Serenity In Murder: Japoneses em fúria

Resenha - First Frisson Of The World - Serenity In Murder

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Pedro Humangous
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


SERENITY IN MURDER é o nome de uma música do SLAYER, lançada em um EP na década de 90. No entanto, ao ouvir o som dessa banda japonesa, percebemos que a homenagem para por aí.
5000 acessosArnaldo Jr: Colecionador de ítens relacionados ao Metallica5000 acessosMetallica: a evolução de James Hetfield ao longo dos anos

O som praticado por Emi (vocais), Freddy (guitarras), Ryuji (guitarras), Takumi (baixo), Shuntaro (sintetizadores) e Shohei (bateria), é bastante influenciado por CHILDREN OF BODOM e ARCH ENEMY, ou seja, um Death Metal Melódico repleto de riffs nervosos e camadas de teclado por toda parte. A vocalista Emi faz um grande trabalho nas linhas vocais e encaixa perfeitamente as letras – cantadas em inglês – ao instrumental. Falando nele, que incrível toda a composição desse álbum. A timbragem está perfeita, riffs viciantes e solos estonteantes. Logo na primeira faixa notamos certa influência de IN FLAMES, principalmente na estrutura da música. Para quem já gosta das bandas citadas acima, não será difícil assimilar o som proposto por esses japoneses. Aliás, a cada audição, o disco fica melhor! Destaque para “Defenders Of The Faith”, com seu clima soturno e um solo belíssimo. A arte da capa, apesar de simples, destaca o incrível logotipo da banda. A terra do sol nascente sempre admirou veementemente as bandas do ocidente. Chegou a vez de mostrarem ao mundo que também sabem fazer Metal de qualidade! Serenity In Murder é a prova disso! Estamos diante de um excelente álbum e que, definitivamente, merece sua atenção!

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Serenity In Murder"

Collectors RoomCollectors Room
Coleção de Metallica com 16 versões apenas do "Ride"

MetallicaMetallica
A evolução de James Hetfield ao longo dos anos

Hard RockHard Rock
As bandas do gênero que ficaram para trás

5000 acessosSeparados no nascimento: James Hetfield e o Leão Valente5000 acessosAs regras do Viking Metal5000 acessosRhythm: os bateristas mais influentes de todos os tempos4892 acessosMegadeth: fundindo a arrogância de Mustaine em Vic Rattlehead5000 acessosEsquisitices: algumas exigências bizarras para shows5000 acessosJohnny Depp: nunca mais deve beber em noitadas com Keith Richards

Sobre Pedro Humangous

Pedro Humangous, 28 anos, publicitário headbanger. Dono e editor chefe da revista Hell Divine. Santista apaixonado por música e uma boa cerveja. Atualmente reside em Brasília e não poupa esforços para fazer o metal se fortalecer no país. Já colaborou com as revistas portuguesas Versus e Horns Up, além da coluna “Rolo Compressor” na rádio Nucleo Base. Colecionador de CD´s, DVD´s, Livros e Action Figures, concentra suas forças no metal extremo, sem deixar de lado os demais estilos. Fanático por Opeth, Iron Maiden, Trivium, Kreator, Dream Theater, Baroness, Suicide Silence, entre tantas outras. Siga: @PedroHumangous

Mais matérias de Pedro Humangous no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online