Jerry Lee Lewis: o dia em que ele quase matou John Lennon

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Bento Araújo
Enviar correções  |  Comentários  | 

Imagem
Baixista Magnus Rosén quase morre durante vôo rumo à América do SulLed Zeppelin e o lendário encontro com Elvis Presley

Cerca de um ano após o lançamento do álbum de Jerry Lee Lewis, London Sessions, que contava com a participação de Rory Gallagher, foi agendado um show do pianista mais rocker do mundo no famoso clube Roxy, em Los Angeles. Astros da música e do cinema foram convidados especialmente para a ocasião, assim como produtores, empresários e as groupies mais quentes da redondeza.

Imagem
O show ia muito bem até que John Lennon chega no local e começa a chamar mais atenção da platéia do que o próprio Jerry Lee Lewis. De cabelos curtos e calmamente sentado no balcão do Roxy, Lennon parecia não se intimidar com o tumulto que começava a se formar ao seu redor.

Todo mundo comentava algo e as atenções estavam viradas para Lennon. Jerry Lee furioso, começa a tocar uma versão selvagem para "Jerry Lee Rag", porém nada que acontecia naquele palco parecia desviar a atenção do pessoal, até que Jerry manda a banda parar de tocar e começa a falar no microfone um monte de besteira sobre os Beatles e o quanto as músicas deles eram uma merda. Mete o pau também nos Stones, bradando que ninguém fazia Rock nesse mundo como ele próprio.

Lennon adorou a atitude de Jerry, subiu no balcão e ficou gritando em direção ao palco: "podes crer, os Beatles eram uma bosta mesmo cara!"

Todo mundo começou a dar risada da situação e Jerry não entendeu nada, pensando que Lennon estava mandando-o ir tomar naquele lugar...

Jerry arrastou o piano pelo palco e o destruiu em pedaços... o pianista sempre andava armado e pela sua reação parecia que ele puxaria sua arma a qualquer instante e começaria a disparar na direção de Lennon! O público começou a deixar o local e o clima ficava cada vez mais tenso até o show ser interrompido e Jerry Lee ser levado à força para os camarins.

Imagem
Rory Gallagher, que era convidado especial de Jerry, achou uma boa ir até o backstage acalmar o amigo, afinal de contas, o relacionamento entre os dois no estúdio tinha sido muito bom. Donal, irmão e empresário de Rory, tentou impedi-lo falando que Jerry iria, no mínimo, espancá-lo. Só deixou Rory seguir em frente com a condição de que ele e o segurança pessoal dos irmãos Gallagher, Tom O'Driscoll (também presente na ocasião) fossem juntos.

Jerry estava sentado sozinho e de cabeça baixa, no camarim, completamente vazio. Obviamente até o mais durão membro da equipe do astro estava se escondendo de medo naquele instante. Rory se aproximou e sentou-se ao lado de Jerry que estava ainda vermelho de ódio. Antes que qualquer palavra fosse dita, a porta se abre e John Lennon entra no camarim!

Um silêncio mortal se instalou e sem que ninguém esperasse o gigantesco guarda-costas de Gallagher se atira de joelhos na frente de Lennon e começa a chorar! O sujeito beijou a mão de Lennon e falou: "Eu esperei mais de vinte anos para conseguir um autógrafo do rei do Rock n' Roll!"

Agora sim o juizo final estava por vir. Já não bastava Lennon ter roubado as atenções durante todo o show, no camarim de Jerry a cena se repetia.

Jerry foi logo buscando algum objeto para atirar contra o roqueiro inglês. Chegou a conferir em sua bota de cano alto se sua arma estava por ali.

Lennon sentindo que o clima ia realmente esquentar, rapidamente assinou o pedaço de papel para o segurança. Rasgou um pedacinho do mesmo papel, roubou a caneta do fã e se dirigiu para Jerry Lee.

O beatle repetiu passo a passo a idolatria que tinha acabado de protagonizar: ajoelhou-se, beijou a mão de Jerry e falou: "Eu esperei mais de vinte anos para conseguir um autógrafo do verdadeiro rei do Rock 'n Roll!".

