Age of Artemis: O Power Metal Melódico ainda tem a oferecer

Resenha - Overcoming Limits - Age of Artemis

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Junior Frascá
Enviar Correções  

9


Eis aqui um disco que é a prova viva de que o power metal melódico ainda tem muito a oferecer! Mesmo que o estilo tenha definhado ao longo do tempo, fica claro que, quando há criatividade e talento, mesmo sem grandes inovações, é possível se destacar e manter o estilo vivo.

New York Times: os 100 melhores covers de todos os temposAnos 80: bandas nacionais que o tempo esqueceu

E os brasilienses do AGE OF ARTEMIS, em seu debut, não só conseguiram lançar um disco excelente, como já colocaram o seu nome dentre o das grandes revelações do metal brasileiro da atualidade. Além disso, a qualidade do material, tanto sonora (graças à excelente produção de Edu Falaschi) quanto visual (o disco foi lançado em um belíssimo digpack, e com arte do renomado Gustavo Sazes) impressiona, e mostra o grau de maturidade e profissionalismo que a banda se encontra.

Como dito, o AGE OF ARTEMIS, pratica um metal melódico dos mais competentes (com alguns elementos menos evidentes de metal progressivo), e traz tudo o que de melhor o estilo já nos proporcionou: guitarras pesadas e melodiosas, exarando riffs e solos cativantes, teclados bem encaixados e sem exageros, uma cozinha "trampada" e precisa, e um vocalista de voz potente e que transmite grande sentimentalismo em suas interpretações.

O disco mescla momentos mais rápidos e pesados com outros mais melódicos e emocionais, e faixas como "What Lies Behind", "Take Me Home", "Truth in Your Eyes" (que deu nome ao anterior EP da banda) e "God, Kings and Fools" mostram bem todo a competência da banda, e deverão agradar em cheio os fãs mais exigentes do estilo.

"Overcoming Limits" chega sem a intenção de revolucionar o metal melódico, mas demonstra que o estilo ainda tem muito a nos proporcionar, desde que seja praticado com competência e criatividade. Não deixem de conferir este grande registro.

Confiram o belo clipe de "Take Me Home"

Overcoming Limits – Age of Artemis
(2011 – MS Metal Records/Voice Music – Nacional)

1. What Lies Behind...
2. Echoes Within
3. Mystery
4. Take Me Home
5. Truth in Your Eyes
6. Break Up the Chains
7. One Last Cry
8. You ll See
9. God, Kings and Fools
10. Till the End

Formação:
Alírio Netto (Vocal)
Nathan Grego (Guitars)
Gabriel "T-Bone" Soto (Guitars)
Giovanni Sena (Bass)
Pedro Senna (Drums)


Outras resenhas de Overcoming Limits - Age of Artemis

Resenha - Overcoming Limits - Age Of ArtemisResenha - Overcoming Limits - Age Of ArtemisResenha - Overcoming Limits - Age Of ArtemisResenha - Overcoming Limits - Age Of ArtemisResenha - Overcoming Limits - Age of Artemis



Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Vocalistas: alguns que poderão ser os novos ídolos do nosso MetalVocalistas
Alguns que poderão ser os novos ídolos do nosso Metal


New York Times: os 100 melhores covers de todos os temposNew York Times
Os 100 melhores covers de todos os tempos

Anos 80: bandas nacionais que o tempo esqueceuAnos 80
Bandas nacionais que o tempo esqueceu


Sobre Junior Frascá

Junior Frascá, casado, é advogado, e apaixonado por heavy metal em todas as suas vertentes (em especial thrash, stoner, doom e power metal) desde seus 15 anos. Também é fã de filmes de terror e séries americanas, faz parte da equipe da revista digital Hell Divine e do site My Guitar, e é guitarrista da banda de metal tradicional MUD LAKE.

Mais matérias de Junior Frascá no Whiplash.Net.

adWhipDin adWhipDin