Resenha - Ride The Lightning - Metallica

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Maurício Gomes Angelo
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 9

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Eu sei que a primeira coisa que você pensou ao ver este review foi: “Só quero ver o que esta besta vai falar a respeito deste clássico do heavy metal...” Mexer no passado de uma das maiores bandas de metal da história não é coisa para os mais normais e reservados, mas como minha sanidade nunca foi muito boa mesmo, vamos a ele: o clássico álbum da cadeira elétrica.
4715 acessosMetallica: por que cortamos os nossos cabelos?5000 acessosHistória do Rock: dos primórdios aos anos 70

Eu só passei a ter contato com os primeiros álbuns do Metallica muito recentemente -calma, amigos headbangers! Já estou me corrigindo! Por isso mesmo, tive o desejo de fazer esse review.

Primeiro, não sou fanático ao ponto de dizer que o Metallica “salvou” o metal da degradação e da estagnação na época, como alguns costumam bradar. Que estagnação meu caro? Nos anos 80? Com centenas de bandas explodindo, criando e se expandindo a todo momento? Onde clássicos e mais clássicos do estilo foram lançados um atrás do outro?

O Metallica foi sim uma banda inovadora, uma das precursoras do thrash metal e que ajudou a espalhar e propagar o estilo, além de influenciar muitos outros grupos.

Além das clássicas, pesadas, muito bem construídas e com um talento muito grande de criação e execução em todos os elementos (guitarra,baixo,bateria e vocal) “For Whom The Bell Tolls” e “Creeping Death”, além da faixa título, “Ride The Lightning” mostra essa qualidade de todas as suas músicas. Classificar “Fade To Black” como balada ao meu ver é errôneo e superficial. A primeira música mais lenta e arrastada do grupo é uma pérola, com riffs, dedilhados, viradas, solos e cavalgadas geniais, além de James Hetfield mostrar como se faz uma música desse tipo com sentimento, emoção e agressividade ao mesmo tempo. Um grande clássico do metal. As mais rápidas (com uma veia “speed” bem aberta), agressivas e diretas “Fight Fire With Fire” e “Trapped Under Ice” têm todas essas características em comum e também refrões fortes e marcantes.

Comparando o James Hetfield atual com o da primeira fase, vê-se uma grande diferença. Nos primórdios era dono de uma voz mais melódica, rasgada e aguda, uma impostação bem diferente.

“Call of Ktulu”, instrumental beirando os nove minutos, mostrava o lado ainda mais técnico e elaborado da banda, que seria adotado mais abertamente em “And Justice for All”. “Ride The Lightning” mostra a verdadeira essência do Metallica. Mostra o que James Hetfield, Kirk Hammet, Cliff Burton e Lars Ulrich sabem (ou sabiam?) fazer de melhor: METAL... da melhor qualidade, o que todos nós gostamos de ouvir.

O disco tem o dom de encantar e conquistar metaleiros depois de muitos anos, como eu, que não conhecia o passado da banda e que não aprecio o presente. Se é isso que torna um álbum clássico e importante (a sua qualidade capaz de conquistar gerações e gerações de metaleiros), com certeza, “Ride The Lightning” é clássico com todas as letras.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Outras resenhas de Ride The Lightning - Metallica

4802 acessosMetallica: 1984, o ano da ascensão4448 acessosMetallica: Com Ride The Lightning, de promessa a realidade1982 acessosMetallica: Ride the Lightning, a virilidade do poeta5000 acessosMetallica: "Ride The Lightning", um clássico dos anos 805000 acessosTradução - Ride The Lightning - Metallica

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

MetallicaMetallica
Por que cortamos os nossos cabelos?

173 acessosMetallica: vídeo oficial de Harvester of Sorrow ao vivo em Quebec1027 acessosGhost: Hetfield é gente como a gente e vai para galera em show0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Metallica"

Meet and GreetMeet and Greet
Quanto custa se encontrar com os Rockstars?

Dave MustaineDave Mustaine
Vocalista comenta sobre os ex-colegas do Metallica

Big FourBig Four
"É como se fosse uma reunião de família, saudável e divertida!"

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Metallica"

HistóriaHistória
A história do rock, dos primórdios aos anos 70

Jack BruceJack Bruce
"Foda-se o Led Zeppelin! Eles são um lixo!"

Collectors RoomCollectors Room
A coleção de cerca de vinte mil títulos de Kid Vinil

5000 acessosMMA: os lutadores que curtem Rock e Heavy Metal5000 acessosRita Lee: Ela participou de suruba com o Yes e furtou a cobra de Alice Cooper5000 acessosEm 11/05/1981: Bob Marley morre, vítima de um tumor no cérebro5000 acessosCradle Of Filth: "relação de amor-ódio com muitos"5000 acessosJani Lane: envenenamento por álcool foi a causa da morte5000 acessosChristopher Lee: aos 92 anos é o ator mais metaleiro do mundo!

Sobre Maurício Gomes Angelo

Jornalista. Escreve sobre cultura pop (e não pop), política, economia, literatura e artigos em várias áreas desde 2003. Fundador da Revista Movin' Up (www.revistamovinup.com) e da revrbr (www.revrbr.com), agência de comunicação digital. Começou a escrever para o Whiplash! em 2004 e passou também pela revista Roadie Crew.

Mais matérias de Maurício Gomes Angelo no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online