52S nasceu no estado americano da Geórgia, mas o blues, ritmo típico da região, surge escondidinho no estilo único criado pela banda. "Nossa música tem muita influencia do R&B. Dá para perceber isso na batida da música 'Private Idaho'. Se você diminuir a velocidade da música, vai perceber que se trata de blues, mas é claro que nós fizemos uma versão em ritmo mais rápido, ritmo punk", afirma Keith.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O que era punk, hoje é chamado de ploc. Não importa. Plocs ou punks, roqueiros ou bluseiros. O B´52S continua muito divertido.

A banda se apresenta dia 4 de outubro no Vivo Rio, no Rio de Janeiro, e no dia 5, no HSBC Brasil, em São Paulo.

Informações sobre valores de ingressos:
www.hsbcbrasil.com.br
www.vivorio.com.br

Texto: Jornal da Globo

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

PRB
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp


Sobre Damaris Hoffman

Damaris Hoffman, 28 anos, concluiu seu curso de Licenciatura em Filosofia, porém logo partiu para a área da Comunicação Social. Desenvolveu um estilo único de trabalho atuando no departamento de marketing artístico e produção de sua própria empresa. Responsável pela comunicação das bandas Cavalera Conspiracy e Soulfly na América Latina e assessora de imprensa full time das bandas Angra, Project46, Sioux66, Rygel, Capadocia, La raza, Bioface, Worst, e inúmeras outras. Assessora de comunicação das empresas Top Link Music e Honorsounds.

Mais matérias de Damaris Hoffman.