RECEBA NOVIDADES ROCK E METAL DO WHIPLASH.NET NO WHATSAPP

Matérias Mais Lidas

imagemTodos os rockstars que já recusaram ser condecorados pela rainha Elizabeth II

imagemAxl e o pequeno gesto com Slash comprovando que as tretas do passado ficaram pra trás

imagemMembro do Guns N' Roses vai na Galeria do Rock de SP e compra camiseta oficial

imagemBob Dylan revela como conhecer seu maior ídolo o fez deixar de venerar pessoas

imagemO hit de Cazuza feito durante internação e que seria indireta para affair Ney Matogrosso

imagemGuns N' Roses no Allianz Parque de SP: veja setlist e vídeos da apresentação

imagemA banda que mostrou no Rock in Rio como se faz um show num festival gigantesco

imagemA curiosa origem da rivalidade Sepultura x Sarcófago, segundo Jairo Guedz

imagemRobb Flynn foi treinar ouvindo death e acabou contratando guitarrista para o Machine Head

imagemO dia que Renato Russo colocou companheiro da Legião em saia justa após piti homérico

imagemO motivo pelo qual Pete Townshend disse se arrepender de integrar o The Who

imagemCasagrande diz que rock já bateu martelo na história da humanidade, porém...

imagemPink Floyd: Snowy White ensina como evitar o lado "feroz" de Roger Waters

imagemCinco perrengues que todo headbanger já passou em algum show de metal

imagemEpica anuncia EP com convidados inesperados; assista o primeiro clipe aqui


NFL Steve Harris

Charlie Brown Jr: como Chorão foi corrompido após ficar rico, segundo Tadeu Patolla

Por Igor Miranda
Em 02/08/21

O Charlie Brown Jr enfrentou um longo caminho até conquistar a fama. A banda foi formada em 1992 - embora o projeto anterior, What's Up, tenha sido criado ainda em 1990 -, mas a consagração perante o público só veio em 1997, quando eles conseguiram lançar o álbum de estreia "Transpiração Contínua Prolongada".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

A partir daí, o grupo liderado pelo vocalista Chorão foi agraciado com popularidade e, como consequência, bastante dinheiro. Nesse momento, o cantor começou a mudar sua postura nos bastidores, de acordo com o produtor Tadeu Patolla.

O profissional de estúdio falou sobre o assunto em entrevista ao À Deriva Podcast, com falas transcritas pelo Whiplash.Net. Segundo ele, Chorão passou a agir de forma diferente já a partir do segundo álbum da banda, "Preço Curto... Prazo Longo" (1999).

"Eu ficava maravilhado com o sucesso e com a realização dele, porque de repente, do nada, eles começaram a ganhar dinheiro - o Chorão mais ainda. Só que teve uma coisa ruim nisso: a partir do momento que eles começaram a ganhar dinheiro, e que o Chorão começou a ganhar dinheiro, ele deu uma transformada legal", afirmou, conforme transcrito pelo Whiplash.Net.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O que, exatamente, mudou em Chorão? Patolla explica: "Ele parou de ser aquele cara mais calmo - que, de repente, te ouvia e que agradecia ao fazer alguma coisa - para ser um cara mais intransigente, com dinheiro na mão, sabe?". Por outro lado, ele deixa claro que o cantor "ainda era o Chorão que todos conheciam".

"Corrompido pelo sistema"

Especificamente no período do álbum "Preço Curto... Prazo Longo", que apresentou músicas como "Zóio de Lula" e "Te Levar", o frontman do Charlie Brown Jr "já estava meio doidão", de acordo com Tadeu Patolla. "No segundo disco, o Chorão já estava meio doidão, já tinha ganhado dinheiro, podia fazer o que queria. Saía com aqueles bolos de dinheiro. Vida de rockstar", disse.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O comportamento do vocalista passou a ser de alguém que foi "corrompido pelo sistema", na visão do produtor. "O Chorão foi corrompido pelo sistema, pela indústria. Começou a ver aquilo e ficar: 'isso aqui é meu, aquilo é meu, quero tudo, não sei o que', sabe? Ficava aquela aquela tensão", declarou.

Nessa época, relembra Tadeu, houve uma briga entre Chorão e o também produtor Rick Bonadio, que estava atuando como empresário da banda. "Eles tiveram uma briga muito feia, porque o Rick era muito centralizador e quando a coisa não está do jeito que ele gosta, já faz cara feia. Chorão começou a desafiá-lo e eles brigaram. Era uma discussão musical e também pessoal", afirmou.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Assim, ocorreu uma mudança no time de produção do Charlie Brown Jr. Enquanto os dois primeiros álbuns foram gravados por Rick Bonadio e Tadeu Patolla, o terceiro disco, "Nadando com os Tubarões" (2000), teve seu processo conduzido somente por Patolla. Brigas entre os músicos também começaram a rolar nesse período.