Jerry se deleitou com a atitude inesperada de Lennon. Assinou o papel e começaram a conversar como se nada tivesse acontecido...

Imagem
Na versão impressa da poeira Zine você encontra a biografia completa de Rory Gallagher, além de comentários minuciosos sobre todos seus álbuns e curiosidades sobre sua guitarra Fender.

Comente: Existiu um rockstar mais maluco do que Jerry Lee Lewis?

Por que destacamos matérias antigas no Whiplash.Net?

Quer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Poeira

Garagens dos Anos 60Paul Kossoff - Dor transmitida através das cordasGrand Funk Railroad: A Maior Potência do Hard Norte-AmericanoBlack Sabbath: a passagem de Ian Gillan pela bandaPower-Trios: o Hard é o gênero "onde o bicho mais pega"Blow By Blow - a baforada certeira de BeckIggy and the Stooges: Raw Power, a trilha sonora do fim do mundoIron Maiden: versões pesadas para clássicos do RockResenha - Jethro Tull (Credicard Hall, São Paulo, 20/03/2004)Muscle of LoveZZ Top: os sagrados primeiros álbuns alterados em estúdioLynyrd Skynyrd x Neil Young - Amigos ou inimigos?ScorpionsTommy Bolin: Os excessos estavam acabando com aquele caraMountain - discografia comentadaThin LizzyMassageie sua mente com este ácido orgasmo auditivoThe James Gang - A gangue encrenqueira do rockGeordie: A primeira banda do vocalista Brian JohnsonDuane Allman: o auge do Derek And The DominosOs 30 anos da morte de Marc BolanKen Hensley: seguindo sonhos, como nos bons temposLed Zeppelin no Brasil: sonho que pode se realizarFestivais Ao Ar Livre no Brasil que não aconteceramThe Who: Quinze minutos de fama no lugar de Keith MoonPoeira: Rockstars e as bandas que eles sonhavam fazer parteBon Scott, o eterno Rocker...Blind Faith: uma das capas mais polêmicas da históriaA jubilosa estréia do Moby GrapeJethro Tull: a fúria de Ian Anderson pra cima do Led ZeppelinAC/DC: os últimos dias do vocalista Bon ScottBlack Sabbath: a "era 'Mob Rules'"Todas as matérias sobre "Poeira"

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, nos links abaixo:

Post de 04 de setembro de 2012
Post de 04 de novembro de 2016

Todas as matérias da seção MatériasTodas as matérias sobre "Poeira"Todas as matérias sobre "Rory Gallagher"Todas as matérias sobre "Jerry Lee Lewis"Todas as matérias sobre "Beatles"Todas as matérias sobre "John Lennon"

Hammerfall
Magnus Rosén quase morre durante vôo à América do Sul

Led Zeppelin
O lendário encontro com o Rei do Rock, Elvis Presley

Eddie Trunk
10 discos que mudaram a vida do apresentador

Vamos admitir sem hipocrisia: não há banda nova que presteNovoselic: "Kurt nunca deveria ter se matado!"Separados no nascimento: Ronnie James Dio e Maria BethaniaIron Maiden: Nicko McBrain assimila outro baterista em seu lugarFotos de Infância: os primórdios da banda SepulturaIron Maiden: pastor tatuado quer entrar para o Guinness

Sobre Bento Araújo

Bento Araújo nasceu em 1976. É jornalista profissional e adora a música dos anos 60 e 70. É o editor chefe da Poeira Zine, a única publicação do país dedicada à música dos bons tempos. Lá ele escreve os textos, faz a diagramação, cuida da arte, do visual, faz 'a social' com os anunciantes, distribui, faz correio, banco, responde os e-mails e as cartas e também limpa o banheiro da redação... Além de tudo isso, o cara ainda tira uma onda tocando contra-baixo pela noite paulistana, além de vez ou outra fazer um 'bico' em alguma loja de discos em troca de raridades vinílicas... O Editor também oferece seus serviços jornalísticos e musicais a quem se interessar... (nada que uns bons dólares não possam resolver...)

Mais matérias de Bento Araújo no Whiplash.Net.

Link que não funciona para email (ignore)

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online