Asking Alexandria: confira como foi o show em São Paulo

Resenha - Asking Alexandria (Carioca Club, São Paulo, 24/09/2012)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por João Paulo de Matos Mota
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

O Carioca Club foi mais uma vez o palco para uma tripla apresentação internacional de Metalcore, proporcionado mais uma vez pela produtora Liberation MC e que novamente abarrotou a casa de jovens alucinados por essa vertente do Metal Moderno.

Jack Black: "Nirvana foi a última grande banda do rock"Queen: novas fotos do recluso John Deacon

Um certo clima de tensão se fazia dentro da casa, com uma grande preocupação por parte da produção do evento devido a quantidade de publico que se espremia contra a grade frontal, que fez inclusive a mesma se deslocar contra o palco.

Com a casa totalmente lotada e um calor insano, a primeira banda a subir pontualmente as 17h30 foram os americanos do Chelsea Grin, e logo o lugar, que já estava quente, ferveu literalmente tomado pelo Deathcore e os guturais do vocalista Alex Koehler e pelo imenso Mosh Pit que tomou conta da pista.

O público foi ao delírio com os hits da banda, mas principalmente com “My Damnation” que formou um Mosh alucinante.

As cortinas se fecharam ao primeiro ato enquanto o público procurava um pouco de ar para respirar, mas foi somente o tempo de acertarem o palco para a entrada dos também americanos do Miss May I, que após uma introdução característica de seu shows lançou logo “Relentless Chaos”. Com um estilo mais centrado no Metalcore, a equalização do som deixou o microfone do vocalista Levi Benton aquém dos demais instrumentos, porém isso não impediu que o público agitasse e acompanhasse cada música entoada.

Com um set um pouco mais curto, (7 músicas apenas) foi a banda que apresentou as melhores harmonias da noite. Detalhe foi que ambas as bandas americanas tocaram a frente das nuances da bandeira inglesa que compunham o pano de fundo do espetáculo.

A última e mais esperada banda da noite a entrar no palco foram os ingleses do Asking Alexandria que fizeram todo Carioca Club estremecer diante da euforia do público, principalmente a histeria coletiva da maioria do público feminino adolescente que tomava toda a plateia.

Bastou a entrada do vocalista Danny Worsnop ao palco para se iniciar um festival de arremessos de soutiens ao palco, que o músico cuidadosamente pendurava em seu pedestal. Em meio a constantes cusparadas de Danny no palco – que quase o levou a tomar um belo escorregão – o que podia se ver não era nada especial de tão extraordinário, exceto a presença cativante do vocalista, mas que mesmo assim deixava a desejar, devido a falta de regulagem de som que deixava, assim como no Miss May I, sua voz aquém dos instrumentos.

Mesmo assim os Moshes eram incessantes e o público agitava a cada música com direito a alguns Stage Dive, que haviam sido veemente proibido antes do inicio dos shows e várias garotas expondo os seios para seus ídolos da banda. Após a execução da última música “The Final Episode” toda a banda se despediu do público e o vocalista Danny foi o último a deixar o palco, mas não sem antes levar consigo a coleção de dezenas de soutiens que ostentou durante todo o show seu pedestal.

Para setlist completo e galeria exclusiva de fotos, acesse:
http://www.rockexpress.net.br/2012/09/24/asking-alexandria-e...

Quer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Todas as matérias e notícias sobre "Asking Alexandria"

Bateristas
Os dez melhores em vídeo, com algumas surpresas

Temperatura Máxima
As atrizes pornôs que incendiaram o cenário Rock

Metalcore
13 músicas que um fã de death metal deve gostar

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Todas as matérias da seção Resenhas de ShowsTodas as matérias sobre "Asking Alexandria"

Jack Black
"Nirvana foi a última grande banda do rock"

Queen
Novas fotos do recluso John Deacon

Fotos de infância
Angela Gossow, do Arch Enemy, muito antes da fama

Turisas: vocalista reclama da cerveja brasileira em showHeadbangers: o preconceito mostrado em vídeo bem-humoradoEm 31/12/1984: Rick Allen, do Def Leppard, perde o braço esquerdo em um acidenteKiss: como seria o último dia de Gene Simmons na Terra?Tony Iommi: guitarrista relata como descobriu seu câncerU2: Facebook fez de Bono um ex-bilionário

Sobre João Paulo de Matos Mota

Nascido em São Paulo no ano de 83 e fanático por Heavy Metal desde os 12 anos, atualmente se diverte cantando na banda Masterkey, fazendo parte da equipe do site Rock Express e conduzindo o podcast Rock Express Cast.

Mais matérias de João Paulo de Matos Mota no Whiplash.Net.

Link que não funciona para email (ignore)

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online