Celtachor: som do grupo é focado no Folk/Black Metal

Resenha - Nine Waves from the Shore - Celtachor

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Vitor Franceschini
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Este grupo irlandês foi formado em 2007, na capital Dublin, e é composto por Stephen Roche (vocal/flauta), David Quinn (guitarra), Anaïs Chareyre (bateria), Fionn Staffort (guitarra/flauta) e Oliver Deegan (baixo). Antes deste debut, soltaram duas demos, sendo elas "Signs of War" (2008) e "In the Halls of Our Ancient Fathers" (2010).
5000 acessosSeparados no nascimento: Bruce Dickinson e Leopoldo Pacheco5000 acessosOs dez maiores picaretas da música internacional

O som do grupo é focado no Folk/Black Metal, mas se engana quem pensa que a música aqui contida é repleta de passagens acústicas e é incrementada por instrumentos como acordeom, banjo e afins. O som da banda é pesado, agressivo e chega a possuir até elementos do Death Metal, tudo com leves toques de Folk (como inclusão de algumas flautas) e poucas passagens mais brandas.

As letras abordam a temática celta, mitologia irlandesa, dentre outras histórias do gênero. As maiores referências seriam Skyforge e Suidakra, sendo que a banda prima mais pelo peso e melodia na dose certa. Os riffs são cortantes, com uma cozinha bem coesa e vocais rasgados bem agressivos.

A maioria das composições possuem aquela aura épica, soando como se fosse uma marcha para uma batalha medieval. Há até um pouco de influência de At The Gates, o que pode ser sentido de cara na faixa de abertura The Landing of Amergin. Outros destaques são The Kingship of Bodb Dearg (essa sim mais Folk) e a pesada Conn of the Hundred Battles.

São quase 50 minutos distribuídos em 7 composições, ou seja, as faixas são longas, mas não cansam o ouvinte. O único problema é a semelhança entre as músicas que fica latente após algumas duas, três audições. No mais, o Celtachor é mais uma banda que tenta fazer Metal extremo com pitadas de Folk e não o contrário.

http://www.celtachor.com
http://celtachor.bandcamp.com/
http://www.myspace.com/celtachor
http://www.reverbnation.com/celtachor
http://twitter.com/celtachor
http://www.youtube.com/Celtachor

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Celtachor"

Separados no nascimentoSeparados no nascimento
Bruce Dickinson e Leopoldo Pacheco

HumorHumor
Os dez maiores picaretas da música internacional

Frances BeanFrances Bean
Filha de Kurt Cobain assustada com tatuagem de fã

5000 acessosSarcófago: Wagner fala da banda, radicalismo, Ghost e muito mais5000 acessosA História Impopular dos Rolling Stones - Livro 1 - Brian Jones5000 acessosContra-baixo: as melhores introduções do Heavy Metal5000 acessosMacarrão Black Metal: alimento de todo headbanger from hell5000 acessosRegis Tadeu: Los Hermanos fez um tremendo mal ao rock brasileiro5000 acessosMosh Pits: você sabe como eles começaram?

Sobre Vitor Franceschini

Jornalista graduado tem como principal base escrever sobre Rock e Metal, sua grande paixão. Ex-editor do finado Goredeath Zine, atual comandante do blog Arte Metal, além de colaborador de diversos veículos do underground.

Mais matérias de Vitor Franceschini no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online