Matérias Mais Lidas

Raimundos: vão cancelar Renato Russo?, diz Digão ao postar vídeo com falas do cantorRaimundos: "vão cancelar Renato Russo?", diz Digão ao postar vídeo com falas do cantor

Humor: como seriam os nomes de alguns rockstars se eles fossem brasileirosHumor: como seriam os nomes de alguns rockstars se eles fossem brasileiros

W.A.S.P.: a condição imposta por Blackie Lawless para entrada de Aquiles PriesterW.A.S.P.: a condição imposta por Blackie Lawless para entrada de Aquiles Priester

Mötley Crüe: John Corabi sente-se insultado pela forma que foi retratado em The DirtMötley Crüe: John Corabi sente-se insultado pela forma que foi retratado em "The Dirt"

Brian May: após quase ser cancelado, guitarrista pede desculpas por comentáriosBrian May: após quase ser cancelado, guitarrista pede desculpas por comentários

Queensryche: vocalista não esconde mais seus cigarros e não liga para os críticosQueensryche: vocalista não esconde mais seus cigarros e não liga para os críticos

Exodus: Gary Holt assustou profissional da saúde ao mostrar o que faz no palcoExodus: Gary Holt assustou profissional da saúde ao mostrar o que faz no palco

Thiago Castanho: pede pra ele tocar guitarra e cantar, diz sobre filho de ChorãoThiago Castanho: "pede pra ele tocar guitarra e cantar", diz sobre filho de Chorão

Angra: por que Fabio Lione não consegue mais escutar power metalAngra: por que Fabio Lione não consegue mais escutar power metal

Celtic Frost: Tom Warrior elogia integrante de banda brasileira; admiro imensamenteCeltic Frost: Tom Warrior elogia integrante de banda brasileira; "admiro imensamente"

Deep Purple: em 2004, Steve Morse gravou covers de Ozzy e arrumou dor de cabeçaDeep Purple: em 2004, Steve Morse gravou covers de Ozzy e arrumou dor de cabeça

Angra: Kiko Loureiro diz quais álbuns lançados pela banda são os seus favoritosAngra: Kiko Loureiro diz quais álbuns lançados pela banda são os seus favoritos

Rock in Rio 2022: Guns N' Roses e Maneskin são confirmados oficialmente no festivalRock in Rio 2022: Guns N' Roses e Maneskin são confirmados oficialmente no festival

Slash: o álbum clássico que fez ele mudar do baixo pra guitarraSlash: o álbum clássico que fez ele mudar do baixo pra guitarra

Audioslave: a opinião do guitarrista Tom Morello sobre o hit CochiseAudioslave: a opinião do guitarrista Tom Morello sobre o hit "Cochise"


Monolito02
Stamp

Red Hot Chili Peppers: O pior trabalho da banda?

Resenha - Getaway - Red Hot Chili Peppers

Por Eduardo Quagliato
Em 12/07/16

Nota: 3

Há alguns meses, quando fui escrever uma resenha sobre o então novo disco do Iron Maiden ("The Book of Souls", leia no link abaixo), fui surpreendido com um ótimo trabalho, de uma das minhas três bandas favoritas, e da qual eu já não esperava muita coisa.

Iron Maiden: O melhor álbum desde Brave New World?Iron Maiden
O melhor álbum desde "Brave New World"?

