Metallica: Com Ride The Lightning, de promessa a realidade

Resenha - Ride The Lightning - Metallica

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Rodrigo Noé de Souza
Enviar Correções  

10


Com o lançamento do Kill´Em All (1983), o Metallica passou de promessa a realidade. Cada vez mais velozes e furiosos, James Hetfield, Lars Ulrich, Cliff Burton e Kirk Hammett queriam mais e voaram para Dinamarca para gravar seu sucessor.

Metallica: como surgiu a tenebrosa versão acústica de "Blackened"

Tamanho é documento?: os Rock Stars mais altos e baixos

No meio do caminho, perderam seus equipamentos e tiveram que pedir ajuda à banda Mercyful Fate, que também estavam gravando no mesmo estúdio. Reza a lenda que Lars Ulrich ficou amedrontado durante as gravações, quando olhou o caderno de anotações do King Diamond; o que, mais tarde, James revelou que algumas das letras do disco foram inspiradas pelo próprio King.

Produzido pela banda e por Flemming Rasmussen, Ride the Lightning abre com Fight Fire With Fire, uma intro acústica que vira uma bomba atômica. Contando com duas faixas co-escritas por Dave Mustaine, a faixa-título e The Call Of Ktulu são destaques absolutos. A primeira é rifferama pura, de deixar qualquer moleque em um estado de sair quebrando tudo. A letra (assim com a capa) aborda a pena de morte, em especial a cadeira elétrica. Já a Call Of Ktulu é um épico fenomenal, baseado na obra do escritor H.P. Lovecraft. Ela ganhou versão orquestrada no S&M (1999).

Outra faixa temática é a For Whom The Bell Tolls, com um baixo marcando presença e empolgando até morto-vivo. E foi baseado no livro homônimo de Ernest Hemingway, sobre a Guerra civil Espanhola. Em se tratando de baladas, Fade To Black virou histórica. Suas bases melódicas e solos sensacionais virou hino para quem gosta de acender isqueiros. Inspirado no roubo dos equipamentos, Fade é de chorar.

Creeping Death mostrava o que o Metallica viraria a seguir. com riffs imortais, refrãos matadores e linhas de bateria absurda, essa faixa virou single, ao lado de Am I Evil? (Diamond Head) e Blitzkrieg (Blitzkrieg).

Vale a pena escutar Trapped Under Ice, que é uma paulada sem fim; e Escape, com influências de Thin Lizzy e NWOBHM.

Ride The Lightning solidificou a carreira do Metallica. E com todo esse suporte, a banda continuava sonhando alto.

Tracklist:

1-Fight Fire With Fire
2-Ride The Lightning
3-For Whon The Bell Tolls
4-Fade To Black
5-Trapped Under Ice
6-Escape
7-Creeping Death
8-The Call of Ktulu


Outras resenhas de Ride The Lightning - Metallica

Clássicos imortais: Ride The Lightning e a evolução assustadora do MetallicaClássicos imortais
Ride The Lightning e a evolução assustadora do Metallica

Metallica: 35 anos de um álbum que não envelhece nunca

Metallica: Em 1984, o clássico Ride The LightningMetallica
Em 1984, o clássico Ride The Lightning

Metallica: 1984, o ano da ascensão

Resenha - Ride The Lightning - Metallica

Metallica: Ride the Lightning, a virilidade do poeta

Metallica: Ride The Lightning, um clássico dos anos 80Metallica
"Ride The Lightning", um clássico dos anos 80




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Metallica: como surgiu a tenebrosa versão acústica de BlackenedMetallica
Como surgiu a tenebrosa versão acústica de "Blackened"

Metallica: Lars Ulrich e quando poderemos esperar novo material da bandaMetallica
Lars Ulrich e quando poderemos esperar novo material da banda

Metallica: S&M2 pode barrar Katy Perry no topo das paradas dos Estados UnidosMetallica
S&M2 pode barrar Katy Perry no topo das paradas dos Estados Unidos

Metallica: O baterista Lars Ulrich responde sobre possível novo álbum de coversMetallica
O baterista Lars Ulrich responde sobre possível novo álbum de covers

Metallica: primeira banda a atingir o 1º lugar da Billboard em 4 décadas diferentesMetallica
Primeira banda a atingir o 1º lugar da Billboard em 4 décadas diferentes

Eduardo Dutra Maia: O "novo" álbum do Metallica, S&M2 (vídeo)

Metallica: Trujillo afirma que banda pode fazer mais shows durante a pandemiaMetallica
Trujillo afirma que banda pode fazer mais shows durante a pandemia

Metallica: Lars Ulrich não iria embora se Donald Trump fosse eleito?Metallica
Lars Ulrich não iria embora se Donald Trump fosse eleito?

Metallica: a dificuldade em tocar Unforgiven III só com James e orquestra, sem bandaMetallica
A dificuldade em tocar "Unforgiven III" só com James e orquestra, sem banda

Metallica: o álbum do Iron Maiden que James Hetfield usou para aprender a tocarMetallica
O álbum do Iron Maiden que James Hetfield usou para aprender a tocar


Metallica: Nunca uma grande banda fez tantos discos ruins, diz PortnoyMetallica
Nunca uma grande banda fez tantos discos ruins, diz Portnoy

Raven: James Hetfield pagou pau pra banda em show no BrasilRaven
James Hetfield pagou pau pra banda em show no Brasil


Tamanho é documento?: os Rock Stars mais altos e baixosTamanho é documento?
Os Rock Stars mais altos e baixos

Solos: Alguns dos mais bonitos do Heavy MetalSolos
Alguns dos mais bonitos do Heavy Metal


Sobre Rodrigo Noé de Souza

Nasci em 1984. Esse ano não é só o início de uma nova democracia, mas também é o ano em que vários discos foram lançados, como Powerslave (IRON MAIDEN), Stay Hungry (TWISTED SISTER), W.A.S.P., Don't Break The Oath (Mercyful Fate), Slide It In (WHITESNAKE), 1984 (VAN HALEN), The Last In Line (DIO) e, o meu favorito de todos, Ride the Lightning (METALLICA). Sou um aficcionado por Metal, desde AC/DC e ZZ Top, até Anaal Nathrakh e Krisiun.

Mais matérias de Rodrigo Noé de Souza no Whiplash.Net.

adWhipDin adWhipDin adWhipDin