Festivais: A História Contada Desde Os Primórdios - Anos 80

WHIPLASH.NET - Rock e Heavy Metal!

Festivais: A História Contada Desde Os Primórdios - Anos 80

Por Leandro Da Silva Rico | Fonte: Sites Oficiais e Wikipedia.

  | Comentários:

Imagem
Os anos 80:

Um dos momentos mais prolíficos na história dos festivais certamente foi o período compreendido entre os anos da década de 80, quando as bandas que nasceram nas décadas passadas já haviam se tornado clássicas e cultivado um público que passava suas preferências musicais para seus filhos e netos. Essa "nova" juventude cresceu aprendendo a admirar as bandas que seus pais ouviam e estavam ávidos por shows e festivais que reunissem tanto essas bandas clássicas quanto as novas bandas que surgiram nessa década, influenciadas (ou não) por suas antecessoras. Essa combinação entre o antigo e o novo era a mistura perfeita para os grandes e maravilhosos festivais que surgiram aos montes e ajudaram a escrever uma página importantíssima da história.

US FESTIVAL :

Foi o primeiro grande festival americano desde o CALIFORNIA JAM 2, em 78. Idealizado e realizado por Steve Wosniak (co-fundador da Apple Computer Inc. ao lado do falecido Steve Jobs) para ser o "Woodstock Do Oeste", o US FESTIVAL foi um grandioso festival com 2 edições realizado no início dos anos 80, em 82 e 83.

Wosniak pagou do próprio bolso a terra-planagem do terreno, assim como a construção de uma nova estrutura a céu aberto para a realização do festival. A estrutura incluía um moderníssimo palco de última geração, que depois seria realocado e usado em várias funções no parque temático Disneylândia, na Califórnia. O local escolhido ficava no Glen Helen Regional Park (local onde mais tarde seria construído o Blockbuster Pavillion, hoje San Manuel Amphitheater, o maior anfiteatro à céu aberto dos Estados Unidos), um imenso parque e complexo esportivo de 1340 acres (que oferece todo tipo de atividades recreacionais) próximo a Devore, em San Bernardino, na Califórnia.

Foi um verdadeiro acontecimento musical que misturou vários eventos culturais paralelos, workshops e palestras sobre novas tecnologias, além de exposições de modernos (à época) computadores e novos dispositivos musicais eletrônicos, tudo em tendas climatizadas com modernos painéis. Toda essa "feira tecnológica", que contou ainda com uma grande variedade de jogos de computador (cortesia da Apple), fliperamas (arcade games, que eram a grande "febre" da época), e os novos e modernos jogos de videogame do Atari, foi batizada de "Exposição Tecnológica US Festival".

Havia também grandes esguichos d'água, conhecidos como "Outdoor Rain" (chuva externa), que simulavam chuvas para refrescar o público num calor implacável que chegava a 42 graus.

Apesar do sucesso de público os dois festivais foram fracassos comerciais e estima-se que Wosniak tenha perdido cerca de 20 milhões de dólares nessa empreitada. Porém, como ele mesmo dizia na época, dinheiro não era problema. O festival foi também patrocinado pelas Forças Armadas, umas vez que ocorreu em feriados nacionais e patrióticos.

A primeira edição ocorreu no fim de semana do feriado do Dia do Trabalho norte-americano (o "Labor Day"), nos dias 3, 4 e 5 de setembro de 1982, e registrou um prejuízo financeiro de 12 milhões de dólares. Cerca de 425 mil pessoas formaram o público total presente no primeiro festival, sendo mais de 200 mil apenas no sábado.

O festival recebeu a legenda "Three Days Of Peace And Music... And Technology" ("Três Dias De Paz E Música...E Tecnologia") e teve um caráter mais "anos 70" que sua segunda edição, que priorizou mais as bandas "oitentistas". Mesmo assim teve momentos grandiosos com os seguintes shows :

GANG OF FOUR, RAMONES, THE ENGLISH BEAT, OINGO BOINGO, B-52's, TALKING HEADS, e o THE POLICE fechando (sexta dia 3).

THE JOE SHARINO BAND (banda que tocou no casamento de Wosniak), DAVE EDMUNDS, EDDIE MONEY, SANTANA, THE CARS, THE KINKS, PAT BENATAR e TOM PETTY & THE HEARTBREAKERS encabeçando (sábado dia 4).

Já no domingo o festival foi encerrado com o rock clássico das bandas GRATEFUL DEAD (com seu show conhecido como "Breakfast With The Dead", "Café Da Manhã Com Os Mortos" em português), JERRY JEFF WALKER, JIMMY BUFFETT, JACKSON BROWNE e FLEETWOOD MAC, fechando em grande estilo (domingo dia 4).

No ano seguinte o festival aconteceu no fim de semana do feriado patriótico do "Memorial Day" (que homenageia soldados que perderam suas vidas em batalha), nos dias 28, 29 e 30 de maio de 1983, mais o sábado seguinte, dia 3 de junho, que ficou conhecido como o "Dia do Country" ("Country Day"). O canal Showtime gravou o festival e apresentou uma versão editada de 90 minutos de cada um dos dias, sendo muito famoso o vídeo do "Dia Do Heavy Metal" ("Heavy Metal Day").

Cerca de 670 mil pessoas compareceram nos 4 dias de festival (estando registrado até hoje no Guinnes Book como "A Maior Platéia De Um Festival De Rock"), sendo 375 mil apenas no "Dia Do Heavy Metal", como foi chamado o domingo. VINCE NEIL (vocalista do MÖTLEY CRÜE) chegou a dizer que esse foi o dia em que o New Wave morreu e o Rock 'n' Roll tomou seu lugar, numa alusão ao "Dia Do New Wave" ("New Wave Day"), na noite anterior. Foi o recorde absoluto na história americana de um dia apenas de festival.

Na grandiosa segunda edição do US FESTIVAL tivemos os seguintes shows :

DIVINYLS, INXS, WALL OF VOODOO, OINGO BOINGO, THE ENGLISH BEAT, MISSING PERSONS, A FLOCK OF SEAGULLS, STRAY CATS, MEN AT WORK e THE CLASH, na última apresentação de MICK JONES com a banda (sábado / "New Wave Day").

QUIET RIOT, MÖTLEY CRÜE, OZZY OSBOURNE, JUDAS PRIEST, TRIUMPH, SCORPIONS e VAN HALEN (domingo / "Heavy Metal Day").

LOS LOBOS (num palco secundário), LITTLE STEVEN & THE DISCIPLES OF SOUL, BERLIN, QUARTERFLASH, U2, MISSING PERSONS, THE PRETENDERS, JOE WALSH (guitarrista do EAGLES), STEVIE NICKS (cantora do grupo FLEETWOOD MAC) e DAVID BOWIE (segunda / "Rock Day").

Já na semana seguinte o encerramento com THRASHER BROTHERS, RICKY SKAGGS, HANK WILLIAMS JR., EMMYLOU HARRIS & THE HOT BAND, ALABAMA, WAYLON JENNINGS, RIDERS IN THE SKY e WILLIE NELSON fechando o festival (sábado dia 3 de junho / "Country Day").

O VAN HALEN receberia um cachê de 1 milhão de dólares para se apresentar, porém ao saberem que DAVID BOWIE receberia o mesmo exigiram que fosse aumentado para 1 milhão e meio, já que tinham uma cláusula no contrato que exigia que eles recebessem o maior cachê dentre as bandas, o que estabeleceu mais um recorde mundial para uma única apresentação. Com essas cifras ficaria mesmo muito difícil não haver prejuízo.

Dois grandiosos festivais. Uma pena que o "herói americano", como Wosniak ficou conhecido por ter realizado os 2 festivais, tenha parado por aí.

DORTMUND ROCK POP FESTIVAL :

O DORTMUND FESTIVAL (ou ZDF Festival para os alemães) foi um importante festival de rock acontecido na cidade de Dortmund, no estado de Rhine-Westfalen Norte, no oeste da Alemanha, nos dias 18 e 19 de dezembro de 1983, promovido pela TV estatal alemã, que o transmitiu para diversos países.

As bandas mais importantes do momento estiveram presentes e fizeram um festival inesquecível tanto para aqueles que estiveram presentes no Westfalenhalle (Hall De Westfalen, uma arena multi-uso com capacidade para 16.500 pessoas), quanto aqueles que o acompanharam pela TV ou por vídeo, como eu mesmo.

