RECEBA NOVIDADES ROCK E METAL DO WHIPLASH.NET NO WHATSAPP

Matérias Mais Lidas

imagemA música de Raul Seixas que salvou a carreira de Chitãozinho e Xororó

imagemPor que Lemmy odiava tocar "Ace of Spades" nos shows do Motörhead

imagemOmelete diz que heavy metal pertence agora à nova geração e não ao tiozão headbanger

imagemO hit dos Beatles que talvez seja sobre drogas e que "Jesus" acompanhou gravação

imagemO brasileiro com a voz parecida com a de Axl Rose que viralizou no TikTok

imagemO conselho realista de John Petrucci para bandas que estão começando agora

imagem"Quem não gosta de Beatles bom sujeito não é", diz João Gordo

imagemQuatro músicas de artistas brasileiros que citam Os Paralamas do Sucesso

imagemDeep Purple: David Coverdale revela quem quis como substituto de Ritchie Blackmore

imagemClipe de "From The Ashes" ultrapassa 1 milhão de views e Fernanda Lira celebra

imagem5 motivos para assistir ao novo RockGol 2023 que estreia em fevereiro

imagemO Raul Seixas não era nada daquilo que ele falava, diz ex-parceiro musical

imagemAndi Deris tem problemas de saúde e shows do Helloween são adiados

imagemA atitude punk da Legião Urbana que causou irritação e deu trabalho na gravação

imagemAlírio Netto diz que foi um privilégio cantar no Shaman


Bon Jovi: Novo disco não coroa 30 anos de carreira

Resenha - What About Now - Bon Jovi

Por Daniel da Costa Junior
Fonte: PipocaTV
Postado em 21 de março de 2013

Nota: 5

Bon Jovi: a banda que completa 30 anos em 2013 resolveu presentear os fãs como uma espécie de The Best da sua carreira; What About Now parece uma coletânea do "jeito bon jovi de fazer música".

Faz um tempo que o Bon Jovi deixou de se preocupar em ser uma banda de hard rock com aquela pegada americana que somente os estadunidenses sabem fazer. A opção de Jon Bon Jovi e trupe tem muita relação com o fato de conseguirem uma legião mundial de fãs e terem sedimentado o caminho entre o hard e o pop rock.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Com 30 anos de carreira não liga para críticas, vendas de discos ou contratos milionários com gravadoras. Os hits estão nos primeiros anos de carreira "e quem quiser que mate saudades comprando os cds ou indo aos shows". Mais ou menos assim. Por isso "What About Now" (2013) é aquilo que a banda sempre fez: melodias boas e refrões pegajosos. O maior dos clichês para quem escreve sobre música.

Um outro pecado de WAN é a semelhança entre as faixas. Irei comentar as faixas que mais se distanciam do formato escolhido pela banda para formar o repertório do seu novo disco. Das doze faixas, seis ou sete tem DNAs muito próximos. Uma decepção. A gente sempre espera mais, mesmo sabendo que não virá nada muito diferente.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

A faixa que abre o disco é descaradamente composta para ser hino nas turnês. "Because We Can" (faixa 1) tem unicamente o objetivo de manter a banda com o rótulo de ‘artista de arena’ que leva multidões a cantarem suas canções, acenderem seus isqueiros (ops, agora são apenas os celulares) e ficarem bonito nas gravações ao vivo. Aliás, a banda sempre faz um ótimo trabalho ao vivo, sempre soando mais pesada.

Fora isso esqueça solos gigantescos de guitarra, músicas cantadas por Richie Sambora, grandes sustos criativos. A banda achou este caminho e depois de três décadas parece não querer se desviar dele. Jogo ganho, porque mudar agora? Uma vez ou outra dá sinais de criatividade renovada como em "Amen" (faixa 5), quase uma faixa gospel para os padrões da banda de New Jersey, com arranjos de cordas simples e casados com a voz do vocalista.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O grande paradoxo de falar de um lançamento do Bon Jovi é que você não pode classificar as músicas como canções ruins – caso de "Army of One" (faixa 8) – porém a previsibilidade de cada "esticada" de Jon sempre deixa quem está escutando com o pé atrás. Especialmente porque podemos presumir que parece que existe pouca personalidade dos outros integrantes no disco. Tá mais para Jon Bon Jovi e banda. Enfim…

Porém uma coisa eles não se esquecem: fazer grandes baladas. Talvez a maior especialidade do Bon Jovi. A tríade de "Thick as Thieves" (faixa 9) é uma belíssima faixa e traz mais uma vez ótimos arranjos de cordas e bons vocais nos estribilhos.

"Beautiful World" (faixa 10) deixa a gente com a seguinte impressão: será que uma banda como o Bon Jovi com músicos reconhecidamente competentes só é capaz de escrever canções consonantes e não sair NENHUMA vez das opções fáceis das convenções harmônicas de música em tom maior? Será que a gente nunca ouvirá uma mudança de modo, uma alteração de andamento, uma música à capela, um samba do criolo doido?

Ao que tudo indica – eu mesmo respondo – não. Apenas ouviremos o que Jon Bon Jovi deseja compor com a autoridade de ser reconhecido mundialmente mas o débito de não sair de dentro da casinha do conforto.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

1 – Because We Can
2 – I’m With You
3 – What About Now
4 – Pictures of You
5 – Amen
6 – Thats What The Water Made Me
7 – What’s Left of Me
8 – Army of One
9 – Thick as Thieves
10 – Beautiful World
11 – Room At The End of The World
12 – The Fighter

twitter: @pipoca_tv
twitter: @dcostajunior


Outras resenhas de What About Now - Bon Jovi

Resenha - What About Now - Bon Jovi

Resenha - What About Now - Bon Jovi

Resenha - What About Now - Bon Jovi

Resenha - What About Now - Bon Jovi

Resenha - What About Now - Bon Jovi

Compartilhar no FacebookCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Twitter

Siga e receba novidades do Whiplash.Net:
Novidades por WhatsAppTelegramFacebookInstagramTwitterYouTubeGoogle NewsE-MailApps


Stamp

Guns N Roses: Bon Jovi fez com Steven Tyler o que ele fez com Axl


publicidadeAdemir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | André Silva Eleutério | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Euber Fagherazzi | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Henrique Haag Ribacki | José Patrick de Souza | Julian H. D. Rodrigues | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Sergio Luis Anaga | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal