Impéria: Um som rico em elementos e influências musicais

Resenha - Em Dias Assim - Impéria

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Seguir Whiplash.Net

Por Gisela Cardoso
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Intitulado "Em Dias Assim", o álbum de estreia da banda Impéria foi lançado no ano de 2011, com a produção assinada por Fernando Magalhães, conhecido também como guitarrista do Barão Vermelho e produtor de grandes nomes brasileiros, como Detonautas. De lá para cá, muito já deve ter mudado e evoluído na carreira do grupo. Mas é sempre bom relembrar um dos mais significativos registros de uma banda como a Impéria.

64 acessosImpéria: convidados no Programa Alternativa Ativa5000 acessosGóticas: 10 grandes bandas do gênero na Inglaterra dos anos 80

Nos primeiros minutos do álbum, é possível perceber uma alta qualidade técnica e sonora, oferecendo um som rico em elementos e influências musicais, passando pelo rock alternativo ao clássico, e até pelo hard rock ao heavy metal.

Um dos destaques do disco é o trabalho nas guitarras por Felippe Deliberalli, oferecendo riffs agressivos e muito bem construídos que garram na cabeça de qualquer um, conforme podemos ouvir na faixa-título em "O Povo do Caos", por exemplo. Já os vocais de Marcio Deliberalli não inovam bastante ou arriscam a ser mais ousados, mas se encaixam bem nas composições em si.

Além disso, outro aspecto que chama atenção é a variação sonora ao longo do trabalho, com passagens velozes e pesadas, mas também com melodias calmas e mais lentas. Aliás, chega até ser admirável o cuidado que o grupo teve ao criar uma sonoridade assim, digamos, "bipolar", o que de fato contribui para a criação e solidificação de sua própria identidade.

Composto por dez faixas, algumas delas que merecem destaque, além da faixa-título, são "Guerra Sem Sentido", "Trilhas Abertas" e "Sou o que eu sou".

Fica claro que "Em Dias Assim" a banda Impéria não está preocupada com rotulações. Apostando em uma sonoridade própria, o grupo expressa muito bem as suas vastas influências, gerando um trabalho diversificado para todos os gostos dos apreciadores do rock brasileiro.

Tracklist:

01. "K-Otica"
02. "Guerra Sem Sentido"
03. "Em Dias Assim"
04. "O Povo do Caos"
05. "Alta Voltagem"
06. "Dias de Paz"
07. "Nova Terra"
08. "Trilhas Abertas"
09. "Eu Sou o Que Sou"
10. "Eu Sou o Que Sou – Sole Novum"

Line up:

Marcio Deliberalli – Vocal
Flavius Deliberalli – Bateria
Felippe Deliberalli – Guitarra
Ricardo Ueno – Baixo

Mais informações em:
http://www.bandaimperia.com

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Seguir Whiplash.Net

Outras resenhas de Em Dias Assim - Impéria

459 acessosImpéria: Banda é um gigante adormecido240 acessosImpéria: Rock Nacional com nuances de Hard Rock e Heavy Metal232 acessosImpéria: Rock Nacional passando pelo Hard e flertando com o Metal384 acessosImpéria: com mais de 15 anos, somente agora lançam seu debut708 acessosImpéria: Um Rock direto, sem rodeios e sem frescuras522 acessosImpéria: Oferecendo rock and roll pesado e sem frescura


64 acessosImpéria: convidados no Programa Alternativa Ativa0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Imperia"

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Imperia"


GóticasGóticas
10 grandes bandas do gênero dos anos 80

GigwiseGigwise
As 20 capas de álbum mais horríveis do mundo

No Flight 666No Flight 666
Todas as suspeitas caem sobre Nicko McBrain

5000 acessosCOF: Dani Filth gostaria de socar vocalista do Coldplay5000 acessosWoodstock: O famoso casal da capa do disco5000 acessosEsquire: os setenta e cinco discos que todo homem deve ter5000 acessosNelson Dylara: A coleção de fotos, ingressos e autógrafos do paparazzi do rock5000 acessosMega-hits Manjados: 10 clássicos que se tornaram clichês5000 acessosLed Zeppelin: fim da banda foi "romantizado demais", diz Robert Plant

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.


Sobre Gisela Cardoso

Headbanger, Jornalista, Crítica de Metal, vocalista, instrumentista, anarco-comunista, vegetariana, apaixonada por Mitologia Nórdica e adoradora do Deus Metal. A música me move e as palavras constroem! @GisaGrind.

Mais matérias de Gisela Cardoso no Whiplash.Net.