Estiveram presentes : KROKUS, QUIET RIOT, MICHAEL SCHENKER GROUP (MSG), DEF LEPPARD, OZZY OSBOURNE, JUDAS PRIEST, SCORPIONS, e o IRON MAIDEN encabeçando.

LIVE AID :

O inesquecível LIVE AID foi um grandioso festival beneficiente de rock idealizado por BOB GELDOF (vocalista do BOOMTOWN RATS que fez o papel do músico decadente Pink no filme musical / ópera rock "The Wall", do PINK FLOYD) e o músico escocês MIDGE URE, para levantar fundos para socorrer ("aid" = socorrer em inglês) o país africano Etiópia que enfrentava (e enfrenta até hoje) extrema pobreza e fome.

Foi realizado no dia 13 de julho de 1985, simultaneamente nos Estados Unidos e Inglaterra, com apresentações ao vivo e outras gravadas em outros países, tudo integrado (PHIL COLLINS chegou a pegar um Concorde após se apresentar na Inglaterra e ir para os Estados Unidos se apresentar lá), passando na TV e nos telões dos locais dos shows, numa das maiores transmissões em larga escala por satélite e televisão da história, com cerca de 1,5 bilhão de telespectadores em mais de 100 países. Em determinado momento do show o apresentador de TV Billy Connelly anunciou que cerca de 95% das televisões de todo o mundo estavam sintonizadas no evento. Cerca de 300 linhas telefônicas foram colocadas à disposição pela BBC (que transmitiu o evento para a Europa) para receber doações via cartão de crédito.

O nome surgiu à partir do projeto anterior de GELDOF, uma reunião de músicos britânicos (da qual URE fez parte) com o nome "BAND AID" que lançou um compacto com fins beneficientes chamado "Do They Know It's Christmas ?" ("Eles Sabem Que É Natal ?"). Essa música acabou sendo o hino oficial do festival na parte britânica, assim como "We Are The World", do projeto beneficiente "USA For Africa" ("Estados Unidos Pela África"), foi o da parte americana.

O festival superou a estimativa de arrecadação inicial de 1 milhão de libras (sozinha a família real de Dubai, nos Emirados Árabes, doou 1 milhão de libras) e acredita-se que tenha ultrapassado os 150 milhões de libras (mais de 240 milhões de dólares, o equivalente a mais de 480 milhões de reais), o que mais tarde renderia à GELDOF a Ordem de "Cavaleiro Do Império Britânico", condecoração máxima da Casa Real Britânica.

Os shows foram realizados no estádio de Wembley, em Londres (capital da Inglaterra), e no estádio JFK, na Filadélfia (cidade do estado da Pensilvania, nos Estados Unidos), com apresentações ao vivo em Melbourne (capital e maior cidade do estado de Victoria, na Austrália), Moscou (capital da Rússia, então União Soviética), Belgrado (capital da Sérvia, então Iugoslávia), Cologne (maior cidade do estado de Rhine-Westfalen Norte, na Alemanha), e gravações no Japão, Noruega e Áustria. O concerto teve cerca de 16 horas simultâneas (entre Londres e Filadélfia) de duração, tendo se iniciado as 12hs (horário local com horário de verão) em Wembley e as 13:50hs no JFK, e sendo finalizado as 22hs em Londres e as 4hs da madrugada na Filadélfia. Somando-se as apresentações simultâneas tivemos muito mais que 16 horas de música ao vivo.

Foi a maior reunião de artistas do passado e do presente num só evento, isso mesmo algumas bandas não tendo aparecido, casos do TEARS FOR FEARS, JULIAN LENNON e CAT STEVENS (que estavam cofirmados) e do DEEP PURPLE, já que RITCHIE BLACKMORE se recusou a participar.

Os melhores momentos nos dois estádios foram :

Em Wembley : STATUS QUO (logo após a abertura com o hino da Inglaterra, "God Save The Qüeen"), BOOMTOWN RATS, SPANDAU BALLET, ELVIS COSTELLO, SADE, STING & BRANFORD MARSALIS, PHIL COLLINS, STING/BRANFORD MARSALIS & PHIL COLLINS (15:32hs com PHIL COLLINS ainda na Inglaterra), AUTOGRAPH (tocando em Moscou e sendo assistido pelo telão), BRIAN FERRY & DAVID GILMOUR (vocalista do ROXY MUSIC e guitarrista/vocalista do PINK FLOYD), PAUL YOUNG, U2, DIRE STRAITS & STING, QÜEEN, DAVID BOWIE, THE WHO, uma entrevista com PHIL COLLINS ao vivo do Concorde às 20:27hs enquanto o mesmo viajava para a Filadélfia, ELTON JOHN & WHAM! (banda que revelou GEORGE MICHAEL), o encerramento com FREDDIE MERCURY & BRIAN MAY (vocalista e guitarrista do QÜEEN), PAUL MCCARTNEY e BAND AID (liderada por BOB GELDOF) tocando "Do They Know It's Christmas?".

Já no JFK Stadium os destaques foram : JOAN BAEZ (com apresentação do ator Jack Nicholson), B.B.KING, a primeira reunião do BLACK SABBATH original (com apresentação do ator Chevy Chase), RUN-DMC, RICK SPRINGFIELD, REO SPEEDWAGON, CROSBY,STILLS & NASH, JUDAS PRIEST, BRYAN ADAMS, BEACH BOYS, GEORGE THOROGOOD AND THE DESTROYERS (com participação de BO DIDDLEY e ALBERT COLLINS), DAVID BOWIE & MICK JAGGER (vídeo pré-gravado), SIMPLE MINDS, PRETENDERS, SANTANA & PAT METHENY, ASHFORD & SIMPSON (com participação de TEDDY PENDERGRASS em sua primeira aparição após ficar paralítico), KOOL & THE GANG (vídeo pré-gravado), MADONNA, TOM PETTY, KENNY LOGGINS, THE CARS, NEIL YOUNG, POWER STATION (banda de ROBERT PALMER e dos irmãos ANDY e JOHN TAYLOR do DURAN DURAN), ERIC CLAPTON & PHIL COLLINS (00:39hs, com PHIL COLLINS já nos Estados Unidos), PHIL COLLINS, a primeira reunião do LED ZEPPELIN (com PHIL COLLINS na bateria), CROSBY,STILLS,NASH & YOUNG, DURAN DURAN (última apresentação dos 5 membros originais até 2003), CLIFF RICHARD (ao vivo da sede da BBC), HALL & OATES (com participação de MICK JAGGER, vocalista do ROLLING STONES), MICK JAGGER & TINA TURNER, KEITH RICHARDS & RON WOOD (ambos guitarristas do ROLLING STONES), o encerramento com BOB DYLAN, e USA FOR AFRICA (liderada por LIONEL RICHIE) tocando "We Are The World".

Tivemos ainda as apresentações ao vivo de INXS e MEN AT WORK tocando no "LIVE AID MELBOURNE", na Austrália, e gravações da famosa banda de metal japonesa LOUDNESS e outras bandas no "LIVE AID JAPÃO".

Em 2005, com o aniversário de 20 anos do Live Aid, BOB GELDOF e MIDGE URE promoveram o LIVE 8 (eight = oito, numa alusão aos países integrantes do G8 que iriam se reunir) para pressionar os países integrantes do G8 para que perdoassem a dívida externa dos países pobres e para negociarem regras mais justas de comércio.

Nos mesmos moldes desses dois aconteceu também o LIVE EARTH, realizado em 2007 com o intuito de conscientizar os líderes mundiais e a opinião pública sobre o aquecimento global.

A combinação artistas + causas nobres se tornou essencial para chamar a atenção das pessoas em todo o mundo sobre os assuntos mais delicados da vida, garantir uma convivência mais pacífica e alertar sobre a necessidade de se evitar práticas que possam prejudicar ou até mesmo destruir o planeta e a raça humana. É a combinação perfeita entre beneficiência e diversão. Esperemos que se torne um hábito.

