A Fotografia de Jørgen Angel

WHIPLASH.NET - Rock e Heavy Metal!

A Fotografia de Jørgen Angel


  | Comentários:

O dinamarquês Jørgen Angel (nascido em 1951, em Copenhagen) trabalhou como fotógrafo profissional no cenário musical desde sua adolescência, no final dos anos 60, até o início dos anos 80. Forneceu fotos pelo mundo afora para inúmeros livros e revistas, capas e encartes de discos. Iniciou seu trabalho com rock'n'roll, uma paixão tanto pessoal quanto profissional, e seguiu fotografando principalmente na Escandinávia, no Reino Unido e nos Estados Unidos ­ em shows, recepções para imprensa, sessões exclusivas, ou viajando com as bandas.

AC/DC: Bon Scott e Angus Young

A arte de Jørgen teve sua grande força na estreita relação que ele desenvolveu com os objetos de sua fotografia. Ele costumava executar o seu trabalho nas mais diversas situações: em obscuros shows de strip-tease com Alice Cooper, nas residências particulares de membros de bandas como The Who, Roxy Music, Pretty Things e Uriah Heep, ou ir com Arthur Brown e trupe ao interior da Inglaterra, para então obter suas tão apreciadas fotografias. Dessa forma, ele viajou por todo o mundo e conheceu e fotografou muitos dos grandes artistas e grupos dos anos 70 – Jimi Hendrix, Cream, Genesis, Deep Purple, Rainbow, Pink Floyd, Hawkwind, The Nice, ELP, Colosseum, T-Rex, The Yardbirds, Ten Years After e Led Zeppelin, para citar apenas alguns. Sua coleção inclui mais de 50.000 fotos (!!!), tiradas no decorrer de um período superior a 15 anos.

O Black Sabbath original: Geezer Butler, Tony Iommi, Ozzy Osbourne e Bill Ward

O seu talento, combinado com a uma maior acessibilidade aos artistas naqueles tempos remotos da história do rock, permitiam que ele os capturasse em situações inóspitas ou ao menos mais “relaxadas”: no backstage, durante um soundcheck, em gravações para um álbum, dentro de um ônibus ou avião durante uma turnê, assim como em suas casas particulares. “Naqueles tempos”, diz Jørgen, “eu podia simplesmente entrar andando no camarim do Cream – sim, estrelas como Jack Bruce, Ginger Baker e Eric Clapton – e dizer ‘Oi, posso tirar uma foto?’ e eles iriam dizer ‘claro’, e eu acabaria tirando uma ou duas ou três fotos sem problemas (os negativos estão perdidos hoje em dia, infelizmente!). O que ocorria é que a maioria das pessoas respeitava as demais. As estrelas respeitavam os fotógrafos porque sabiam que cada parte estava fazendo o seu trabalho, a as estrelas não poderiam sobreviver sem a imprensa e vice-versa. Logo, havia um respeito mútuo”.

Jørgen foi durante um bom tempo o fotógrafo oficial do Gladsaxe Teen Club, uma casa de shows no subúrbio de Copenhagen que acabou sendo o local de lançamento de uma série de grupos que acabaram se tornando bastante famosos depois. O clube publicava sua própria revista uma vez por mês, apresentando artigos sobre as bandas que haviam se apresentado lá, assim como anunciando shows futuros. Além das fotos promocionais fornecidas pelos grupos e seus managers, regularmente as tiradas por Jørgen eram também incluídas. “Na realidade eu não me recordo se fui pago por elas”, ele tenta se lembrar. “Talvez eu tenha conseguido pelo menos ter minhas despesas cobertas. Mas eu podia andar por qualquer lugar dentro do clube e tirar fotos, logo quando um grupo como o Led Zeppelin estava tocando - como se pode ver por algumas de minhas fotos – eu estava de pé ao lado do palco ou no meio do público, sempre com minha câmera pronta”.

Jimmy Page (Led Zeppelin)

A inocência daqueles dias não durou muito, obviamente, e foi a “evolução” do rock de um movimento underground para um negócio multimilionário do entretenimento que eventualmente afastou Jørgen dele. “No início dos anos 80 se tornou uma dificuldade ser um fotógrafo neste ramo”, ele diz. “Você tem que assinar todos tipos de contratos mais ou menos dizendo que você nunca irá publicar alguma foto tirada. Os managers (e até certo ponto as bandas também) ficavam histéricos, uma situação triste de se assistir”, complementa. “Um dos últimos concertos do qual participei como fotógrafo foi um da Electric Light Orchestra (ELO) no início da década de 80. Os produtores disseram que permitiriam apenas 3 fotógrafos no palco, e que eles poderiam tirar fotos somente durante a primeira música. Eu deveria fornecer para duas revistas competidoras sete super-fotos individuais. E todos esses 14 ‘hits’ deveriam ser tirados somente durante a primeira música! Me foi também dito que se eu tentasse tirar fotos depois do período estipulado, todo o meu equipamento seria confiscado”. Embora Jørgen tenha continuado tirando fotos pela década seguinte, sua desilusão foi crescendo progressivamente até um ponto onde, no início dos anos 80, ele abandonou o ramo inteiramente.

