Resenha - St. Anger - Metallica

WHIPLASH.NET - Rock e Heavy Metal!

Resenha - St. Anger - Metallica


  | Comentários:

Nota: 6

O texto representa a opinião do autor, não do Whiplash.Net ou de seus editores.

Imagem
O que “St. Anger” tem de instigante, inusitado e importante – mais à frente veremos o porque -, possui também de mal produzido, pensado e trabalhado. Um álbum que contém vários aspectos que poderiam marcar a redenção do Metallica, mas que foi enlameado pela maneira “nas coxas” como foram realizadas as gravações e toda a produção.

Vamos ao que há de interessante primeiro. Não é verdade que eles voltaram a tocar metal. Contudo, é fato, soa mais pesado que em discos ignóbeis precedentes. Talvez o estilo aquiescido pela banda seja um rock alternativo de certo peso, e isso tem lá sua importância. Mesmo não sendo essencialmente parte de uma vertente, leva o ‘tal’ “heavy” para as rádios, televisões, e cai no gosto do público. Em suma, consegue divulgar um movimento do qual deixou de fazer parte há tempos, a não ser pelo “metal” no princípio de seu nome.

Os músicos seguem bons e agora têm uma adesão popular maior. Não é porque riffs como os de “Frantic” ou “Invisible Kid” são dez vezes mais simples que qualquer coisa feita pelo conjunto nos anos oitenta, que deixa de ter lá seu valor. A faixa título, por exemplo, tem passagens muito boas, compassos bem divididos, em variáveis interessantes, diferentemente daquilo que esperávamos do medíocre Metallica que ‘carregou’ e ‘recarregou’ o saco de todos em meados da década de noventa. O que falar então de “Some Kind Of Monster” e o único solo de guitarra do disco? Algo totalmente fora das perspectivas de qualquer ouvinte. Um experimento de quem tem bagagem para se enveredar por caminhos diferentes.

O problema é que nada disso é exaltado. A mídia e os próprios membros e apêndices (leia-se Bob Rock) do grupo insistem em falar bobagens como: “queríamos soar crus, sinceros”, “o objetivo era pegar a agressividade, o momento”. Para isso é necessário ser porcalhão? Nevermore e Anthrax podem provar com vários CDs e shows e responder por mim: NÃO. O próprio Metallica já deu aula nesta matéria. “... And Justice For All” é um belo exemplo.

“St. Anger” seria um disco realmente nota dez...

- Se Bob Rock não existisse.

- Se Robert Trujillo (realmente um grande baixista, “sumkinda monster”) tivesse gravado o baixo para o álbum.

- Se houvessem pelo menos alguns solos de guitarra, o que, de sabedoria geral, chegou a ser um intento da banda, mas logo limado por “Bobo Rock”.

- Se as músicas não durassem sempre dois minutos e meio mais do que deveriam.

- Se Lars Ulrich não estivesse tão influenciado pelo rock brasileiro e a língua portuguesa e não resolvesse levar tão a sério a expressão “Vamo Batê Lata” dos Paralamas do Sucesso.

Lançado pela Universal Music – 2003

Site Oficial – http://www.metallica.com

Formação:
James Hetfield (Vocais - Guitarra)
Kirk Hammett (Guitarra)
Roberto Trujillo (Baixo)
Lars Ulrich (Bateria)

Criado em 1996, Whiplash.Net é o mais completo site sobre Rock e Heavy Metal em português. Em março de 2013 o site teve 1.258.407 visitantes, 2.988.224 visitas e 8.590.108 pageviews. Redatores, bandas e promotores podem colaborar pelo link ENVIAR MATERIAL no topo do site.

Outras resenhas de St. Anger - Metallica

Metallica: Senso admirável de chutar a porta da opinião
Metallica: O disco que serviu de base para o Death Magnetic
Resenha - St. Anger - Metallica
Resenha - St. Anger - Metallica
Tradução - St. Anger - Metallica


  | Comentários:

Todas as matérias da seção Resenhas de CDs
Todas as matérias sobre "Metallica"

Metallica: confira "One" e "Orion" na Argentina
Faixas Instrumentais: VH1 elege as 20 melhores do Hard e Metal
Homenagens: Canções inspiradas em músicos falecidos
Falsificação: polícia inglesa apreende camisetas falsas
Dio: Tributo faz jus à sua importância para a música pesada
Dedo x Palheta: Jason Newsted joga gasolina na fogueira do debate
Metallica: Vídeo oficial de "One" e "Orion" em Buenos Aires
Metallica: as mil expressões faciais de Lars Ulrich
Metallica: "Sempre seremos criativos", diz Kirk
Metallica: monstro de Jump In The Fire em edição limitada
Guitar World: 11 Álbuns Essenciais do Thrash Metal
Metallica: saiba quanto a banda faturou na América do Sul
Metallica: Confira "The Unforgiven" e "And Justice" na Argentina
Kiss: Paul Stanley continua questionando o Rock Hall Of Fame
Morbid Angel e Metallica: bandas em novo quadro do Arte Extrema

Os comentários são postados usando scripts do FACEBOOK e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Pense antes de escrever; os outros usuários e colaboradores merecem respeito;
Não seja agressivo, não provoque e não responda provocações com outras provocações;
Seja gentil ao apontar erros e seja útil usando o link de ENVIO DE CORREÇÕES;
Lembre-se de também elogiar quando encontrar bom conteúdo. :-)

Trolls, chatos de qualquer tipo e usuários que quebram estas regras podem ser banidos sem aviso. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Sobre Thiago Sarkis

Thiago Sarkis: Colaborador do Whiplash!, iniciou sua trajetória no Rock ainda novo, convivendo com a explosão da cena nacional. Partiu então para Van Halen, Metallica, Dire Straits, Megadeth. Começou a redigir no próprio Whiplash! e tornou-se, posteriormente, correspondente internacional das revistas RSJ (Índia - foto ao lado), Popular 1 (Espanha), Spark (República Tcheca), PainKiller (China), Rock Hard (Grécia), Rock Express (ex-Iugoslávia), entre outras. Teve seus textos veiculados em 35 países e, no Brasil, escreveu para Comando Rock, Disconnected, [] Zero, Roadie Crew, Valhalla.

Mais matérias de Thiago Sarkis no Whiplash.Net.

Link que não funciona para email (ignore)

QUEM SOMOS | ANUNCIAR | ENVIAR MATERIAL | FALE CONOSCO

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em março: 1.258.407 visitantes, 2.988.224 visitas, 8.590.108 pageviews.


Principal

Resenhas

Seções e Colunas

Temas

Bandas mais acessadas

NOME
1Iron Maiden
2Guns N' Roses
3Metallica
4Black Sabbath
5Megadeth
6Ozzy Osbourne
7Kiss
8Led Zeppelin
9Slayer
10AC/DC
11Angra
12Sepultura
13Dream Theater
14Judas Priest
15Van Halen

Lista completa de bandas e artistas mais acessados na história do site

Matérias mais lidas