ROCK AM RING / ROCK IM PARK :

São dois festivais anuais de 3 dias de duração que acontecem simultaneamente na Alemanha desde 95 (foram criados respectivamente em 85 e 93), no mês de junho, de maneira similar à dos festivais ingleses Reading e Leeds. "Rock At The Ring" e "Rock In The Park" (na tradução para o inglês) acontecem respectivamente no autódromo de Nürburgring (muito usado na Fórmula 1), localizado na cidade-município de Nürburg, no oeste da Alemanha (Alemanha Central), e no Zeppelinfeld (Campo Zeppelin), nos arredores do estádio Frankenstadion, na cidade de Nuremberg, no sul da Alemanha.

Nürburg está localizada no distrito de Ahrweiler, no estado de Rheinland-Pfalz, e leva o nome do castelo em ruínas local, o Castelo de Nürburg (Burg Nürburg), construído no homônimo Vilarejo de Nürburg durante a Idade Média. O nome é derivado da junção das palavras alemãs "Nür" (que significa "Somente") e "Burg" (que significa "Castelo"). O autódromo de Nürburgring (junção das palavras "Nürburg" e "Ring", que significa "Anel", numa alusão aos anéis superiores e inferiores do circuito, sendo portanto "Anel De Nürburg" sua tradução) está próximo também das cidades de Frankfurt e Colônia (Köln no alemão), e foi o palco do Grande Prêmio Da Europa De Fórmula 1 até 2007, sendo atualmente a sede anual de uma das principais corridas de "GT Endurance Racing" (Corridas de Resistência Gran Turismo), as "24 Horas De Nürburgring", que faz parte do calendário do campeonato de carros de turismo, e também pista de testes e desenvolvimento de carros super esportivos.

Já a cidade-independente de Nuremberg (ou Nürnberg em alemão) está situada ao norte do estado da Baviera (Bavaria no alemão), na região administrativa da Média Franconia, sendo a maior cidade da região da Franconia. É também a maior e principal cidade da Região Metropolitana de Nuremberg, que foi formada em 2005 em conjunto com três de suas cidades vizinhas. Nuremberg está geograficamente posicionada a 170 kilômetros de Munique (capital e maior cidade do estado da Baviera, sede do Parlamento e do Governo Estadual) e está às margens do rio Pegnitz e do Canal de Rhine-Main-Danubio (ou Canal Da Europa), que faz a conexão entre os rios Main e Danúbio e é responsável pelo principal percurso de transporte fluvial entre a Romênia e a Holanda, passando pela Alemanha. O Frankenstadium (Estádio Da Franconia) ou Stadium Nürnberg (Estádio De Nuremberg, como também é chamado) é o estádio municipal da cidade e onde são mandados os jogos do clube local de futebol, o F.C. Nuremberg.

Os festivais tem como um de seus principais organizadores o produtor alemão Marek Lieberberg (dono da MLK, a Agência De Concertos Mark Lieberberg), que promove shows e turnês desde 1970, quando em setembro daquele ano trouxe o THE WHO para a Alemanha. Comumente a mídia se refere a ambos os festivais como um evento único, com praticamente a mesma escalação de bandas nos dois festivais (com poucas exceções), com as bandas que se apresentam num dia em Nürburgring se apresentando no outro em Nuremberg, e juntos são considerados o maior festival da Alemanha e um dos maiores do mundo, tendo tido um público médio conjunto de 150 mil pessoas nas últimas edições. Em 2007 teve a lotação esgotada com antecedência em ambos os eventos pela primeira vez em sua história, o que se tornou parte de sua tradição.

O ROCK AM RING foi realizado pela primeira vez em 1985 com a presença de 17 bandas e foi planejado inicialmente para ser um evento único para festejar a inauguração de uma nova versão, menor e mais moderna, do circuito de Nürburgring, mas devido ao imenso sucesso comercial, com 75 mil pessoas presentes, tornou-se um evento anual. Não foi realizado nos anos de 89 e 90 devido à baixa audiência da edição de 88, mas retornou em 91, dessa vez para ficar. Considerado já na época o maior festival de música da Alemanha, foi decidido que seria abordado um novo conceito para o festival, com bandas menores e desconhecidas da grande mídia se apresentando ao lado de bandas consagradas para assim atrair também um público mais "underground". Em 95 (ano em que os festivais passaram a acontecer simultaneamente) migrou para Eifel, uma região de baixas colinas no oeste da Alemanha, localizada parte no estado de Rheinland-Pfalz e parte no estado de Rhine-Westfalen Norte. Eifel está próxima de Luxemburgo e da cidade de Colônia (Köln) e engloba ainda uma pequena parte do leste da Bélgica. Em 97 o festival retornou ao circuito de Nürburgring onde permanece até hoje.

O festival nasceu como um evento de apenas dois dias e teve sua primeira edição com três dias em 91, e com pequenas exceções, quando retornou ao formato com dois dias (93 e 95), manteve-se nesse formato até hoje, tendo tido uma única edição com quatro dias de duração, em 2010. Apesar do enorme sucesso inicial seu público decaiu nos anos seguintes (50 mil em 86 e a presença de 17 bandas, 60 mil em 87 e a presença de 20 bandas, e apenas 30 mil em 88 com a presença de novamente 17 bandas), culminando no seu cancelamento nas edições de 89 e 90. Em seu triunfal retorno, em 91, 51 mil pessoas presenciaram shows de 20 bandas. No ano seguinte 42 mil pessoas acompanharam 23 bandas, e em 93 novamente 50 mil pessoas acompanharam shows de 25 bandas. Á partir de 94 esse número começou a crescer gradualmente, quando 70 mil pessoas compareceram para assistir 31 bandas. Essa média de público e número de bandas permaneceu praticamente a mesma até 96, quando pela primeira vez 75 mil pessoas compareceram para acompanhar 43 bandas, agora divididas em dois palcos, com a inauguração do "Alternastage" (o palco alternativo). Apenas 5 mil a menos compareceram em 97 para assistir shows de 53 bandas. Na edição de 98 esse número diminuiu novamente para 58 mil pessoas, ano em que foi inaugurada a "Casa Da Comédia" (que duraria até 2003), e 66 bandas estiveram presentes. No ano seguinte 63 mil pessoas acompanharam 93 bandas e viram a inauguração do "Fórum De Talentos" (que duraria até 2005). No ano 2000 novo êxito comercial quando novamente 75 mil pessoas estiveram presentes para acompanhar 89 bandas. Esse número impressionante se repetiria em 2003 (após duas edições com respectivamente 65 mil e 50 mil pessoas, e 86 e 94 bandas) com uma pequena redução no número de bandas : 76. Em 2004 e 2005 tivemos 65 e 70 mil pessoas, e 83 e 92 bandas. Na edição histórica de 2006 mais de 80 mil pessoas compareceram, quase alcançando a lotação máxima, que havia sido estipulada em 83 mil e 500. Nessa edição tivemos shows de 95 bandas e a inauguração da tenda de música eletrônica "Coke DJ Culture", em parceria com a Coca-Cola. No ano seguinte tivemos 82 mil pessoas e 98 bandas, e a substituição do "Coke DJ Culture" pela "Club Tent" (Tenda Club, destinada à música eletrônica). Em 2008 mais de 85 mil ingressos esgotados com antecedência e shows de 98 bandas. Após uma edição (em 2009) com 80 mil pessoas (ingressos esgotados em março), 92 bandas na escalação e a mudança de "Club Tent" para "Coca-Cola Soundwave Tent" (Tenda Da Onda Sonora, em mais uma parceria com a Coca-Cola), o festival alcançaria enfim seu público recorde em 2010, quando 86.500 pessoas compareceram para assistir 85 bandas na escalação, novamente com os ingressos esgotados ainda em março. Essa média de público e número de bandas se mantém inalterada até hoje, comprovando ser este realmente um dos maiores eventos musicais de todo o mundo. Nessa edição o "Alternastage" firma sua primeira parceria, com a fabricante japonesa de motos e automóveis Suzuki (o mesmo acontecendo no PARK), passando a chamar "Suzuki Alternastage". Em 2011 a tenda eletrônica "Soundwave Tent" deu lugar ao novo palco "ClubStage", fazendo agora com que o festival conte com 3 palcos principais. O palco principal firma parceria com a fabricante de automóveis espanhola Seat, passando a se chamar "Seat Centerstage", e a empresa britânica de comunicação, telefonia móvel e banda larga O2 substitui a Suzuki no "Alternastage", que passa assim a se chamar "O2 Alternastage". Finalmente em 2012 uma parceria com a empresa alemã de moda e tendência masculina e feminina QS By S.Oliver rebatizou o "ClubStage" como "QS By S.Oliver ClubStage".