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Agora, com "The Getaway", novo álbum dos Red Hot Chili Peppers (outra banda que está no meu "Top 3" – a faltante é o Metallica), a situação foi, de certa forma, inversa: eu tinha esperança de escutar algo melhor que o último registro de estúdio (o apenas regular "I'm With You", de 2011), pois o guitarrista Josh Klinghoffer já não é um novato e eu achava que, naturalmente, a banda estaria mais entrosada e evoluída. Além disso, pensei que a mudança de produtor – a primeira desde 1991! – talvez pudesse injetar um novo gás no quarteto, que já conta com três cinquentões (Anthony Kiedis, Flea e Chad Smith)...
Porém, é com pesar que, depois de ter ouvido o disco três vezes e feito minhas anotações, chego à seguinte conclusão: este é um dos piores discos do RHCP. Talvez, o pior.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Quando soltaram a primeira música, "Dark Necessities", algumas semanas antes do lançamento do álbum, eu pensei: "Nada grandioso, mas não é uma música ruim... E até que tem um refrão legalzinho!". Apesar disso, logo de cara, duas coisas negativas me chamaram a atenção: uma, a bateria bastante "tímida" (presto muita atenção nesse instrumento, pois sou baterista e Chad Smith é uma das minhas maiores influências); a outra, aquela sensação que já permeava todo o "I'm With You": a banda não parece ter um guitarrista, e sim apenas um cara que faz "barulhinhos" com o instrumento...
"Mas calma, é só a primeira música! O resto do disco pode ser diferente"... SÓ QUE NÃO.
Esse primeiro single é, justamente, o que há de melhor no álbum inteiro. Aliás: o que há de menos pior nele.
"The Getaway" não parece um disco do RHCP, que sempre foi uma banda bastante competente e que mesmo em lançamentos não tão inspirados, nunca deixou de apresentar ao menos algumas boas músicas. Mas o novo álbum é sonolento, desanimado, repetitivo... E é muito evidente que o rock and roll passou longe daqui, pois o que temos é uma produção – pasmem – pop/indie/eletrônica (!!).

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O estranhamento já começa na faixa-título. Trata-se de um popzinho bem água-com-açúcar, marcado integralmente com uma percussão eletrônica que mescla uma batidinha de "beat box" (!) a uma bateria quase imperceptível. E lá está Josh Klinghoffer fazendo as únicas coisas que parece saber fazer: tocar uma guitarra que se resume a "barulhinhos", sem peso e sem presença, e fazer backing vocals que soam como uma garotinha pré-adolescente cantando. Péssimo início, ainda mais pra uma banda que já teve músicas de abertura como "The Power of Equality", "Around The World", "By The Way" e "Dani California".
A segunda faixa é "Dark Necessities", na qual se destacam, além das características já mencionadas, os famosos slaps de Flea e a levada no piano, que ficou interessante. Música mediana-para-boa, mas constatar que esse é o ponto mais "alto" do disco é, no mínimo, decepcionante…
"We Turn Red" tem até um quê do RHCP antigo, por causa do riff funkeado e da bateria quebrada que lembram, de longe, algo do "Blood Sugar Sex Magik" (mas com um ritmo mais cadenciado). No entanto, o refrão acústico é um repentino anticlímax, que acaba comprometendo a música.
A banda sempre foi muito boa em produzir boas baladas (vide "Under The Bridge", "Otherside", "Desecration Smile" e tantas outras), e a intenção com a lentinha "The Longest Wave" certamente era essa. Porém, não passa de mais uma composição pouco inspirada e com uma bateria preguiçosa, que poderia ser tocada sem dificuldades por qualquer criança de três anos de idade.
"Goodbye Angels" também começa lenta, mas depois cresce e no fim muda totalmente, com uma barulheira que até chama um pouco a atenção, marcada por fortes slaps de Flea e a guitarra com timbres esquisitos do igualmente esquisitão Josh.
"Sick Love" conta com Elton John no piano e tem aquela levada "malandra" nas seis cordas, característica das épocas de John Frusciante na banda – me lembrou um pouco a guitarra de "Trouble In The Pub", uma música não lançada da era "Californication". Entretanto, é mais uma que peca pelo refrão insosso.
"Go Robot": essa bateriazinha eletrônica já tá ficando insuportável! Sem falar que, das seis músicas até aqui, já deve ser a quarta ou a quinta que tem sons de "palminhas" ao fundo. Além disso, o que também já não é nenhuma novidade: guitarra quase inexistente e, para preencher o vácuo sonoro, diversos efeitos eletrônicos. Haja saco!
A sequência vem com "Feasting On The Flowers", outra musiquinha com vários dos "inhas" que já estão manjados: levinha, com uma batidinha sem graça e os típicos barulhinhos de Josh. É, tá ficando feio…
"Detroit" e "This Ticonderoga" dão uma levantada nas coisas, pois têm alguns elementos do RHCP antigo (sobretudo a guitarra) e são as mais pesadas do disco - o que não quer dizer que são, necessariamente, pesadas, nem que são músicas realmente legais. A última, ainda, peca com mais um refrão chato à base de piano.
"Encore" mete o pé no freio de novo, com melodias tristes e atmosféricas. A música até desperta um certo grau de interesse, mas ao mesmo tempo irrita porque não tem bateria, mas tem adivinhe o que? As onipresentes PALMINHAS!!
O disco vai chegando ao fim com "The Hunter", MAIS UMA – acredite se quiser! – faixa lenta, com piano, notas tímidas de guitarra e quase sem bateria... Já deu, né?!
A última, "Dreams Of A Samurai", é a música mais longa do disco. Meio confusa, com uma introdução atmosférica, piano (instrumento que, como se vê, se tornou mais presente que a guitarra no som da banda), e depois algumas partes barulhentas. É a ÚNICA faixa onde Chad Smith aparece um pouquinho mais, com alguns ritmos quebrados e viradas em sua bateria.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

