Rush: "Clockwork Angels" é sobretudo um álbum "rockeiro"

Resenha - Clockwork Angels - Rush

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por André Prado, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


E a espera foi grande, depois de longos cinco anos desde o ótimo Snakes & Arrows, o Rush chega com "Clockwork Angels", o seu 20º álbum de estúdio mostrando que quanto mais velha a banda fica, ela tende a ficar melhor e melhor. É impressionante como uma banda que tem quase de 40 anos de carreira e tantos álbuns ótimos e diversos - sempre com uma característica única - na sua discografia, consegue nos entregar mais um excelente álbum; intenso e poderoso o suficiente para figurar na prateleira de grandes álbuns de sua carreira.
241 acessosAvery Molek: medley de Rush na bateria aos 10 anos de idade5000 acessosButcher Babies: Conheça o Porn Metal de ex-coelhinhas da Playboy

Como tradição do Rush, "Clockwork Angels" é um excelente álbum conceitual onde as músicas são inspiradas em definições steampunk de Júlio Verne e H.G. Wells (para quem não sabe, o termo "steampunk" é um sub-gênero da ficção científica onde trata-se de obras ambientadas no passado). "Clockwork Angels" conta a história de um jovem homem por um mundo dito "liberal e colorido" por cidades perdidas, piratas, anarquistas, um carnaval exótico e um observador que impõe precisão em cada aspecto da vida, representada pela capa do álbum repleta de simbolismo (interessante não?!). Capa aliás que nos mostra um relógio onde cada hora mostra um símbolo alquímico, e que está diretamente relacionado com as 12 canções. O relógio marca 21 horas e 12 minutos, uma alusão ao segundo álbum do grupo, 2112. Neil Peart assina todo esse material excelente, e para a nossa felicidade, que em breve virará um romance pelas mãos do escritor de ficção científica Kevin J. Anderson.

"Clockwork Angels" continua o caminho percorrido desde "Vapor Trails" de 2002, onde o Rush vem "experimentando" o lado mais rock n' roll da coisa. Naquele esquema puro de baixo, bateria e guitarra e aproveitando as possibilidades tecnológicas e de produção que não tínhamos a décadas atrás, o Rush consegue mais uma vez consegue soar moderno e pesado, mas nunca datado e comum aos ouvidos de quem escuta.

É sobretudo um álbum "rockeiro". Faixas como a direta "Caravan", a pesadíssima e de refrão grudento BU2B, e o single "Headlong Flight" dão esse tom de forma competente e contagiante. Mas o Rush não perde em nenhum momento suas viagens progressivas e nem sua pegada mais pop, faixas como a "Halo Effect", e a "The Garden" dão todo esse tom. Temos aqui inúmeras características únicas e marcantes que ao longo do tempo nos mostraram uma banda genial, seja pela guitarra cortante e cheia de riffs criativos de Alex Lifeson como na "Wish Them Well" e na soco na cara "Carnies", o baixo funkeado e a voz inconfundível do tiozinho estiloso Geddy Lee presentes fortemente na setentista "Seven Cities Of Gold", e a bateria precisa e intrincada do mestre Neil Peart como na "The Anarchist".

Por todas as suas 12 faixas "Clockwork Angels" se mantém vigoroso, e se torna um dos álbuns mais fortes a ser candidato ao top 5 do fim do mundo de 2012. Pra quem duvidava de uma banda de quase 40 anos estrada, está aí a prova de como não pode se duvidar. Quem curte um bom rock n' roll tem que ter essa obra na sua cabeceira!

Tracklist:

1. Caravan
2. BU2B
3. Clockwork Angels
4. The Anarchist
5. Carnies
6. Halo Effect
7. Seven Cities of Gold
8. The Wreckers
9. Headlong Flight
10. BU2B2
11. Wish Them Well
12. The Garden

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Outras resenhas de Clockwork Angels - Rush

3692 acessosRush: algo belíssimo e de extremo valor lírico e literário2852 acessosRush: em seu porto seguro que é o Hard Rock2876 acessosRush: Um trabalho que lembra os grandes álbuns da banda5000 acessosRush: Ainda o mesmo de sempre, mas não com tanta força5000 acessosRush: Um daqueles discos que não há como deixar passar

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

RushRush
Capivaras de zoológico em Toronto ganham nome do trio

241 acessosAvery Molek: medley de Rush na bateria aos 10 anos de idade436 acessosLoudwire: em vídeo, 10 maiores riffs de metal dos anos setenta0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Rush"

Foo FightersFoo Fighters
Fã sobe ao palco e detona em um cover do Rush

Under The RadarUnder The Radar
Rush e Sabbath ao vivo, o mais velho tem 12 anos

Classic RockClassic Rock
Revista elege 100 melhores músicas de rock

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Rush"

Butcher BabiesButcher Babies
Conheça o Porn Metal de ex-coelhinhas da Playboy

LobãoLobão
Show mais curto da história do Rock não pertence a ele

OrtografiaOrtografia
Como deveriam realmente se chamar as bandas?

5000 acessosMayhem: banda levou restos humanos para o palco em 20115000 acessosAs regras do Thrash Metal5000 acessosBon Jovi: Larissa Riquelme dançando com os seios de fora5000 acessosDoro Pesch: valorizando a vida por ter morrido na cadeia5000 acessosMegadeth: será que Dave Mustaine voltaria para o Metallica?5000 acessosPaul Gilbert: o Metallica acabou com o Blues no Metal

Sobre André Prado

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online