O ROCK IM PARK foi realizado pela primeira vez em 1993 em Viena (capital da Áustria) com o nome "Rock Im Vienna", em 94 no aeroporto desativado de Munich-Riem, em Munique, com o nome "Rock Im Riem", e nos dois anos seguintes no Olympiastadium, o Estádio Olímpico De Munique, até chegar em 97 à sua localização atual, o Zeppelinfeld (Campo Zeppelin), uma imensa área com arquibancadas localizada nos arredores do estádio Frankenstadium, em Nuremberg. O Zeppelinfeld foi originalmente construído para abrigar comícios do partido nazista nos anos 30, depois abrigou partidas de futebol colegial entre os anos 40 e 90, e chegou a abrigar em duas oportunidades o festival MONSTERS OF ROCK, quando este se tornou itinerante nos anos 80. Em 95 passou a ocorrer simultaneamente com o Rock Am Ring, tendo a mesma escalação de bandas (com raras exceções), os mesmos produtores e promotores e sendo ambos tratados como um evento único. Ambos partilham ainda dos mesmos palcos principais, com nomes, designs e patrocinadores iguais. São eles : O "Centerstage" ("Palco Central", para as principais bandas), "Alternastage" (para as bandas secundárias e alternativas), e o "ClubStage" (para DJ's e música eletrônica).

O Park não teve suas duas primeiras versões documentadas, mas à partir de 95 já podemos contar com registros oficiais, porém até 97 apenas com as bandas presentes, sem o registro de público. Tivemos 28 bandas na primeira edição conjunta (1995) e 24 na segunda (1996). Em 97, 40 mil pessoas compareceram ao Zeppelinfeld para assistir shows de 23 bandas. No ano seguinte, já contando com seu segundo palco, o "Alternastage" (direcionado ao rock alternativo), com o "Fórum De Talentos" e a "Casa Da Comédia", mais de 30 mil pessoas acompanharam shows de 54 bandas, média que se manteve inalterada até 2001 quando o Park atinge pela primeira vez um público de 50 mi pessoas e 45 bandas na escalação. As três edições seguintes mantiveram uma média de 40 mil pessoas presentes e respectivamente 46, 47 e 51 bandas presentes. 2002 marcou ainda a despedida da Casa Da Comédia. Novamente crescendo tivemos 45 mil pessoas em 2005 (54 bandas) e 49 mil em 2006, ano em que foi inaugurado o "ClubStage" (palco de música eletrônica) e o "DJ Culture Zelt" (a tenda de DJ's), elevando assim o número de atrações para 108 shows. No ano seguinte tivemos lotação esgotada com antecedência, assim como no RING, e novo recorde quando pela primeira vez 60 mil pessoas compareceram para assistir 87 bandas e DJ's. Em 2008 mais um recorde quebrado, agora 75 mil pessoas estiveram presentes para assistir 92 shows. Nos dois anos seguintes tivemos a média de 60 mil pessoas e respectivamente 89 e 80 shows. Na edição de 2010 a Suzuki passa a patrocinar o "Alternastage" (assim como no RING), sendo substituída pela O2 em 2011 (também como no RING), ano em que ocorre uma pequena redução no público total, com 55 mil e 200 pessoas assistindo 81 shows. E finalmente em 2012 o recorde absoluto do IM PARK, com 76 mil pessoas acompanhando shows de 83 bandas e DJ's, edição em que a Seat chega ao "Centerstage" do PARK, que é então rebatizado como "Seat Centerstage".

Como em todo festival europeu existe a área de camping destinada ao acampamento dos visitantes que chegam de todas as partes da Alemanha e da Europa em geral. Nos primeiros anos havia um pequena área onde eram montadas pequenas tendas e se estacionavam algumas poucas vans, hoje existem verdadeiros pavilhões de acampamento, com enormes e modernas barracas e áreas de estacionamento com inúmeros caminhões e trailers.

Grandes edições dos festivais tiveram as seguintes atrações : U2, MARILLION, FOREIGNER e JOE COCKER (85), THE CURE, THE CULT, SIMPLY RED, INXS e SIMPLE MINDS (86), DAVID BOWIE, ECHO & THE BUNNYMEN, U.D.O., BOB GELDOF, EURYTHMICS e UB40 (87), FLEETWOOD MAC (88), INXS, JEFF HEALEY BAND, BOB GELDOF, TOTO e STING (91), MARILLION, THE CULT, ELTON JOHN e PEARL JAM (92), BRIAN MAY BAND, DEF LEPPARD, ROBERT PLANT, FAITH NO MORE e INXS (93), AEROSMITH, ZAKK WYLDE, BONNIE RAITT, PETER GABRIEL, NINA HAGEN e RAGE AGAINST THE MACHINE (94), BON JOVI, VAN HALEN, MEGADETH e FAITH NO MORE (95, primeiro ano em que os dois festivais passam a acontecer simultaneamente), SEPULTURA, MIKE & THE MECHANICS, STING e RAGE AGAINST THE MACHINE (96), AEROSMITH, KISS e SUPERTRAMP (97), GENESIS, ROGER RODGSON (vocalista e multi-instrumentista co-fundador do SUPERTRAMP), VAN HALEN, OZZY OSBOURNE e BOB DYLAN (98), METALLICA, BIOHAZARD, EAGLE-EYE CHERRY e CYPRESS HILL (99), PEARL JAM, STING, SANTANA, EURYTHMICS, RAGE AGAINST THE MACHINE e SLIPKNOT (2000), LIMP BIZKIT, LINKIN PARK e RADIOHEAD (2001), OZZY OSBOURNE, SANTANA, LENNY KRAVITZ, NEIL YOUNG e BLACK LABEL SOCIETY (2002), IRON MAIDEN e METALLICA (2003), JUDAS PRIEST (apenas no PARK), LINKIN PARK (apenas no RING), MOTÖRHEAD e RED HOT CHILI PEPPERS (2004), IRON MAIDEN, SLAYER, BILLY IDOL, MÖTLEY CRÜE, R.E.M. e SLIPKNOT (2005), METALLICA, ALICE IN CHAINS, GUNS 'N' ROSES (apenas no RING), DEPECHE MODE e FRANZ FERDINAND (2006), KORN, SMASHING PUMPKINS, LINKIN PARK e SLAYER (2007), METALLICA, NIGHTWISH, RAGE AGAINST THE MACHINE, MOTÖRHEAD e CAVALERA CONSPIRACY (2008), LIMP BIZKIT, SLIPKNOT, MACHINE HEAD, CHRIS CORNELL e KORN (2009), KISS, RAGE AGAINST THE MACHINE, SLASH, SLAYER, ALICE IN CHAINS e MOTÖRHEAD (2010), ASH, KINGS OF LEON, COLDPLAY, AVENGED SEVENFOLD, ALTER BRIDGE e SYSTEM OF A DOWN (2011) e BILLY TALENT, METALLICA, KASABIAN, CYPRESS HILL, LINKIN PARK, THE OFFSPRING e ANTHRAX (2012).

Em 2013 : THIRTY SECONDS TO MARS, VOLBEAT, THE KILLERS, THE PRODIGY, GREEN DAY, SEEED, KORN, LIMP BIZKIT, PARAMORE, BULLET FOR MY VALENTINE, STONE SOUR, BIFFY CLYRO, BUSH, SIMPLE PLAN e BAD RELIGION.

Um dos maiores, mais importantes e conceituados festivais de todo o mundo, toda banda que se preze precisa e deseja tê-lo em seu currículo. Espero um dia vê-lo pessoalmente.

DYNAMO OPEN AIR / DYNAMO OUTDOOR :

Importante festival anual holandês voltado ao metal (e todas as suas vertentes) que não acontece de forma ininterrupta devido à dificuldade de se encontrar um local permanente para sua realização. Foi criado em 86 para comemorar o quinto aniversário do clube de rock DYNAMO ROCK CLUB, localizado na cidade-município holandesa de Eindhoven, pertencente à província de Noord-Brabant (Brabante do Norte), no sudeste da Holanda. O festival abre espaço para bandas locais, bandas desconhecidas, underground e independentes, e atrai muitos estrangeiros, sendo a maioria de alemães.