De qualquer forma, não é muito difícil de se encontrar fotos de Jørgen Angel em várias publicações especializadas até hoje, além de discos e livros de bandas específicas. Algumas das mais aclamadas revistas européias e norte-americanas de rock têm incluído várias de suas fotos para ilustrar artigos: Classic Rock, MOJO, Goldmine, Record Collector, e muitas outras. Séries cultuadas de camisas de rock, fabricadas pela empresa DJTees ( http://www.djtees.com ), incluem estampas com suas fotos. Até mesmo empresas de telefonia celular européias vendem downloads de fotos de Jørgen.

Além disso tudo, graças à Internet as incríveis fotos de Jørgen Angel podem ser admiradas (e adquiridas) através do seu website: http://www.angel.dk .

Mais alguns exemplos de fotos, gentilmente cedidas por Jørgen para ilustrarem este artigo:

Alice Cooper
Crazy World of Arthur Brown
Crazy World of Arthur Brown
Colosseum (Tony Reeves, Jon Hiseman, Clem Clempson e Dick Heckstall-Smith)
David Bowie
Deep Purple Mark II: Glover, Gillan, Lord, Paice & Blackmore
Frank Zappa
Peter Gabriel e Phil Collins – o Genesis em sua fase clássica
Ginger Baker
Lemmy nos tempos de Hawkwind (antes de sair e fundar o Motörhead)
Ian Anderson, líder do Jethro Tull
Jethro Tull ao vivo
Jack Bruce em seus tempos de West, Bruce & Laing (pós-Cream)
Jimi Hendrix
John Entwistle (The Who)
Keith Emerson (ELP), o mago do Hammond
Pete Townshend (The Who)
Queen: John Deacon, Roger Taylor, Freddie Mercury e Brian May
Freddie Mercury ao vivo
O Queen antes de uma coletiva de imprensa
Ritchie Blackmore
Gary Moore em seus tempos de Skid Row (nada a ver com Sebastian Bach & Cia!)
Thin Lizzy: Brian Robertson, Scott Gorham e Phil Lynott
Uriah Heep clássico: Ken Hensley e David Byron
Uriah Heep
Paul Macartney & Wings
Paul Macartney
Jimmy Page nos seus tempos de Yardbirds, pré-Led Zeppelin

Criado em 1996, Whiplash.Net é o mais completo site sobre Rock e Heavy Metal em português. Em março de 2013 o site teve 1.258.407 visitantes, 2.988.224 visitas e 8.590.108 pageviews. Redatores, bandas e promotores podem colaborar pelo link ENVIAR MATERIAL no topo do site.

Esta é uma matéria antiga do Whiplash.Net. Por que destacamos matérias antigas?


  | Comentários:

Todas as matérias da seção Musical Box

Os comentários são postados usando scripts do FACEBOOK e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Pense antes de escrever; os outros usuários e colaboradores merecem respeito;
Não seja agressivo, não provoque e não responda provocações com outras provocações;
Seja gentil ao apontar erros e seja útil usando o link de ENVIO DE CORREÇÕES;
Lembre-se de também elogiar quando encontrar bom conteúdo. :-)

Trolls, chatos de qualquer tipo e usuários que quebram estas regras podem ser banidos sem aviso. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Sobre Rodrigo Werneck

Carioca nascido em 1969, engenheiro por formação e empresário do ramo musical por opção, sendo sócio da D’Alegria Custom Made (www.dalegria.com). Foi co-editor da extinta revista Musical Box e atualmente é co-editor do site Just About Music (JAM), além de colaborar eventualmente com as revistas Rock Brigade e Poeira Zine (Brasil), Times! (Alemanha) e InRock (Rússia), além dos sites Whiplash! e Rock Progressivo Brasil (RPB). Webmaster dos sites oficiais do Uriah Heep e Ken Hensley, o que lhe garante um bocado de trabalho sem remuneração, mais a possibilidade de receber alguns CDs por mês e a certeza de receber toneladas de e-mails por dia.

Mais matérias de Rodrigo Werneck no Whiplash.Net.

Link que não funciona para email (ignore)

QUEM SOMOS | ANUNCIAR | ENVIAR MATERIAL | FALE CONOSCO

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em março: 1.258.407 visitantes, 2.988.224 visitas, 8.590.108 pageviews.


Principal

Resenhas

Seções e Colunas

Temas

Bandas mais acessadas

NOME
1Iron Maiden
2Guns N' Roses
3Metallica
4Black Sabbath
5Megadeth
6Ozzy Osbourne
7Kiss
8Led Zeppelin
9Slayer
10AC/DC
11Angra
12Sepultura
13Dream Theater
14Judas Priest
15Van Halen

Lista completa de bandas e artistas mais acessados na história do site

Matérias mais lidas