Resenha - Encontro Aéreo - Encontro Aéreo

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Sílvio Costa
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 6


O som do Encontro Aéreo é bem típico das bandas que povoam as rádios e a MTV hoje em dia. As letras são marcadas pela presença de forte conteúdo religioso e a banda faz questão de deixar isso bem claro. Não é pregação barata. É até bem sacado. O problema mesmo é o som que não ajuda muito na hora de passar a mensagem, embora a banda tenha bons músicos e um vocalista acima da média, levando-se em conta o estilo escolhido. Antes de partir para a fritação pura e simples, devo dizer que a banda é muito agradável de se ouvir, mas que tem como principal defeito ter optado por um pop/rock saturado, típico daquelas bandinhas que pipocam por aí e que não fazem nada de interessante. O Encontro Aéreo tem potencial para fazer coisa muito melhor que isso.

Fotos de Infância: Lemmy Kilmister, do MotorheadGlen Benton e Euronymous: a verdade sobre o encontro

A demo começa empolgante. "Século XXI" é uma das melhores músicas que eu já ouvi vinda de uma banda iniciante. O problema é quando o negócio descamba para a pieguice tão típica das bandas ditas alternativas. Quem se lembra das baladinhas do Alice in Chains sabe bem do que estou falando. É o que acontece em "Decidido Estou". "Entre Darwin e a Razão" é outra que ficou problemática. Sem levar em conta a letra (você não é obrigado a concordar com a banda para ouví-la), essa música acabou sendo prejudicada pela mixagem ruim e pelo fato de o batera "atravessar" na música, especialmente no refrão.

De resto, sobram boas idéias que se perdem no meio da indecisão do estilo. Além disso, o fato de a banda ter mostrado tão pouco (são apenas três faixas) não permitem uma opinião mais bem elaborada. Destaque para a apresentação do material de divulgação, que demonstra que não há necessidade de se gastar muito para se fazer um trabalho bem feito. A banda precisa de estrada e precisa polir um pouco o som.

CONTATO:
Internet: sergioverine@bol.com.br
http://www.tramavirtual.com.br/artista/encontro_aereo




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Encontro Aéreo"


Fotos de Infância: Lemmy Kilmister, do MotorheadFotos de Infância
Lemmy Kilmister, do Motorhead

Glen Benton e Euronymous: a verdade sobre o encontroGlen Benton e Euronymous
A verdade sobre o encontro

Vícios: As 10 melhores músicas sobre drogasVícios
As 10 melhores músicas sobre drogas

Deep Purple: o riff de Smoke on the Water foi criado por Tom Jobim?Deep Purple
O riff de "Smoke on the Water" foi criado por Tom Jobim?

Rockstars: as filhas mais lindas dos astros do rockRockstars
As filhas mais lindas dos astros do rock

John Lennon: ele não foi um bom pai, diz filhoJohn Lennon
"ele não foi um bom pai", diz filho

Malmsteen: Slash, Vai, Satriani e Wylde falam do guitarristaMalmsteen
Slash, Vai, Satriani e Wylde falam do guitarrista


Sobre Sílvio Costa

Formado em Direito e tentando novos caminhos agora no curso de História, Sílvio Costa é fanzineiro desde 1994. Começou a colaborar com o Whiplash postando reviews como usuário, mas com o tempo foi tomando gosto por escrever e espera um dia aprender como se faz isso. Já colaborou com algumas revistas e sites especializados em rock e heavy metal, mas tem o Whiplash no coração (sem demagogia, mas quem sabe assim o JPA me manda mais promos...). Amante de heavy metal há 15 anos, gosta de ser qualificado como eclético, mesmo que isto signifique ter que ouvir um pouco de Poison para diminuir o zumbido no ouvido depois de altas doses de metal extremo.

Mais matérias de Sílvio Costa no Whiplash.Net.