Manager dá sua versão sobre prisão de Axl Rose

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por João Paulo Andrade
Enviar correções  |  Ver Acessos

Merck Mercuriadis, manager do GUNS N' ROSES, publicou a declaração a seguir sobre os eventos envolvendo Axl Rose, um segurança de hotel e as autoridades da Suécia, no início da semana.

System Of A Down: Daron Malakian ensina como ser músicoFotos de Infância: Bruce Dickinson, do Iron Maiden

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Estamos muito infelizes com os eventos de terça-feira em Estocolmo. Para colocar as coisas em contexto, estávamos no meio de uma tour - com shows sold-out em Oslo, Copenhagen e Zurique - que continuaria até o começo de agosto.

As autoridades suecas sabiam disso, mas ainda assim nos ameaçaram durante um período de 12 horas com a possibilidade de pena de cadeia de cinco dias a três semanas para Axl, sem direito a fiança, se ele não 'cooperasse'. Eles estavam totalmente cientes de que havia milhões de dólares em jogo, sem mencionar as esperanças de dezenas de milhares de fãs que pagaram ingressos para ver o GUNS N' ROSES.

O ponto é que os relatórios da polícia não podem ser interpretados conforme apenas o que está escrito lá, e para ser muito sincero, este foi na prática um preço que tivemos de pagar. Se a situação fosse outra, Axl provavelmente ficaria algum tempo preso para ter certeza de que todos os fatos fossem devidamente esclarecidos.

Fora isso, não estamos felizes com o tratamento que ele recebeu. Ele foi preso após ser intimidado por um segurança em seu hotel; a seguir foi maltratado fisicamente pelos policiais enquanto era preso, quando inclusive uma valiosa pulseira se perdeu e não foi recuperada. Enquanto em custódia, ele foi segurado por cinco policiais enquanto um doutor tentou por três vezes tirar seu sangue para realizar exames para presença de drogas. Isso ilustra não apenas o nível de imcompetência, mas de maldade envolvida. Os resultados foram negativos, mas a prática foi um exemplo claro de uma atitude autoritária que o tentou dobrar [Axl]. É a mesma atitude autoritária que assume que o segurança em questão está dizendo a verdade apenas porque ele tem a autoridade.

Temos aqui uma situação em que autoridades distorcem as informações ao seu modo, enquanto a mídia anseia publicar estes relatorios totalmente parciais. Eu não recebi nenhum telefonema na terça-feira para confirmar ou comentar qualquer dos eventos noticiados. Existe uma longa fila de acusações por parte da lei, mídia e outros contra Axl, que nunca resistiram a apuração, legal ou qualquer outra. Ele sofreu inúmeros processos sem fundamento levados adiante por várias partes, e nenhum deles se sustentou.

Isso não é uma crítica à população de Estocolmo. As 15 mil pessoas no show foram fantásticas e todos que encontramos antes e depois foram inacreditáveis, até encontrarmos o guarda de segurança cheio de razão. É neste ponto que as pessoas reais saem de cena e as autoridades tentam tomar o controle. Várias pessoas envolvidas trataram Axl bem, enquanto a conduta de outras foi questionável e a de outras deplorável.

Independente de tudo, o GUNS N' ROSES irá retornar à Suécia, onde novamente tocará para as pessoas, não para as autoridades.

Amem-no ou odeiem-no, mas não distorçam os fatos.




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "Polícia"Todas as matérias sobre "Guns N' Roses"Todas as matérias sobre "Axl Rose"


Guns: alguns dos piores covers de Appetite For DestructionGuns
Alguns dos piores covers de Appetite For Destruction

Rock In Rio: as homenagens dos artistas estrangeiros com o BrasilRock In Rio
As homenagens dos artistas estrangeiros com o Brasil


System Of A Down: Daron Malakian ensina como ser músicoSystem Of A Down
Daron Malakian ensina como ser músico

Fotos de Infância: Bruce Dickinson, do Iron MaidenFotos de Infância
Bruce Dickinson, do Iron Maiden


Sobre João Paulo Andrade

Sempre quis viver de Rock e/ou Heavy Metal. Tentou tocar baixo mas era tremendamente incompetente no instrumento. Em 1996 criou o site Whiplash.Net e hoje vive do seu sonho. :-)

Mais matérias de João Paulo Andrade no Whiplash.Net.

adGoo336