E acabou. Não digo que foi um martírio, porque é claro que existe coisa muito, muito pior por aí. Mas que "The Getaway" é uma chatice, isso é – sobretudo para um fã que curte RHCP desde moleque (fim dos anos 90, no meu caso) e conhece bem a imensa obra da banda.
Falar que John Frusciante é insubstituível é chover no molhado. O cara era, sim, um gênio, e quem, como eu, teve o privilégio de vê-lo ao vivo com o RHCP, sabe muito bem a falta que o guitarrista faz. Com a sua saída, coube à banda a dura missão de encontrar alguém à altura do posto, mas infelizmente, em vez de buscar com cuidado um músico que ao menos tivesse personalidade suficiente para fazer-se notar, o RHCP optou por facilitar e efetivou Josh Klinghoffer, que já os acompanhava como músico de apoio nos shows da turnê do "Stadium Arcadium" e era amigo de Frusciante.
E, como dito anteriormente, em vez de procurar evoluir e se entrosar melhor no som da banda em seu segundo trabalho com ela, o guitarrista seguiu com seus simples "barulhinhos" no instrumento, sem feeling nenhum, e com seus backing vocals igualmente irritantes, sendo um mero coadjuvante – mesma posição à qual, vergonhosamente, Chad Smith foi reduzido. A propósito, me pergunto como este, um dos melhores bateristas do mundo e membro do RHCP há tanto tempo, se prestou a um papel tão apagado, sendo quase substituído por uma reles bateria eletrônica de mesa...
Até mesmo a espinha dorsal da banda, formada por seus dois membros fundadores, parece estar cansada em "The Getaway". Anthony Kiedis arriscou pouco, cantando na maior parte em mono tom e escrevendo letras fracas e repetitivas sobre o término de seu relacionamento com uma mulher mais de 30 anos mais nova; Flea, um dos grandes gênios do baixo e o músico que leva a banda nas costas (principalmente desde que John Frusciante saiu), chama a atenção em muito menos momentos do que o habitual.
O produtor Danger Mouse veio para terminar a caca. Em entrevistas, foi revelado que quando o RHCP o chamou, já havia músicas escritas suficientes para o novo disco. No entanto, ele quis que a banda voltasse à estaca zero e compusesse faixas novas sob a sua batuta, vindo, inclusive, a assinar a coautoria de algumas delas. Porém, o resultado foi esse que está aí, me levando a pensar duas coisas: primeiro, será que o disco "esquecido" não era melhor? Segundo, como em time que está ganhando não se mexe, não seria melhor manter o bom e velho Rick Rubin na produção?
Há na internet algumas resenhas positivas para o álbum. Acredito que pode ser, sim, que tenha gente que venha a curti-lo, já que tem gosto pra tudo. Mas, sinceramente, suspeito da imparcialidade daquelas que estão rasgando elogios a "The Getaway", pois para uma banda com o currículo do RHCP, é inegável que este é um trabalho muito inferior à média. Afinal, "salta aos ouvidos" como não há nele nenhuma música com cara de hit e/ou candidata a clássico, e tudo aquilo que sempre caracterizou bem o som do quarteto californiano (músicas alegres, belas baladas, baixo alucinante, melodias marcantes, letras sacanas, solos cheios de feeling, etc.) parece ser coisa do passado.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