Sua primeira edição ocorreu no estacionamento do próprio clube, contou com a presença de 8 bandas e teve um público de 5 mil pessoas presentes num único dia de duração. Seguiu nos mesmos moldes até 93, quando o número de bandas dobrou (até 92 o número variou entre 6 e 9 bandas) e passou a ter 2 dias de duração.

Em 94 o público já havia subido para a casa de 70 mil pessoas, e no ano seguinte, quando chegou à sua décima edição, alcançou a marca de 118 mil, fazendo com que as autoridades holandesas, preocupadas com o tumulto que essa imensa quantidade de pessoas aglomeradas causava, estipulasse o número máximo de 60 mil pessoas. Nessa edição o festival passou a contar com 3 dias de duração e mais de 40 bandas (chegou a ter mais de 70 (!) bandas em 98 e 99) de hardcore, punk e black metal em sua escalação. Seguiu nesses mesmos moldes até o ano 2000, quando as dificuldades aumentaram.

O Dynamo Fest (como é chamado pelos fãs) foi realizado em várias locações (dentre elas um ringue de patinação no gelo e um galpão no aeroporto da cidade no início dos anos 90, um ex-depósito de lixo em 99, e no ano 2000 no parque Goffertpark, na cidade-município de Nijmegen, na província de Gueldres (Gerderland no holandês), no leste da Holanda, próximo à fronteira com a Alemanha, na primeira vez em que o festival foi realizado fora da província de Noord-Brabant) e em várias cidades que nunca se estabilizaram, o que dificultou que continuasse sendo realizado de forma permanente.

No ano 2000, quando as dificuldades com locação realmente começaram a atrapalhar, o festival voltou a ser realizado em apenas um dia, mas ainda contou com grandes bandas em sua escalação, sendo 16 o número de bandas que se apresentaram, um número muito expressivo para apenas um dia. Foi realizado às pressas e em cima da hora numa cidade fora da província onde foi fundado, e daí pra frente não conseguiu mais a estabilidade que teve nas décadas passadas.

Em 2001 a produção acreditava ter encontrado a nova (e talvez definitiva) locação do festival nos arredores da cidade de Lichtenvoorde (localizada no município de Oost Gelre, na província de Gelderland, no leste da Holanda), porém a ameaça de uma epidemia de febre aftosa fez com que o festival fosse pela primeira vez cancelado.

Retornou em 2002, sendo realizado no mesmo local do Bospop Festival (na cidade-município de Weert, pertencente à província de Limburg, no sudeste da Holanda), foi novamente cancelado em 2003, voltou no ano seguinte à cidade de Nijmegen (novamente no Goffertpark, como em 2000), e em 2005 migrou para a cidade-município de Hellendoorm (na região central da província de Overijssel, no centro-leste da Holanda), usando a locação do Dauwpop Festival na edição encabeçada pelo reunido ANTHRAX. Porém acabaria sendo novamente cancelado depois disso.

Na tentativa de revigorar o festival a atual equipe de produção o rebatizou em 2008 como DYNAMO OUTDOOR e o realizou em 2 dias no centro de Eindhoven (voltando à cidade-natal), numa versão reduzida com bandas menores, mas mantendo aceso o espírito metal do festival. O local escolhido foi a arena do Dynamo Club Centro Cultural Da Juventude, com capacidade para 4.500 pessoas, ao lado da prefeitura de Eindhoven, e contou com dois palcos, o Main Stage (Palco Principal) e o Punk/Hardcore Stage (Palco Punk/Hardcore), que como o próprio nome diz é destinado às bandas de punk rock e hardcore.

Foi novamente realizado no mesmo local em 2009 e 2010, em apenas um dia. Infelizmente não tivemos edições em 2011 e 2012.

Aqui vai alguns dos principais momentos do festival : ANGEL WITCH, ONSLAUGHT e HELLOWEEN (86), DESTRUCTION, STRYPER e TESTAMENT (87), CANDLEMASS e EXODUS (88), ARMORED SAINT, FORBIDDEN, SACRED REICH e SAVATAGE (89), DEATH ANGEL, SACRED REICH, TROUBLE e SEPULTURA (90), ARMORED SAINT, METAL CHURCH, MORBID ANGEL, OBITUARY e PRIMUS (91), PARADISE LOST, PRONG e ROLLINS BAND (92), ANTHRAX, ANNIHILATOR, BIOHAZARD, FEAR FACTORY, MERCYFUL FATE e SUICIDAL TENDENCIES (93), DANZIG ,CLAWFINGER, FORBIDDEN, KYUSS, LIFE OF AGONY, PRIDE & GLORY, PRONG, OBSESSED e SICK OF IT ALL (94), BIOHAZARD, DOG EAT DOG, FEAR FACTORY, LIFE OF AGONY, SICK OF IT ALL, MADBALL, MY DYING BRIDE, NAILBOMB, NEVERMORE, OVERDOSE, PARADISE LOST, TIAMAT, TROUBLE e TYPE O NEGATIVE (95), SLAYER, SACRED REICH, SAVATAGE, ANATHEMA, DOG EAT DOG, VOIVOD, THE GATHERING, EXPLOITED e VENOM (96), EXODUS, HELMET, KORN, AMORPHIS, COAL CHAMBER, CRADLE OF FILTH, DIMMU BORGIR, ENTOMBED, MACHINE HEAD, MARILYN MANSON, MOONSPELL, SAMAEL, SICK OF IT ALL, TIAMAT, TYPE O NEGATIVE, WITHIN TEMPTATION e TESTAMENT (97), AGNOSTIC FRONT, BATTERY, CATHEDRAL, COAL CHAMBER, DEFTONES, DIMMU BORGIR, FATES WARNING, FU MANCHU (banda brasileira), HATEBREED, IMMORTAL, IN FLAMES, INCUBUS, BLIND GUARDIAN, DEATH, HAMMERFALL, HELLOWEEN, ICED EARTH, KREATOR, LIFE OF AGONY, PRIMAL FEAR, RAMMSTEIN, SEVENDUST, THEATRE OF TRAGEDY, THE HELLACOPTERS, WITHIN TEMPATION, MISFITS, PANTERA, SAXON, SOULFLY e STRATOVARIUS (98), METALLICA, ANGRA, BIOHAZARD, CRADLE OF FILTH, DIMMU BORGIR, FEAR FACTORY, GAMMA RAY, GOD DETHRONED, LACUNA COIL, MADBALL, MARDUK, MESHUGGAH, MONSTER MAGNET, NASHVILLE PUSSY, NEVERMORE, NILE, NOCTURNAL RITES, SYSTEM OF A DOWN, THE GATHERING, BLACK LABEL SOCIETY, GAMMA RAY, LOUDNESS (banda japonesa de metal), MANOWAR, MERCYFUL FATE, OVERKILL, ANATHEMA, APOCALYPTICA, ANCIENT RITES, ARCH ENEMY e SODOM (99), IRON MAIDEN, IMMORTAL, MAYHEM, METHODS OF MAYHEM (banda do baterista do Mötley Crüe, TOMMY LEE), DESTRUCTION, KORN, SLIPKNOT, SUICIDAL TENDENCIES e TESTAMENT (2000), BIOHAZARD, CHILDREN OF BODOM, DEATH ANGEL, OPETH, PAIN OF SALVATION, WITHIN TEMPTATION e SOULFLY (2002), SLAYER, SOULFLY, AFTER FOREVER, AGENT STEEL, CHILDREN OF BODOM, DEICIDE, DIMMU BORGIR, LIFE OF AGONY, MASTODON, NIGHTWISH, SHADOWS FALL e NIGHTWISH (2004), ANTHRAX, MASTERPLAN, TRIVIUM, 3 INCHES OF BLOOD, OBITUARY e TESTAMENT (2005), MAD SIN, ANATHEMA, BORN FROM PAIN e NO TURNING BACK (2008), ASPHYX, MUNICIPAL WASTE e THE BUTCHER (2009), MADBALL, ONSLAUGHT e KORPIKLAANI (2010).

Trata-se de um festival importantíssimo de metal que dá ênfase às bandas mais pesadas e extremas que nem sempre são muito destacadas (ou até mesmo convidadas) em festivais "mainstream". Festivais assim são muito importantes para o estilo e não deveriam sofrer por falta de locação e patrocínio. Assim como eu, os fãs aguardarão sua volta.

