Em 10/04/2010 | Resenha - Epica (Via Funchal, São Paulo, 10/04/10)

WHIPLASH.NET - Rock e Heavy Metal!

Resenha - Epica (Via Funchal, São Paulo, 10/04/10)


  | Comentários:

Era por volta de 20h00 quando os portões foram abertos para o público. A fila para o tão esperado show da “Design Your Universe Tour” dobrava as esquinas do Via Funchal. A casa estava parcialmente lotada quando às 20h30 entrou a banda de abertura. Os brasileiros do Tierramystica levantaram a platéia que quase pôs a casa abaixo quando tocaram “Fear of the Dark” dos britânicos Iron Maiden. A banda deixa o palco aproximadamente às 21h20 e um DVD do grupo alemão Scorpions toca no telão enquanto os fãs aguardavam ansiosamente o momento épico da noite.

O texto representa a opinião do autor, não do Whiplash.Net ou de seus editores.

Imagem
Imagem
Imagem
Imagem
Imagem
Imagem
Imagem
Imagem
Imagem
Imagem
Imagem
Imagem
Fotos por Leandro Anhelli

Após incontáveis horas de espera para aqueles que amanheceram na fila, chega o momento mais esperado da noite. Com a pista já lotada, os holandeses do Epica sobem ao palco pontualmente às 22h00, levando o público ao delírio. Após as entradas triunfais de Coen Janssen (teclados), Ariën van Weesenbeek (bateria), Isaac Delahaye (guitarra), Mark Jansen (guitarra e gutural) e Yves Huts (contrabaixo), a estonteante Simone Simons (vocal) foi a última a entrar em cena, gerando alguns ataques histéricos desnecessários, algumas meninas gritavam como tietes histéricas, e alguns rapazes gritavam... ora, como tietes histéricas. Mas ataques de histeria à parte, a vocalista, dona de uma beleza capaz de derrubar qualquer marmanjo na platéia, chegou em grande estilo no meio da fumaça, arrebentando no prelúdio “Samadhi” seguida de “Resign to Surrender”.

A apresentação é praticamente um musical da Brodway no maior estilo Beauty and the Beast com gutural de Mark Jansen contrastando com o vocal da bela Simone, que logo embala o público com a aclamada “Sensorium”. O show prosseguiu com “Unleashed, Martyr of the Free Word” e “Fools of Damnation”, enquanto ao longo da noite Jansen soltava seu vocabulário do pouco português que conseguiu incorporar com “Puta que pariu”, “Caralho” e “Obrigado”.

Quase dava para sentir a sinistra respiração de Darth Vader quando a iluminação do palco tornava-se mais sombria ao começo de “The Imperial March”, do álbum “The Classical Conspiracy” gravado ao vivo na Hungria em um festival de ópera, acompanhados de um grupo de 40 músicos e um coral de 30 integrantes.

O lado negro da força sai de cena, seguido por “Seif Al Din”, a belíssima “Cry for The Moon” e “Tides of Time”, onde Simone dá uma leve desafinada, mas nada que possa comprometer a excelente performance da cantora.

Logo após “The Obsessive Devotion”, “Kingdom of Heaven” e algumas garrafas de água jogadas por Simone para a platéia sedenta, a banda se despede e então fazem a clássica retirada e as luzes se apagam. O público ensandecido grita pelo nome da banda aclamando a sua volta.

Coen Janssen retorna ao palco agitando a galera gritando “Left side!” e o lado esquerdo da platéia grita juntamente com alguns perdidos do lado direito, seguido de um “Right side!” agitando todo o lado direito, não podendo faltar os perdidos também do lado esquerdo. Difícil foi fazer o público entender quando ele gritou “Only the balcony!”, pois toda a casa gritou, menos a galera do balcão. “No no, only the balcony now” explica Coen, até que o balcão se toca e grita com as mãos para cima, e como não podia deixar de ser, alguns perdidos na pista também. O músico ainda grita “You are the best crowd in the world”, afirmando que ali estava o melhor público do mundo.

Terminada a graça do tecladista, o resto da banda sobe ao palco e começa “Sancta Terra”, e logo na sequência, “Quietus”. Simone agradece o carinho do público brasileiro e cantarola um pequeno trecho de Aquarela do Brasil, enquanto guitarras, teclado e bateria embalam um empolgado “Olê, Olê, Olá, Epica, Epica!”.

O show está quase no fim. Começa a última música “Consign To Oblivion”, e pouco antes de chegar ao final, Simone sai de cena carregando uma camiseta que alguém da platéia havia jogado no palco e volta vestindo uma baby look escrito “Brasil”, arrancando ainda mais gritos da galera.

É chegada a hora da despedida. Palhetas, garrafas de água e outros objetos são jogados pelos membros da banda em direção ao público. O Epica se despede e volta para os bastidores. Os fãs podem ir satisfeitos para casa sentindo o gostinho de quero mais e os histéricos sonhando e delirando com a beleza épica da ruivinha holandesa.

Criado em 1996, Whiplash.Net é o mais completo site sobre Rock e Heavy Metal em português. Em março de 2013 o site teve 1.258.407 visitantes, 2.988.224 visitas e 8.590.108 pageviews. Redatores, bandas e promotores podem colaborar pelo link ENVIAR MATERIAL no topo do site.


  | Comentários:

Todas as matérias da seção Resenhas de Shows

Os comentários são postados usando scripts do FACEBOOK e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Pense antes de escrever; os outros usuários e colaboradores merecem respeito;
Não seja agressivo, não provoque e não responda provocações com outras provocações;
Seja gentil ao apontar erros e seja útil usando o link de ENVIO DE CORREÇÕES;
Lembre-se de também elogiar quando encontrar bom conteúdo. :-)

Trolls, chatos de qualquer tipo e usuários que quebram estas regras podem ser banidos sem aviso. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Sobre Roberta Forster

Sou paulista, apaixonada por rock'n'roll, fotografia e literatura, nascida nos maravilhosos anos 80, funcionária pública, graduada em Artes Visuais pela Universidade Belas Artes de São Paulo. Especializei-me em fotografia pela Escola Focus em 2008 e, atualmente, estudo Letras na Universidade de São Paulo - USP e atuo como fotógrafa de Rock e Heavy Metal para o Whiplash! quando Chronos permite. Prazer!

Mais matérias de Roberta Forster no Whiplash.Net.

Link que não funciona para email (ignore)

QUEM SOMOS | ANUNCIAR | ENVIAR MATERIAL | FALE CONOSCO

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em março: 1.258.407 visitantes, 2.988.224 visitas, 8.590.108 pageviews.


Principal

Resenhas

Seções e Colunas

Temas

Bandas mais acessadas

NOME
1Iron Maiden
2Guns N' Roses
3Metallica
4Black Sabbath
5Megadeth
6Ozzy Osbourne
7Kiss
8Led Zeppelin
9Slayer
10AC/DC
11Angra
12Sepultura
13Dream Theater
14Judas Priest
15Van Halen

Lista completa de bandas e artistas mais acessados na história do site

Matérias mais lidas