1. "The Getaway" 4:10
2. "Dark Necessities" 5:02
3. "We Turn Red" 3:20
4. "The Longest Wave" 3:32
5. "Goodbye Angels" 4:29
6. "Sick Love" 3:41
7. "Go Robot" 4:24
8. "Feasting on the Flowers" 3:23
9. "Detroit" 3:47
10. "This Ticonderoga" 3:35
11. "Encore" 4:15
12. "The Hunter" 4:00
13. "Dreams of a Samurai" 6:09


Outras resenhas de Getaway - Red Hot Chili Peppers

Red Hot Chili Peppers: Nem uma bomba, nem uma joia

Red Hot Chili Peppers: Tomara que seja apenas uma fase

Red Hot: Getaway Perde feio para os trabalhos anterioresRed Hot
Getaway Perde feio para os trabalhos anteriores

RHCP: O monstro saiu da jaula com um de seus melhores trabalhosRHCP
O monstro saiu da jaula com um de seus melhores trabalhos

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Garimpeiro
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Red Hot Chili Peppers: O "sim" de Rick Rubin (vídeo)

Lista: 20 músicas para ouvir usando bermuda florida e chineloLista: 20 músicas para ouvir usando bermuda florida e chinelo

Lista: relembre 30 músicas que farão 20 anos em 2022 (e veja como o tempo voou)Lista: relembre 30 músicas que farão 20 anos em 2022 (e veja como o tempo voou)

Happy birthday: confira grandes nomes da música pesada que fazem aniversário em novembroHappy birthday: confira grandes nomes da música pesada que fazem aniversário em novembro

Behemoth: Nergal conta como foi influenciado por Anthony Kiedis, do RHCPBehemoth: Nergal conta como foi influenciado por Anthony Kiedis, do RHCP

Red Hot Chili Peppers: o grande mérito da banda, na opinião de Gene Simmons, do KissRed Hot Chili Peppers: o grande mérito da banda, na opinião de Gene Simmons, do Kiss

Red Hot Chili Peppers: veja primeira foto oficial após volta de John FruscianteRed Hot Chili Peppers: veja primeira foto oficial após volta de John Frusciante

Red Hot Chili Peppers: banda confirma turnê mundial para 2022 com vídeo divertidoRed Hot Chili Peppers: banda confirma turnê mundial para 2022 com vídeo divertido

Rock e Heavy Metal: 20 personalidades que faleceram antes dos 50 anos - Parte 3Rock e Heavy Metal: 20 personalidades que faleceram antes dos 50 anos - Parte 3

Woodstock 99: Vale a pena assistir o documentário da HBO? (vídeo)

Túnel do tempo: relembre 10 discos incríveis de rock e metal lançados em setembro de 91Túnel do tempo: relembre 10 discos incríveis de rock e metal lançados em setembro de 91

11 de setembro: de Beatles a RATM, as músicas banidas das rádios americanas após atentado11 de setembro: de Beatles a RATM, as músicas banidas das rádios americanas após atentado

Red Hot Chili Peppers: quem curte Stadium Arcadium, curtirá novo álbum, diz Rick RubinRed Hot Chili Peppers: quem curte Stadium Arcadium, curtirá novo álbum, diz Rick Rubin


Túnel do tempo: relembre 10 grandes músicas lançadas em 1991Túnel do tempo: relembre 10 grandes músicas lançadas em 1991

Clube do Rock: Slash Vs. John Frusciante (vídeo)Clube do Rock: Slash Vs. John Frusciante (vídeo)

Capas: mais feias e ridículas feitas por artistas dos quadrinhosCapas: mais feias e ridículas feitas por artistas dos quadrinhos


Slipknot: Corey Taylor explica porque o mundo pop não suporta o Heavy MetalSlipknot
Corey Taylor explica porque o mundo pop não suporta o Heavy Metal

Anthrax: Scott Ian apresenta a solução para o Phil AnselmoAnthrax
Scott Ian apresenta a solução para o Phil Anselmo