WACKEN OPEN AIR :

Chamado pelos fãs apenas de Wacken ou de W.O.A., é o maior festival de metal da Europa e um dos maiores do mundo. Criado em 1990 por Thomas Jensen e Holger Hübner para ser um festival de bandas alemãs, Wacken cresceu e se internacionalizou, trazendo todos os anos bandas e público de metal do mundo inteiro. Ocorre no vilarejo-município de Wacken, no distrito de Steinburg, Estado de Schleswig-Holstein, no norte da Alemanha. O evento é destinado às principais modalidades de metal, tais como o black, heavy, death, thrash, gothic, folk metal e até mesmo o Hard Rock. Mais de 70 bandas se apresentam em 4 palcos principais ao longo de 3 dias (o evento todo dura 4 dias), no início de agosto. O W.O.A. tem como espécie de mascote a imagem de uma cabeça de esqueleto de uma vaca (há um enorme cartaz com o símbolo localizado entre os 2 palcos mais importantes) e as legendas "Faster, Harder, Louder" ("Mais Rápido, Mais Pesado, Mais Alto") e "Louder Than Hell" ("Mais Alto Que O Inferno").

O local conta com um amplo espaço para a prática de "camping" (acampamento, muito comum nos festivais europeus), estacionamentos, piscina, campo de futebol e até um cinema com exibição gratuita de filmes documentários e shows gravados no festival ao longo dos anos.

Inúmeros ônibus trazendo fãs chegam a Wacken de todas (todas mesmo!) as partes da Alemanha e da Europa em geral (países como Holanda, Bélgica e Luxemburgo organizam caravanas anualmente especialmente para o festival), tendo inclusive agências de turismo que divulgam esse serviço como parte de seus pacotes. Há também as caravanas organizadas pelos próprios fãs, os chamados "Metal Travellers" ("Viajantes Metaleiros"), por avião ("Metal-Flight" - Vôo Metal), por ônibus ("Metal-Bus" - Ônibus Metal) ou trem ("Metal-Train" - Trem Metal).

Acontecem nas várias áreas, tendas e palcos de Wacken todo tipo de entretenimento : comediantes de "stand-up comedy" (aqueles que ficam de pé com microfones falando sobre situações cotidianas), exibições circenses de todos os tipos, fogos de artifício, shows de dublês de filmes, discursos politizados e de consciência social e ambiental feitos por todo tipo de artistas (incluindo os próprios músicos, como HENRY ROLLINS e SCOTT IAN do ANTHRAX), lutas de vale-tudo e greco-romanas, torneios de futebol num campo com arquibancadas, torneios de bruchenball (um esporte (?) medieval praticado na grama e na lama que não tem regras muito bem definidas e que envolve levar uma bolsa de pano com qualquer tipo de enchimento com 20 kilos para a área da sua equipe) na área "Wrackinger Village" (algo como "Vila Do Destruidor", numa tradução livre), o metal karaokê, festas de todos os tipos nas muitas tendas, "Role-Players Games" (aqueles jogos onde você interpreta um personagem), batalhas entre vikings e cavaleiros medievais e todos os tipos de shows e performances artísticas, circenses e visuais no campo "Thrash Of The Titans Field" (Campo Confronto De Titãs).

A produção distribui todo ano para os visitantes um kit chamado "Full Metal Bag" (Bolsa Metal Completa) contendo a própria mochila, adesivos, canetas, sacos, sacos de lixo, cinzeiros portáteis, pingente, broche (patch), cartão postal (que pode ser enviado do próprio local), um mini-cartaz (banner), um crachá laminado (pass), ímã, capa de chuva, protetor de ouvido (ear plugs), camisinha, suporte para notebook e coisas assim, os brindes variam de ano pra ano.

O festival promove ainda desde 2004 a "Metal Battle" ("Batalha Metal"), uma espécie de competição com bandas do mundo inteiro que revela novas bandas e dá a elas a chance de se apresentar num grande evento como WACKEN. Os finalistas de cada país se apresentam num palco menor num espaço fechado, com a presença de juízes, membros da mídia especializada. À partir da segunda edição as bandas brasileiras começaram a conquistar seu espaço na "Metal Battle", sendo que 2 delas alcançaram vitória mundial : TUATHA DE DANANN (2005) e TORTURE SQUAD (2006). Os prêmios para as bandas vencedoras são : um contrato de abrangência mundial com a Armageddon Music, patrocínios, uma homenagem no palco principal no último dia do festival e uma vaga na edição do ano seguinte.

Cerca de 800 pessoas compareceram à Wacken em sua primeira edição (1990), que contou com 6 bandas e 2 dias de duração. No ano seguinte tivemos 1.300 pessoas assistindo 7 bandas nos mesmos 2 dias. Em 92 o número de bandas alcança a casa de 2 dígitos pela primeira vez quando 26 bandas se apresentaram em 2 dias para um público de 3.500 pessoas.

Na edição de 93 tivemos uma novidade que só se repetiria em 2002, foram 3 dias de duração para um público idêntico ao da edição passada e agora 32 bandas na escalação. Nessa edição tivemos ainda a introdução do palco secundário "Party Stage" (Palco Festa), com shows se intercalando com os do "Main Stage" (Palco Principal).

O formato com dois dias de duração retornou em 94 (com 4.500 pessoas assistindo 29 bandas) e persistiria até 2001, porém o já fiel público continuou crescendo ano a ano e chegou pela primeira vez à marca de 10 mil pessoas em 97 (com 47 bandas na escalação) e incrivelmente dobraria no ano seguinte, quando tivemos a participação de nada menos que 71 bandas. Esse número dobraria novamente em 2005 e mesmo assim não alcançaria ainda seu atual recorde.

Até 96 o festival contava com apenas 2 palcos principais ("Main Stage" e "Party Stage"), sendo que em 97 tivemos a estréia do terceiro palco, o "W.E.T. Stage" (um amplo espaço localizado no interior de uma enorme tenda), que permanece na ativa até hoje. No ano seguinte (98) mais uma estréia, dessa vez o "Black Stage" (que também está na ativa até hoje), destinado inicialmente a bandas de black metal (depois passando a ter uma variação maior, mas mantendo a preferência por estilos mais pesados), e assim o festival contava agora com 4 palcos. Contudo as novidades não parariam por aí, em 99 o "Main Stage" seria rebatizado como "True Metal Stage" (Palco Metal Verdadeiro) e um novo palco, menor e mais intimista, o "History Stage" (Palco História, com bandas que participaram de outras edições do festival e também que fazem parte da cena underground alemã) era inaugurado. O festival contava também a essa altura com outras atividades paralelas, como tendas com festas pré-shows, exposições, estúdios de tatuagem e piercing, workshops e exibições circenses e artísticas.

Marcas continuavam a ser quebradas ano após ano, e em 99, na décima edição do festival, o número de bandas chegou a 82, com um público presente de 22 mil pessoas. Como parte das comemorações um casamento foi celebrado no "Black Stage". Esse formato se manteve até o ano 2000, quando o festival passou a contar com 3 dias de duração na programação, com partidas de futebol e alguns shows ocorrendo na quinta. Nesse ano tivemos 69 bandas (10 a menos que a edição seguinte) se apresentando para um público de 25 mil pessoas.

Em 2003, chegando pela primeira vez aos 30 mil presentes, tivemos 61 bandas se apresentando ao longo dos 3 dias de shows, com as já tradicionais partidas de futebol do "W.O.A. Soccer Cup" antecedendo os shows na quinta e a nova área "Metal Market" ("Mercado Metal"), com seu palco intimista "Metal Market Stage" apresentando grandes performances e workshops, abrindo às 10hs da manhã na sexta e no sábado.

Na edição de 2004 algumas atividades são adicionadas também à quarta-feira. As partidas preliminares da "W.O.A. Soccer Cup" passam a acontecer na quarta e as finais na quinta. Outras atrações paralelas acontecem também nesses dias, tais como o "Metal Karaoke & Disco", que acontece tradicionalmente todos os anos no palco W.E.T. Stage (inclusive fechando a programação do palco na sexta e no sábado e se estendendo até as 6 da manhã) e a apresentação da Banda de Bombeiros de Wacken no palco "Jim Beam Stage", sendo ambos os palcos respectivamente localizados nas áreas "Headbangers Ballroom" ("Salão de Baile dos Metaleiros" numa tradução livre, uma parceria com o programa de metal "Headbangers Ball" da MTV) e no "Beer Garden" ("Jardim da Cerveja", uma praça de alimentação com capacidade para 4 mil pessoas), ambas novas aquisições e agora partes integrantes de todo o festival. Alguns shows aconteceram, como já de costume, na quinta, com destaque para o sempre disputado show do MOTÖRHEAD.

