REM: Pandemia do coronavírus fez com que clássico voltasse às paradas

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Igor Miranda, Fonte: Ultimate Classic Rock
Enviar correções  |  Ver Acessos

A pandemia do novo coronavírus (Covid-19) fez com que a música "It's the End of the World as We Know It (And I Feel Fine)", clássico do R.E.M., voltasse às paradas. A faixa está presente no quinto álbum de estúdio da banda, "Document", lançado em 1987.

Bill Rieflin: baterista de King Crimson, Ministry e R.E.M. morre aos 59 anosAnos 80: bandas nacionais que o tempo esqueceu

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Na tarde do último domingo (15), período em que as informações foram checadas, "It's the End of the World as We Know It (And I Feel Fine)" estava em 64° lugar nas paradas do iTunes. A canção estava posicionada entre vários hits da atualidade, de artistas como Billie Eilish, Sam Smith e Luke Bryan.

Apesar do título significar "Esse é o fim do mundo da forma que o conhecemos (e eu me sinto bem)", a canção foi composta em meio a um fluxo de consciência. O vocalista Michael Stipe explicou, em uma entrevista, que a letra foi criada após um sonho onde ele ia a uma festa de aniversário do crítico musical Lester Bangs onde acabava sendo a única pessoa cujo nome não trazia as iniciais L.B.: Lenny Bruce, Leonid Brezhnev e Leonard Bernstein, por exemplo, estavam no evento.

Ouça a música a seguir:

Confira a letra completa, traduzida para o português, abaixo (via Letras.mus.br):

"Isso é ótimo! Começa com um terremoto
Pássaros e cobras, um avião
Lenny Bruce não está com medo

Olho do furacão, ouça a si mesmo chacoalhar
Mundo atende às suas próprias necessidades, manequins atendem suas próprias necessidades
Alimente uma batida, velocidade, grunhido, sem força
A escada começa a bater com medo de lutar, descer a altura
Fio pegando fogo, representa os sete jogos
Em um governo para contratar e um site de combate
Deixe-a, não estava chegando com pressa
Com Fúrias fungando em seu pescoço

Equipe de repórteres da equipe confusos, trunfo, cultura amarrada
Olhe para aquele plano baixo, tudo bem, então
Oh-oh, transbordamento, população, grupo comum
Mas vai dar certo, salve-se, sirva-se
O mundo serve suas próprias necessidades, ouça seu coração sangrar
Fale comigo com o Arrebatamento e o reverente na direita, certo
Seu vitriólico, patriótico, luta violenta, luz brilhante
Se sentindo muito emocionado

É o Fim do Mundo como o conhecemos
É o Fim do Mundo como o conhecemos
É o Fim do Mundo como o conhecemos
E eu me sinto bem

Seis horas, hora da TV
Não seja pego em torre estrangeira
Corte e queime, retorne
Ouça a si mesmo chacoalhar
Tranque-o com uniforme, queima de livros, sangria
Aumente cada motivo, incinere um automóvel
Acenda uma vela, ilumine um motivo
Demita-se, demita-se
Veja seu calcanhar esmagar, esmagar
Oh-oh, Isso quer dizer sem medo, cavalheiro
Renegado e em direção clara!
Um torneio, um torneio
Um torneio de mentiras
Ofereça-me soluções, ofereça-me alternativas
E eu as recuso

É o Fim do Mundo como o conhecemos
É o Fim do Mundo como o conhecemos (É hora de eu ter um tempo sozinho)
É o Fim do Mundo como o conhecemos (É hora de eu ter um tempo sozinho)
E eu me sinto bem
Eu me sinto bem

É o Fim do Mundo como o conhecemos (É hora de eu ter um tempo sozinho)
É o Fim do Mundo como o conhecemos (É hora de eu ter um tempo sozinho)
É o Fim do Mundo como o conhecemos (É hora de eu ter um tempo sozinho)
E eu me sinto bem

Outra noite sonhei com uma ótima
Divisão continental
Montanhas sentavam-se em linha
Leonard Bernstein, Leonid Brezhnev
Lenny Bruce e Lester Bangs
Festa de aniversário, bolo de queijo, jujuba, boom
Seu simbiótico, patriótico, violento, porém do colarinho, certo? Certo!"




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "REM"


Bill Rieflin: baterista de King Crimson, Ministry e R.E.M. morre aos 59 anosBill Rieflin
Baterista de King Crimson, Ministry e R.E.M. morre aos 59 anos

REM: Unboxing da edição especial de MonsterGrandes covers: cinco versões para "Losing My Religion", do R.E.M.R.E.M.: música rara é lançada em prol das vítimas do furacão DorianREM: Monster ganhará edição super deluxe, com inéditas

The Boys: trilha sonora da nova série de heróis está repleta de rockThe Boys
Trilha sonora da nova série de heróis está repleta de rock

Incêndio: gravações raras de Nirvana, Guns e mais foram perdidasIncêndio
Gravações raras de Nirvana, Guns e mais foram perdidas

REM: álbum-tributo brasileiro para download grátis

R.E.M: Eddie Vedder conta como uma loja de discos ajudou a formar a bandaR.E.M
Eddie Vedder conta como uma loja de discos ajudou a formar a banda

REM: 8 CDs e um DVD apenas com material da BBC

Curiosidades: 40 fatos inacreditáveis do rockCuriosidades
40 fatos inacreditáveis do rock

Kurt Cobain: 5 projetos que se tornariam reais se ele não tivesse morridoKurt Cobain
5 projetos que se tornariam reais se ele não tivesse morrido


Anos 80: bandas nacionais que o tempo esqueceuAnos 80
Bandas nacionais que o tempo esqueceu

AC/DC: Chuck Berry foi o maior babaca que já vi na vidaAC/DC
"Chuck Berry foi o maior babaca que já vi na vida"


Sobre Igor Miranda

Jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU), com pós-graduação em Jornalismo Digital pela Universidade Estácio de Sá. Começou a escrever sobre música em 2007 e, algum tempo depois, foi cofundador do site Van do Halen. Colabora com o Whiplash.Net desde 2010. Atualmente, é editor-chefe da Petaxxon Comunicação, que gerencia o portal Cifras, Ei Nerd e outros. Mantém um site próprio 100% dedicado à música. Nas redes: @igormirandasite no Twitter, Instagram e Facebook.

Mais matérias de Igor Miranda no Whiplash.Net.

Goo336x280 GooAdapHor