Age Of Artemis: Tirando leite de pedra de estilo saturado

Resenha - Overcoming Limits - Age Of Artemis

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Vitor Franceschini
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


O Age Of Artemis é mais uma banda que investe em uma empreitada perigosa, onde é praticamente impossível soar o mínimo original e quase nulo reformular o estilo proposto. Tudo isso pelo fato de a banda optar por executar um Power Metal com climas épicos e boa dose de melodia, ou seja, tudo aqui tem chance de soar saturado e água com açucar.
27 acessosAge of Artemis: Show em SP será o último de Alirio Netto5000 acessosHeavy Metal: os dez melhores álbuns lançados em 1983

Felizmente a banda sai bem dessa armadilha e, apesar de não reinventar nada, consegue reformular o estilo simplesmente se abstendo de exageros e impondo limites às suas composições.

O primeiro e fundamental fator positivo fica por conta do vocalista Alírio Netto possuir um timbre agradabilíssimo e em momento algum soar piegas ao se utilizar de agudos irritantes. O segundo é a variação rítmica que as faixas possuem dentre si, não soando somente veloz e excessivamente melódica. O terceiro e último são as belas melodias, muito bem dosadas e executadas por um grupo coeso.

A dupla de guitarristas Nathan Grego e Gabriel Soto mostra um bom entrosamento através de riffs bem executados e solos muito bem encaixados. A cozinha formada por Giovanni Sena (baixo) e Pedro Senna (bateria) dá o peso necessário ao trabalho com pegada e técnica.

Indico Echoes Within, que inicia o álbum de forma magistral e enérgica, Truth In Your Eyes, que possui ótimo trabalho de cordas e um ritmo interessante, além da Épica e Progressiva Gods, Kings And Fools que mostra todo o talento da banda em pouco mais de nove minutos.

Em “Overcoming Limits”, o Age Of Artemis consegue tirar leite de pedra, executando muito bem um estilo saturado sem soar exagerado ou pretensioso. Um disco que não salvará o Power Metal, mas que irá contribuir e muito para esse processo de reformulação. Confira!

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Outras resenhas de Overcoming Limits - Age Of Artemis

779 acessosAge of Artemis: Power Metal de qualidade com aura de positividade2061 acessosAge Of Artemis: Superando limites com "Overcoming Limits"625 acessosAge Of Artemis: Para quem admira os primórdios do Power721 acessosAge of Artemis: Esperança para o Rock e Metal de Brasília1245 acessosAge of Artemis: O Power Metal Melódico ainda tem a oferecer

27 acessosAge of Artemis: Show em SP será o último de Alirio Netto0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Age Of Artemis"

VocalistasVocalistas
Alguns que poderão ser os novos ídolos do nosso Metal

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Age Of Artemis"

Heavy MetalHeavy Metal
Os dez melhores álbuns lançados no ano de 1983

MegadethMegadeth
Como são divididos os royalties da banda?

SlayerSlayer
As preferências do guitarrista Kerry King

5000 acessosPinouvido: A cena da morte de Kurt Cobain em infográfico5000 acessosKiko Loureiro: foto pagando mico em karaokê com Dave Mustaine5000 acessosUltimate Classic Rock: as 25 músicas mais tristes da história5000 acessosRobert Plant: "roubávamos gasolina e leite para sobreviver"5000 acessosSystem Of A Down: Daron Malakian ensina como ser músico5000 acessosFresno: "John Lennon seria um cara meio chato"

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Sobre Vitor Franceschini

Jornalista graduado tem como principal base escrever sobre Rock e Metal, sua grande paixão. Ex-editor do finado Goredeath Zine, atual comandante do blog Arte Metal, além de colaborador de diversos veículos do underground.

Mais matérias de Vitor Franceschini no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online