E finalmente, na sexta e no sábado, tivemos atrações também no palco "Metal Market Stage", com performances artísticas e workshops, com destaque para o super "Drumshow" (show de bateria) do batera do RAGE e do AXEL RUDI PELL, MIKE TERRANA. Esse foi também o ano de estréia da "Metal Battle", que ocorre também no "Headbangers Ballroom", nas sextas e sábados. Nessa edição tivemos em Wacken 62 shows acompanhados de perto por um público de 48 mil pessoas, num impressionante aumento em relação à edição anterior, o que comprova o aumento contínuo do festival.

Na edição de 2005, quando o festival passou a ter oficialmente 4 dias de duração, tivemos uma pequena redução no número de público pagante, quando 40 mil pessoas compareceram ao festival para acompanhar mais de 80 atrações (65 bandas na programação) se apresentando em 6 palcos nos agora 4 dias. A essa altura o festival contava com 2 palcos principais (o True Metal Stage e o Black Stage), 2 secundários (Party Stage e W.E.T. Stage) e os 2 intimistas (Jim Beam Stage e Metal Market Stage), além das áreas Metal Market (Mercado Metal), Beer Garden (Jardim Da Cerveja), Internet Cafe, o campo de futebol e a Metal Breakfast (Café Da Manhã Metal), que como o nome diz é uma área destinada a um reforçado café da manhã.

Em 2006 o público volta a crescer e 48 mil pessoas estiveram presentes para acompanhar 75 atrações (56 bandas nas programação). No ano seguinte esse número alcançaria a casa de 72 mil pessoas e 75 bandas (90 contando as que participaram da Metal Battle e outras atrações menores) na programação e a novidade seria a introdução do palco "Hellfest Stage" na quinta, tendo o OVERKILL como atração principal. Em 2008 tivemos novamente mais de 70 mil pessoas e 75 bandas na programação (sendo 87 no total).

Na edição comemorativa pela vigésima edição do festival, em 2009, tivemos um total de 107 atrações (80 bandas na programação) assistidas por 77 mil pessoas. Tivemos grandes atrações nessa edição, como o último show do RUNNING WILD antes da separação da banda (lançando inclusive o CD/DVD ao vivo "The Final Jolly Roger"), o último registro em vídeo de RONNIE JAMES DIO, se apresentando com o HEAVEN & HELL, e o show comemorativo pelos 25 anos de carreira do RAGE, com direito a convidados especiais. Essa edição marcou ainda a introdução dos palcos "Medieval Stage" ("Palco Medieval", pequeno e intimista, destinado a bandas de folk e viking metal), localizado na área "Medieval Village" ("Vilarejo Medieval", onde está também localizado o "Medieval Market" ("Mercado Medieval") e ocorrem as já tradicionais lutas de Luta-Livre e de Vale-Tudo), e ainda do palco "Wackinger Stage".

Wacken atingiria seu recorde absoluto de público em 2010, com mais de 80 mil pessoas comparecendo para acompanhar mais de 100 atrações (perto de 130), entre shows (mais de 90), performances e a já tradicional e muito esperada Metal Battle. Nessa edição tivemos a estréia da tenda "Bullhead City Tent" ("Tenda Cidade Cabeça de Touro"), uma parceria com a marca de bebida energética Red Bull e uma alusão ao "mascote" e principal símbolo do festival, com um show-surpresa do APOCALYPTICA na quinta e o show do "Circo De Horrores" na sexta e no sábado.

Já em 2011 75 mil pessoas assistiram cerca de 75 shows na programação (com mais de 120 atrações no total, sendo quase 30 bandas disputando a Metal Battle) e em 2012 mais de 70 mil assitiram mais de 130 atrações (84 na programação, sendo 28 apenas no Metal Battle).

Esses foram os principais números do maior evento musical da Europa e um dos maiores do mundo.

Alguns dos principais momentos do maior festival de metal da Europa foram : 5TH AVENUE, AXE 'N SEX, WIZZARD (banda considerada a resposta alemã para o MANOWAR) e SKYLINE (banda de THOMAS JENSEN, organizador do festival na época) (90), BON SCOTT (não confundir com o vocalista original do AC/DC), GYPSY KYSS, KILGORE e SKYLINE (91), BLIND GUARDIAN e SAXON (92), DORO, FATES WARNING e AXE 'N SEX (93), PAUL DI'ANNO's KILLERS, EASY LIVIN' (nome usado no show conjunto do URIAH HEEP e do baixista do HELLOWEEN, MARKUS GROSSKOPF), THE TEA PARTY e GAMMA RAY (94), D:A:D, TIAMAT, ANGRA e PRETTY MAIDS (95), KINGDOM COME, KREATOR, THE EXPLOITED e THE GATHERING (96), MOTÖRHEAD, RAGE, OVERKILL, SAMAEL, HAMMERFALL e U.D.O. (97), KROKUS, DORO, SAVATAGE, BLIND GUARDIAN, J.B.O. (JAMES BLAST ORCHESTER), CRADLE OF FILTH, STRATOVARIUS, ICED EARTH e GAMMA RAY (98), U.D.O., RAGE, HAMMERFALL, SAXON, DEE SNIDER (vocalista do TWISTED SISTER), METAL CHURCH, MERCYFUL FATE e ANGRA (99), STRATOVARIUS, ICED EARTH, GAMMA RAY, OVERKILL, DORO, THIN LIZZY, ZAKK WYLDE e VENOM (2000), WASP, PAUL DI'ANNO's KILLERS, OVERKILL, HELLOWEEN, SAXON, HAMMERFALL, NIGHTWISH, DIMMU BORGIR e MOTÖRHEAD (2001), DORO, J.B.O. (JAMES BLAST ORCHESTER), BRUCE DICKINSON (na época em carreira-solo), BLIND GUARDIAN, U.D.O., CHILDREN OF BODOM, KREATOR, NUCLEAR ASSAULT (em sua turnê de reunião), e SAVATAGE, além dos brasileiros do ANGRA (2002), RUNNING WILD, PRIMAL FEAR, GAMMA RAY, TWISTED SISTER, STRATOVARIUS, SLAYER, DARK FUNERAL, DIAMOND HEAD, TESTAMENT e IN FLAMES (2003), MOTÖRHEAD, DIO, DORO & WARLOCK, ANTHRAX, HELLOWEEN, SAXON, NEVERMORE, CHILDREN OF BODOM, GRAVE DIGGER e DESTRUCTION (2004), NIGHTWISH, CANDLEMASS, ACCEPT, KREATOR, AXEL RUDI PELL, MARKY RAMONE, MACHINE HEAD, METAL CHURCH, WITHIN TEMPTATION, APOCALYPTICA e HAMMERFALL, além dos brasileiros THUATA DE DANANN (2005), SCORPIONS (show histórico lançado em DVD com seus ex-integrantes como convidados especiais), MICHAEL SCHENKER GROUP (MSG), ULI JON ROTH, WHITESNAKE, MOTÖRHEAD, MINISTRY, CELTIC FROST, MORBID ANGEL, SOULFLY e GAMMA RAY, além dos brasileiros do MALEFACTOR (2006), OVERKILL, SODOM & Guests, SAXON, LACUNA COIL, DIMMU BORGIR, BLIND GUARDIAN, ICED EARTH, DESTRUCTION & Guests, TYPE O NEGATIVE, IN FLAMES, IMMORTAL e CANNIBAL CORPSE, além dos brazucas do TORTURE SQUAD (2007), AVENGED SEVENFOLD, OPETH, SONATA ARCTICA, CHILDREN OF BODOM, AVANTASIA, KREATOR, KILLSWITCH ENGAGE, NIGHTWISH, AT THE GATES, EXODUS e CARCASS, além dos brasileiros do TORTURE SQUAD (2008), ANTHRAX, HEAVEN & HELL (último registro em vídeo de DIO), RUNNING WILD (último show antes de se separarem), LACUNA COIL, BULLET FOR MY VALENTINE, IN FLAMES, RAGE, HAMMERFALL, MOTÖRHEAD & Guests, DORO, EPICA, MACHINE HEAD, SAXON e NAPALM DEATH e (2009), MÖTLEY CRÜE, ALICE COOPER, IRON MAIDEN, ARCH ENEMY, SLAYER, ANVIL, WASP, SOULFLY, U.D.O., STRATOVARIUS, IMMORTAL, FEAR FACTORY e RED HOT CHILI PEPPERS (como convidados especiais num palco menor) (2010), BLIND GUARDIAN, HELLOWEEN, OZZY OSBOURNE, JUDAS PRIEST, SEPULTURA, KREATOR, CHILDREN OF BODOM, AVANTASIA & Guests, MOTÖRHEAD e AIRBOURNE, além dos brazucas do TORTURE SQUAD (2011) e SEPULTURA & LES TAMBOURS DU BRONX, SAXON, U.D.O. & Guests, VOLBEAT, OPETH, DIMMU BORGIR & ORCHESTRA, CORONER, HAMMERFALL, IN FLAMES, D.R.I. (DIRTY ROTTEN IMBECILES), SCORPIONS, MINISTRY, TESTAMENT, AMON AMARTH, MACHINE HEAD e DIO DISCIPLES (banda-tributo formada pelos membros da última formação da banda solo do grande mestre dos vocais, DIO, e que conta com os vocais de TIM "RIPPER" OWENS (ex-vocalista do JUDAS PRIEST), ONI LOGAN (vocalista do LYNCH MOB) e DORO PESCH (vocalista do WARLOCK)) (2012).