"Eles já tinham muito dinheiro, então a pré-produção do 'Nadando com os Tubarões' foi feita no Guarujá, em uma casa que eles alugaram. Montaram um estúdio, eu ia todo dia. Depois dessa pré-produção, teve muita briga entre eles, por causa da intransigência do Chorão e da falta de entendimento de alguns integrantes de que o Chorão era o cara, o frontman, ele dava a letra e resolvia. Era sobre tudo: sobre música, coisas pessoais... foi uma época muito difícil", afirmou.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Dificuldade em estúdio

Em 2000, após a pré-produção no Guarujá, o Charlie Brown Jr entrou em estúdio para gravar "Nadando com os Tubarões". Tadeu Patolla destaca que, especialmente por conta de Chorão, o álbum foi produzido "em uma situação muito louca".

"O Chorão estava completamente louco, completamente fora da casinha. [...] Fiz esse disco no meio de uma situação muito louca. Era o dia inteiro essa galera dentro do estúdio. Cheio de gente. Só gente do rap. [...] Os caras não faziam tanta baderna, mas o Chorão estava muito louco. Tinha dia que ele não ia ao estúdio. Já estava com o jogo ganho. E a EMI pagando tudo", declarou.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Ele completou: "Tinha dia que simplesmente não tinha gravação. Ele não ia. Marcava com um cara de fazer a voz, ou alguma coisa, mas não ia. Ficava aquele estúdio vazio o dia inteiro, sendo cobrado por hora - sei lá, R$ 200 por hora -, sem produtividade. Foi muito difícil".

Apesar de ter sido "corrompido pelo sistema", nas palavras de Tadeu Patolla, Chorão continuou afiado em termos artísticos. A música "Rubão (O Dono do Mundo)", inclusive, nasceu da visão que o próprio vocalista tinha da indústria musical.

"Chorão escolheu 'Rubão' para ser a primeira do disco. Rubão era, na cabeça dele, o presidente da gravadora. Era o Aloísio Reis. No clipe, eles pegam um cara de limusine, de cabelo branco, igual ao Aloísio, para ilustrar o que ele chamava de 'nadar com os tubarões'. Ele já estava sacando que a galera só queria sugar ele. Essa foi uma das revoltas dele", comentou.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O trecho da entrevista em que Patolla fala sobre o assunto pode ser assistido a seguir.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O vídeo completo do bate-papo pode ser visto abaixo.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp


publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Rick Bonadio conta por que considera primeiro disco do Charlie Brown Jr o melhor da banda

Rick Bonadio quase tretou com Chorão por conta de microfone

O disco do Charlie Brown Jr que Rick Bonadio considera "uma b*sta"

Rock in Rio 2022: primeiro show de pagode da história do evento homenageia Chorão

Charlie Brown Jr: setlist, fotos e vídeos de show da tour de 30 anos em São Paulo

O dia que Chorão comprou treta de Di Ferrero e acabou piorando a situação

Primeiro encontro entre Chorão e Di Ferrero foi tenso, mas acabou bem

Mano Brown relembra encontro com Chorão; "Ele era um cara intenso"

CBJR: biógrafo de Champignon fala sobre crowdfunding do livro

Quando Fiuk achou que iria apanhar do Chorão, do Charlie Brown Jr.

Charlie Brown Jr: Apresentador maranhense continua confudindo tudo

Charlie Brown Jr: Filho de Chorão conta sobre treta com Marcelo Camelo

Charlie Brown Jr: quando Chorão ameaçou repórter da Bizz de morte por nota positiva

Gibson: os 50 melhores covers da história do rock

Nirvana: Dave Grohl comenta sobre o funeral de Kurt Cobain


Sobre Igor Miranda

Jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU), com pós-graduação em Jornalismo Digital pela Universidade Estácio de Sá. Começou a escrever sobre música em 2007 e, algum tempo depois, foi cofundador do site Van do Halen. Colabora com o Whiplash.Net desde 2010. Atualmente, é editor-chefe da Petaxxon Comunicação, que gerencia o portal Cifras, Ei Nerd e outros. Mantém um site próprio 100% dedicado à música. Nas redes: @igormirandasite no Twitter, Instagram e Facebook.

Mais matérias de Igor Miranda.