Matérias Mais Lidas

imagemO grave problema do refrão de "Eagle Fly Free", segundo Fabio Lione

imagemEngenheiros do Hawaii e as tretas com Titãs, Lulu Santos, Lobão e outros

imagemA bizarra exigência de Ace Frehley para participar da última turnê do Kiss

imagemA categórica opinião de Dave Mustaine sobre religião "abusiva e falsa" de sua mãe

imagemEdu Falaschi descobriu que seu primo famoso tem mais seguidores que ele no Instagram

imagemGregório Duvivier: "Perto de Chico Buarque, Bob Dylan é uma espécie de Renato Russo!"

imagemIggor Cavalera diz que reunião da formação clássica do Sepultura seria incrível, mas...

imagemDave Mustaine cutuca Kiss e bandas "preguiçosas" que usam playbacks

imagemGene Simmons diz que não sabe quando última tour do Kiss vai acabar

imagemJoão Gordo diz que não torce pela seleção brasileira de futebol

imagemRádio canadense está tocando uma música do Rage Against The Machine sem parar

imagemQuando Jimi Hendrix chamou Eric Clapton para subir no palco e afinar sua guitarra

imagemLobão explica porquê todo sertanejo gostaria, no fundo, de ser roqueiro

imagemTravis Barker, do Blink-182, é hospitalizado às pressas e filha pede orações

imagemDave Mustaine, eufórico, compara James LoMenzo com Cliff Burton


Airbourne 2022

O adeus a Jon Lord

Por Paulo Severo da Costa
Em 23/07/12

Juro que tentei a todo custo evitar qualquer comentário ao falecimento de JON LORD. Sempre achei esse tipo de "menção póstuma" de péssimo gosto; quase uma forma de oportunismo barato. A questão é que além de pupilo do rock´roll, também escrevo a respeito e, por isso, peço permissão aos que lerem esse ensaio pela fuga à técnica "culta" de redação: esse texto é de um fã.

LORD é o resultado ideal de um operário do rock n´roll: era carismático sem abrir a boca, comentava pouco e simultaneamente era muito comentado, tocava tudo e tinha a capacidade quase única de rivalizar – e muitas vezes se sobrepor - à figura genial e egocêntrica de BLACKMORE. Antes de tudo, LORD labutava em prol da banda; era a representação exata de um pivô central, de um eixo motor.

Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

LORD construiu sua carreira de forma independente ao PURPLE ou ao WHITESNAKE. Olhando em perspectiva, sempre foi respeitado pelo seu profissionalismo e genialidade. Fundindo BEETHOVEN ao piano de cabaré, o blues e o jazz à petulância de JERRY LEE LEWIS, ajudou a fundar o metal, mostrando que modos gregorianos, cabelo comprido e litros de destilado podiam sim ser misturados sem perder a liga. Criou linhas surreais ("Pictures Of Home"), apelos vanguardistas irresistíveis ("Child In Time"), arpejos temperados ao sabor de PAGANINI ("Highway Star") – um caldeirão de molduras revestidas de bom gosto e originalidade.

Como consegui viver de Rock e Heavy Metal

Sem nunca baratear seu som, colocou a teoria pesada a favor dos ventos que guiaram o som bluesy de MICKY MOODY e ROGER GLOVER, ao estrelismo de GLENN HUGHES e o vício avassalador de TOMMY BOLIN. Se poucos conseguiriam conversar em sua língua, ao mesmo tempo, tinha o dom do poliglota quando assunto era entender a idissioncrasia de seus pares. Sabia ser grande e se colocar pequeno, monstruoso ou desnecessário, quando preciso.

Obrigado JON.


Morte de Jon Lord

Deep Purple: Ian Paice comenta saúde de Jon Lord

Deep Purple: Jon Lord, mito dos teclados, morre aos 71 anos

Marcos De Ros: declaração sobre o falecimento de Jon Lord

Jon Lord: reveja as notícias sobre a doença do tecladista

Geezer Butler: "Muito triste" ao saber da morte de Jon Lord

Jon Lord: repercussão de sua morte entre outros astros

Slash: "Um dia triste na história do Rock N' Roll"

David Coverdale: "alegria e prazer" em conhecer Jon Lord

Deep Purple: mensagem sobre Jon Lord no site oficial

Rick Wakeman: declaração sobre Jon Lord

Jon Lord: principais sites do mundo noticiam a morte

Jon Lord: vários rockstars repercutem falecimento

Jordan Rudess: "Jon Lord foi uma inspiração para mim"

Metallica: Lars Ulrich fala sobre Jon Lord

imagemTony Iommi: "foi uma honra poder tocar junto com Jon Lord"

Jon Lord: Bill Ward também fala sobre o mito

E o rock perdeu um dos seus 'lordes'...

Jon Lord: leia trechos de última entrevista de sua vida

Todas as matérias sobre "Morte de Jon Lord"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp




Sobre Paulo Severo da Costa

Paulo Severo da Costa é ensaísta, professor universitário e doente por rock n'roll. Adora críticas, mas não dá a mínima pra elas. Email para contato: [email protected]

Mais matérias de Paulo Severo da Costa.