RECEBA NOVIDADES ROCK E METAL DO WHIPLASH.NET NO WHATSAPP

Matérias Mais Lidas


Stamp

Clássicos imortais: Ride The Lightning e a evolução assustadora do Metallica

Resenha - Ride The Lightning - Metallica

Por Mateus Ribeiro
Postado em 11 de abril de 2020

Existem alguns discos que são tão bons, mas tão bons, que nos fazem acreditar que foram escritos por pessoas possuídas por forças ocultas. E é sobre um desses trabalhos que falarei um pouco. Senhoras e senhores, com vocês, "Ride The Lightning", do Metallica.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - GOO
Anunciar no Whiplash.Net Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Lançado em julho de 1984, "Ride The Lightning" é o segundo álbum de estúdio do Metallica, que naqueles dias, ainda iniciava a sua trajetória, mas já apresentava um potencial gigantesco.

Após assustar o mundo inteiro com a violência apresentada em "Kill 'Em All" (primeiro disco, lançado em 1983), o Metallica mostrou uma evolução estupenda em seu segundo trabalho. A agressividade continuava presente, mas desta vez, de forma lapidada. A melodia, praticamente ausente no debut da banda, começou a dar as caras, dividindo espaço com a velocidade e uma certa dose de ódio de tudo e todos, sentimento compreensível vindo de 4 jovens rapazes com sangue nos olhos.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - CLI
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O álbum abre com "Fight Fire With Fire", que é sem sombra de dúvidas a música mais furiosa que o Metallica já escreveu. Tudo nesta música é caótico, desde os riffs até a letra apocalíptica.

O clima continua quente com a música que dá nome ao álbum. Apesar de mais cadenciada, "Ride The Lightning" também é pesada e trata de um tema terrível: a execução na cadeira elétrica, narrada na visão desesperada de um infeliz presidiário.

E por falar em desespero, vale ressaltar que o disco aborda temas como a falta de esperança, e isso pode ser notado na faixa "Escape e na excelente "Fade To Black", primeira balada escrita pela banda, que fala sobre alguém que perdeu as esperanças na vida e busca na morte o seu alívio. Aliás, se você nunca ouviu Metallica (ou heavy metal), "Fade To Black" pode ser uma boa opção para mostrar que música pesada também pode (e deve) ter sentimentos.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - DEN
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Apenas essas músicas citadas seriam suficientes para valer o álbum. Porém, para a sorte do ouvinte, o disco apresenta outros clássicos. Começando por "For Whom The Bell Tolls", uma das músicas mais famosas da banda, com seu riff icônico e refrão grudento, que nunca mais sai da cabeça.

A rápida "Trapped Under Ice" mostra que a veia "inconsequente" de "Kill ´Em All" continua presente, o que pode ser notado em seu solo rápido, que caberia em qualquer música do primeiro disco.

As músicas que fecham o disco são duas obras que deveriam ser admiradas e ouvidas por todas as pessoas do planeta, independente do seu gosto musical. "Creeping Death", que fala sobre o sofrimento do povo Hebreu durante 400 anos no Egito, é uma aula de como se fazer metal. O seu riff inesquecível e o refrão forte são as companhias perfeitas para a narrativa histórica e extremamente detalhada de uma das melhores músicas da história do metal.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - GOO
Anunciar no Whiplash.Net Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

A música que encerra o disco é "The Call Of Ktulu", sem sombra de dúvidas, uma das instrumentais mais emblemáticas escritas por alguma banda de metal. O baixo de Cliff Burton praticamente fala durante a música toda, que é um encerramento magistral para um disco épico.

"Ride The Lightning" continua sendo citado até hoje como influência por muitos artistas e bandas. Mesmo após quase 40 anos de seu lançamento, é um dos trabalhos mais influentes do heavy metal em geral.

Para muitos, este é o melhor trabalho do Metallica. Para outros, é a evolução natural para a chegada ao ápice, atingido com o trabalho seguinte, "Master Of Puppets". Seja qual for a sua opinião, não há como fugir de uma verdade absoluta: "Ride The Lightning" é um disco perfeito do início ao fim.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - CLI
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Nota: 10

Ficha Técnica

Álbum: "Ride The Lightning"
Artista: Metallica
Data de lançamento: 27 de julho de 1984

Faixas

"Fight Fire With Fire"
"Ride The Lightning"
"For Whom The Bell Tolls"
"Fade To Black"
"Trapped Under Ice"
"Escape"
"Creeping Death"
"The Call Of Ktulu"

Formação

James Hetfield: vocal/guitarra
Kirk Hammett: guitarra
Cliff Burton: baixo
Lars Ulrich: bateria

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - DEN
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Outras resenhas de Ride The Lightning - Metallica

Resenha - Ride The Lightning - Metallica

Metallica: "Ride The Lightning", um clássico dos anos 80

Metallica: Com Ride The Lightning, de promessa a realidade

Metallica: 1984, o ano da ascensão

Metallica: Ride the Lightning, a virilidade do poeta

Metallica: Em 1984, o clássico Ride The Lightning

Metallica: 35 anos de um álbum que não envelhece nunca

Compartilhar no FacebookCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Twitter

Siga e receba novidades do Whiplash.Net:

Novidades por WhatsAppTelegramFacebookInstagramTwitterYouTubeGoogle NewsE-MailApps


Summer Breeze 2024

Stratosphere Project: O eco estrondoso da Via-Láctea fundindo-se nas dimensões ocultas

Perc3ption: A arte em situações extremas

"Here Comes The Rain", último registro do Magnum com Tony Clarkin, é mais um bom registro

Resenha - Nebro - Vesperaseth

Sepultura: Em plena forma e com mais um disco brilhante

Deep Purple: Who Do We Think We Are é um álbum injustiçado?

Deep Purple: Stormbringer é um álbum injustiçado?

Megadeth: recuperando a fúria que faltava


publicidadeAdriano Lourenço Barbosa | Airton Lopes | Alexandre Faria Abelleira | Alexandre Sampaio | Andre Facchini Medeiros | André Frederico | Ary César Coelho Luz Silva | Assuires Vieira da Silva Junior | Bergrock Ferreira | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Alexandre da Silva Neto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cláudia Falci | Danilo Melo | Dymm Productions and Management | Efrem Maranhao Filho | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Fabio Henrique Lopes Collet e Silva | Filipe Matzembacker | Flávio dos Santos Cardoso | Frederico Holanda | Gabriel Fenili | George Morcerf | Henrique Haag Ribacki | Jesse Alves da Silva | João Alexandre Dantas | João Jesus Leitão Souza | João Orlando Arantes Santana | Jorge Alexandre Nogueira Santos | José Patrick de Souza | Juvenal G. Junior | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Marcus Vieira | Maurício Gioachini | Mauricio Nuno Santos | Odair de Abreu Lima | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Ricardo Cunha | Richard Malheiros | Roberto Andrey C. dos Santos | Sergio Luis Anaga | Silvia Gomes de Lima | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Victor Adriel | Victor Jose Camara | Vinicius Valter de Lemos | Walter Armellei Junior | Williams Ricardo Almeida de Oliveira | Yria Freitas Tandel |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sobre Mateus Ribeiro

Fã de Ramones, In Flames e Soilwork. Ouve (quase) tudo, desde rock clássico até black metal.
Mais matérias de Mateus Ribeiro.

 
 
 
 

RECEBA NOVIDADES SOBRE
ROCK E HEAVY METAL
NO WHATSAPP
ANUNCIAR NESTE SITE COM
MAIS DE 4 MILHÕES DE
VIEWS POR MÊS