Engenheiros do Hawaii: Um dos melhores do rock nacional

Resenha - A Revolta dos Dândis - Engenheiros do Hawaii

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Uilliam Rieffel
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 10

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Imagem
Depois do seu debut em 1986, no ano seguinte, a banda formada em Porto Alegre para durar apenas uma noite, os Engenheiros do Hawaii, partem para seu segundo álbum de estúdio, abandonando aquela sonoridade mais característica das bandas de rock nacional oitentista, e começa a se destacar como uma das melhores bandas da sua geração com "A Revolta dos Dândis".
Engenheiros: Canal Bis exibirá show de "30 Anos A Revolta"Lemmy Kilmister: "o Rock'n'Roll nunca vai morrer!"

No geral, vejo uma grande evolução nas composições de Humberto Gessinger, do Longe demais das capitais para o segundo disco, “A revolta dos Dândis”. É um grande passo a frente do álbum de estréia.

Se faz aqui mais perceptível a maneira filosófica de Gessinger para expor seus temas em canções, se ainda seguirmos comparando-o com o primeiro disco. Como em “Revolta dos Dândis I” onde ele parece expressar algo como estar perdido entre tantos extremos ou contradições, ou então na baita música que é “Infinita Highway” que certamente fala da vida como sendo uma estrada, e que podemos interpretar de forma diferente a cada vez que a ouvimos. Inclusive isso é uma das coisas que me chama atenção nos Engenheiros do Hawaii, o fato de poder escutar os álbuns, as músicas, e a cada ouvida perceber uma palavra e um significado oculto para o que está sendo dito .

Este release deve constar entre os melhores já registrados no rock nacional, ao lado de outros da banda,como “Gessinger, Licks e Maltz” e "O Papa é Pop", apesar de considerar que o instrumental da banda em "A Revolta dos Dândis" ainda não alcançou seu auge.

O álbum contém músicas como a já citada “Infinita Highway”, “Terra de gigantes” e “Refrão de bolero”, que são algumas da músicas mais conhecidas da banda até os dias de hoje. Enfim, este é um dos discos que me da a certeza de que escutar Engenheiros do Hawaii nos dá a oportunidade de uma reformulação completa sobre sua própria música e o que ela pode representar para o ouvinte, que os escuta, a cada vez que coloca suas músicas ou álbuns a tocar, seja por um clique no computador, seja no seu velho toca-discos.

Tracklist:

1. A Revolta dos Dândis
2. Terra de Gigantes
3. Infinita Highway
4. Refrão de Bolero
5. Filmes de Guerra, Canções de amor
6. A Revolta dos Dândis II
7. Além dos out-doors
8. Vozes
9. Quem tem pressa não se interessa
10. Desde aquele dia
11. Guardas da fronteira

Quer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Engenheiros: Canal Bis exibirá show de "30 Anos A Revolta"Pra assistir: os 30 anos do clássico Rock Grande do SulTodas as matérias e notícias sobre "Engenheiros Do Hawaii"

BRock
Os 10 melhores álbuns dos anos 80

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Engenheiros Do Hawaii"

Lemmy Kilmister
"O Rock'n'Roll nunca vai morrer!"

Ozzy Osbourne
"Eu detesto a expressão Heavy Metal!"

Heavy Metal
Os dez melhores álbuns lançados no ano de 1984

Cópia Infiel: Ato 1, Raul Seixas e o Dolo de OuroBaixista Magnus Rosén quase morre durante vôo rumo à América do SulMetallica: guitarrista carioca grava medley com 102 riffsAndré Knupp: veja campanha a deputado do candidato Black MetalFlatulência: peido de baterista causa multa em estabelecimentoCiência: modo pelo qual cérebro pensa dita seu gosto musical

Sobre Uilliam Rieffel

Gaúcho de São Gabriel – RS, 22 anos, Gestor Ambiental graduado na Universidade Federal do Pampa. Teve como porta de entrada para a música, as quatro primeiras faixas do Adios Amigos gravadas no espaço que ficaria em branco no lado B do k7 do Mamonas Assassinas. Colecionador de discos, com gosto musical que vai do Thrash Metal ao AOR, passando por outras vertentes do metal, até o Blues e um pouco de rock nacional e gaúcho. Tenta estar sempre atento às notícias de seus artistas favoritos e no cenário nacional de rock e heavy metal.

Mais matérias de Uilliam Rieffel no Whiplash.Net.

Link que não funciona para email (ignore)

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online