Confirmados para 2013 : ALICE COOPER, ANTHRAX, ARCH ENEMY, CANDLEMASS, DEEP PURPLE, DORO, FEAR FACTORY, LAMB OF GOD, MOTÖRHEAD, NIGHTWISH, RAMMSTEIN, SOILWORK, SONATA ARCTICA, THUNDER, UGLY KID JOE, entre outros.

Importantíssimo e histórico festival que abrange todas as vertentes do rock e do metal, mas que dá ênfase para o som mais pesado e extremo. É importante não só por ser o maior festival europeu e talvez do mundo, mas por ter a coragem e a grandeza de abrigar as maiores e também as menores bandas extremas, dando a elas a oportunidade de se sobressair e encabeçar um grande e importante festival, não as deixando no meio da programação como os festivais "mainstream" comumente fazem. Não à toa a edição de 2013, que tem a legenda "24 Years Louder Than Hell" (24 Anos Mais Barulhenta Que O Inferno), já está com os ingressos esgotados.

A GATHERING OF THE TRIBES :

Festival ocorrido nos dias 6 e 7 de outubro de 1990 (com a mesma escalação em ambos os dias) em 2 cidades da Califórnia, estado localizado na Costa Oeste dos Estados Unidos. Foi concebido pelo vocalista do THE CURE, IAN ASTBURY, que sonhava reunir algumas de suas bandas favoritas num único concerto para ajudar a causa dos índios nativo-americanos, e co-produzido pelo produtor de concertos e apresentador de TV Bill Graham.

A idéia nasceu logo após um show da turnê-conjunta que o THE CURE fez com o METALLICA na Dakota do Norte (estado da região centro-oeste dos Estados Unidos) no ano anterior, quando foi convidado a jantar na casa de um nativo-americano após observá-lo consertar sua pick-up. Sendo ele próprio descendente de índios e questionado por seu anfitrião sobre o que fazia pela causa indígena, ASTBURY resolve então reunir artistas de diversas "tribos" num show que despertasse a atenção do público para o assunto. Tribos nativo-americanas, inclusive, deram suas "bençãos" em cima do palco na abertura de cada um dos shows.

Como o próprio nome diz, "A Gathering Of The Tribes" (Um Encontro (ou ajuntamento) Das Tribos) foi uma reunião de várias vertentes musicais diferentes, incluindo rock, grunge, rap, indie, punk, folk, rockabilly, gótico e alternativo. Com isso ficou conhecido como o precursor do LOLLAPALOOZA, sendo o primeiro festival a ter a clara premissa de juntar a maior quantidade possível de estilos musicais diferentes entre si num mesmo evento e no mesmo dia.

Foi um evento de 2 dias de música e de cultura indígena realizado no dia 6 no Shoreline Amphitheater (um anfiteatro ao ar livre com capacidade para 22.500 pessoas), em Mountain View (cidade do condado de Santa Clara localizada na famosa Bay Area (baía) de San Francisco), e no dia 7 no Pacific Amphitheater (um anfiteatro ao ar livre com capacidade para 8.500 pessoas sentadas que faz parte das instalações do Centro De Feiras E Eventos Do Condado De Orange County (OC Fair & Event Center)), em Costa Mesa (cidade do condado de Orange County).

Mesmo com os dois shows tendo lotação máxima esgotada a empreitada trouxe prejuízo para ASTBURY, que afirma ter gastado na época 50 mil dólares (mais de 100 mil reais) do próprio bolso sem ter tido lucro algum.

Suas atrações foram : SOUNDGARDEN, ICE-T, INDIGO GIRLS, QUEEN LATIFAH, JOAN BAEZ, STEVE JONES (membro-fundador do SEX PISTOLS), IGGY POP & THE STOOGES, THE CHARLATANS, THE CRAMPS e THE MISSION, além de PUBLIC ENEMY (que devido à violência em seus shows recentes se apresentou apenas no segundo dia) e LENNY KRAVITZ (que também esteve apenas no segundo dia).

Este foi, novamente, mais um importante festival para a história.

E esses foram os anos 80.

Festivais: A História Contada Desde Os Primórdios - Anos 60
Festivais: A História Contada Desde Os Primórdios - Anos 70
Festivais: A História Contada Desde Os Primórdios - Brasil
Festivais: A História Contada Desde Os Primórdios - Anos 90 (EUA)
Festivais: A História Contada Desde Os Primórdios - 90's (Europa)

Criado em 1996, Whiplash.Net é o mais completo site sobre Rock e Heavy Metal em português. Em março de 2013 o site teve 1.258.407 visitantes, 2.988.224 visitas e 8.590.108 pageviews. Redatores, bandas e promotores podem colaborar pelo link ENVIAR MATERIAL no topo do site.


  | Comentários:

Todas as matérias da seção Matérias e Biografias
Todas as matérias sobre "Festivais; A História Contada Desde Os Primórdios"

Festivais: A História Contada Desde Os Primórdios - 90's (Europa)
Festivais: A História Contada Desde Os Primórdios - Anos 90 (EUA)
Festivais: A História Contada Desde Os Primórdios - Anos 80
Festivais: A História Contada Desde Os Primórdios - Brasil
Festivais: A História Contada Desde Os Primórdios - Anos 70
Festivais: A História Contada Desde Os Primórdios - Anos 60

Os comentários são postados usando scripts do FACEBOOK e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Pense antes de escrever; os outros usuários e colaboradores merecem respeito;
Não seja agressivo, não provoque e não responda provocações com outras provocações;
Seja gentil ao apontar erros e seja útil usando o link de ENVIO DE CORREÇÕES;
Lembre-se de também elogiar quando encontrar bom conteúdo. :-)

Trolls, chatos de qualquer tipo e usuários que quebram estas regras podem ser banidos sem aviso. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Sobre Leandro Da Silva Rico

Músico, baixista, letrista, escritor, tradutor e estudante de música na faculdade Unisantanna, em São Paulo.

Mais matérias de Leandro Da Silva Rico no Whiplash.Net.

Link que não funciona para email (ignore)

QUEM SOMOS | ANUNCIAR | ENVIAR MATERIAL | FALE CONOSCO

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em março: 1.258.407 visitantes, 2.988.224 visitas, 8.590.108 pageviews.


Principal

Resenhas

Seções e Colunas

Temas

Bandas mais acessadas

NOME
1Iron Maiden
2Guns N' Roses
3Metallica
4Black Sabbath
5Megadeth
6Ozzy Osbourne
7Kiss
8Led Zeppelin
9Slayer
10AC/DC
11Angra
12Sepultura
13Dream Theater
14Judas Priest
15Van Halen

Lista completa de bandas e artistas mais acessados na história do site

Matérias mais lidas